Quinta-feira, 21st Março 2019
7:39:16am
Com quase 5 mil horas de músicas, Salvador recebeu 850 mil turistas no carnaval; veja números da folia

Com quase 5 mil horas de músicas, Salvador recebeu 850 mil turistas no carnaval; veja números da folia

Foram quase cinco mil horas de música durante os seis dias oficiais do carnaval de Salvador, período em que a capital baiana recebeu 850 mil turistas, número maior do que o esperado pela organização da festa.

O carnaval da capital baiana começou oficialmente no dia 28 de fevereiro e terminou na terça-feira (5). Antes disso, a cidade contou com as festas de pré-carnaval, batizadas de "Fuzuê" e o "Furdunço", que ocorreram no final de semana anterior ao dia de abertura da folia.

Prefeitura e Estado divulgaram os números da folia nesta quarta-feira (6). Para a administração municipal, como a festa cresceu, alguns pontos precisam ser revistos para melhorar no próximo ano.

Um deles é a divisão das atrações entre os circuitos Dodô (Barra-Ondina) e Osmar (Campo Grande). O primeiro teve o desfile de 107 trios independentes, 72 blocos, 1.850 artistas e 76 horas de música. O segundo, que o circuito mais antigo da festa, recebeu o desfile de 79 trios sem cordas, 1.700 artistas, 82 blocos, e 85 horas de música.

Outro ponto que a prefeitura considera que precisa melhorar e foi alvo de reclamação de muitos foliões foi o trânsito. Houve congestionamento em todos os dias nos acessos ao circuitos da festa, como a Avenida Centenário, Federação, Graça, e outros.

"Veio esse advento novo dos aplicativos, com esse incremento de 30% pela Bonocô e 90% pelo Rio Vermelho. A gente vai estudar uma medida e na hora certa ela vai ser adotada", disse o prefeito ACM Neto sobre os engarrafamentos.

Segurança
De acordo com a Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), mais de 1.7 milhão de pessoas passaram pelos portais de abordagem. Em um deles, um homem que estava foragido foi identificado por câmeras de reconhecimento facial e preso. Segundo a SSP, cerca de 3 milhões de rostos foram identificados pelos equipamentos.

A festa teve outros 98 presos em flagrante. Dez homens foram presos por violência contra mulher e sete por importunação sexual. Este ano foram registrados 121 roubos. No ano passado foram 108. Furtos foram 891 contra 656 em 2018.

"Tivemos esse ano o aumento de 20 casos de lesão corporais mais graves. Três situações pontuais, onde houve disparo de arma de fogo, e essas pessoas foram presas", afirmou o secretário de Segurança Pública da Bahia, Maurício Barbosa.

Ainda conforme a SSP, 4.444 mil suspeitos foram conduzidos à Polícia Civil durante o carnaval. O posto para casos de racismo e intolerância computaram duas situações, sendo uma de homofobia e outra de injúria racial.

Outros números do carnaval:
Festa
- 17.955 artistas envolvidos nas mais de 700 apresentações nos circuitos oficias e 208 shows em 10 palcos, com 4.983 horas de música;
- 97 blocos nos circuitos e 305 trios para o folião pipoca (trios independentes, agremiações sem corda, minitrios e projetos especiais);
- 1,1 milhão de pessoas no carnaval fora dos circuitos oficiais;
- 50 mil pessoas por dia, somando 150 mil no total no projeto Pôr do Sol;
- Cerca de 60 mil foliões curtiram a Torre Eletrônica, na Barra, e outros 22 mil o Beco das Cores, também no Circuito Dodô.
- 1 mil pessoas no Concurso de Fantasia LGBT, realizado na Praça Municipal
- 18 mil pessoas com a apresentação de 120 artistas, no palco das orquestras e bailes infantis
- 150 embarcações e 1,5 mil pessoas no carnaval náutico
- O Circuito Dodô contou com 107 trios independentes, 72 blocos, 1.850 artistas e 76 horas de música.
- O Circuito Osmar reuniu 1.700 artistas, 82 blocos, 79 trios independentes e 85 horas de música.
- O Circuito Batatinha contou com 61 horas de música, 100 blocos e 1.140 artistas.

Atendimento à saúde
- 4.946 atendimentos durante toda a folia, número 0,8% menor que a festa momesca do ano passado, quando foram registradas 4.986 ocorrências;
- 7 atendimentos com redução de 61% comparado ao ano de 2018 (18), montado no circuito alternativo Mestre Bimba, no Nordeste de Amaralina;
- Dos 4.986 atendimentos realizados nos circuitos, 149 necessitaram de transferência para rede de retaguarda para avaliação tomográfica, exames radiológicos, atenção obstétrica e fraturas. Isso representa apenas 3% dos casos.

Mobilidade na folia
- Foram transportados nos seis dias oficiais de folia 4.959.110 pessoas no sistema convencional de ônibus;
- No veículo do sistema complementar foram transportadas 243.117 pessoas;
- Cerca de 658.142 mil cidadãos utilizaram o serviço da linha gratuita Lapa- Calabar;
- 192.369 mil foliões utilizaram táxi;
- Foram realizadas 476 abordagens aos motoristas de táxis, com 75 profissionais autuados, sendo 51 por recusa de passageiro e 20 por cobranças fora do taxímetro;
- Os mototaxistas transportaram mais de 200 mil passageiros, e
- O Elevador Lacerda transportou 215 mil pessoas, e o Plano Inclinado Liberdade/Calçada transportou 40 mil pessoas cidadãos.

Transporte público
- 472 veículos foram removidos, contra 743 em 2018, uma redução de 36% de um ano para outro, e o número de autuações registradas este ano foi de 7.845;
- O número de acidentes caiu 11% em 2019, finalizando o Carnaval em 144, contra 162 em 2018;
- Entre a quarta-feira (27) e terça-feira (05), foram registrados cinco acidentes com mortes;
- Entre quinta-feira (28) e o início da manhã desta quarta-feira de cinzas (06), 21.290 veículos transitaram pela faixa. 6.692 foram autuados por transitar irregularmente no local;
- Entre quarta-feira (27) e terça-feira (05), 2.666 condutores foram abordados pelas equipes, um número 4% maior que o abordado em 2018, quando 2.543 condutores passaram pela blitz. Foram autuados 553 condutores, sendo 290 devido ao consumo de bebida alcoólica – em 2018,346 condutores foram autuados pelo mesmo motivo.Condutores profissionais também participaram das abordagens de Lei Seca, e
-A equipe de Educação para o Trânsito abordou 1.540 taxistas, 959 motoristas de ônibus, 159 mototaxistas e 1.551 motoristas a serviço da Prefeitura Municipal.

Segurança da Guarda
- 1.061 atendimentos e 45 ocorrências pela Guarda Civil Municipal. Das 45 ocorrências registradas na Operação, 44 pessoas foram encaminhadas a delegacias;
- 694 abordagens e 730 patrulhamentos preventivos;
- Durante todo Carnaval, foram recolhidos 257 documentos e pertences pessoais, que representou uma queda 44,5%, em relação ao ano passado;
- No Carnaval 2019 foram identificadas um total 39.219 crianças com pulseiras, o que representou um aumento de 32,5% em relação ao ano passado (29.608);
- Nas ações preventivas, foram distribuídos 44.857 folders contendo dicas de segurança e telefones úteis para os transeuntes, e
- Foram apreendidos 1.154 objetos perfurantes nos circuitos da folia, representando uma redução de 24,5% em relação ao ano passado.

Promoção social
- Foram cadastrados 9.777 indivíduos em vulnerabilidade social, o que representa um aumento de mais de 200% em relação ao ano de 2018;
- No total, 189 crianças foram encaminhadas para Casas de Acolhimentos e 5 mil pulseiras de identificação foram distribuídas;
- 1.800 refeições foram distribuídas para catadores de latinha nos centros de convivência implantados pela Semps, e
- Os Camarotes Acessíveis receberam 939 pessoas.
- Fiscalização de camarotes e estruturas
- Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur) realizou 2.567 vistorias, sendo 259 em camarotes, 521 em balcões, 22 em depósitos ou bares, 98 em trios e 410 em publicidade;
- Foram emitidas 333 notificações, entre elas 63 para camarotes, 44 para trios e 33 para publicidade;
- Dois camarotes foram interditados;
- A Sedur apreendeu mais de 11 mil peças publicitárias irregulares, e
- 11.300 unidades de bebidas foram alvos de fiscalização.

Ordenamento e iluminação
- A Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop) apreendeu 32.546 itens irregulares na folia (ano passado foram 21.876);
- Foram lavrados 1.573 autos de infração. Entre os itens irregulares mais apreendidos estão espetinhos, vasilhame de vidro, carros de supermercado e churrasqueira, fogão ou fogareiro. Na área de iluminação, foram registradas 352 ocorrências;
- Foram feitas 29 novas ligações;
- Foram registrados 2 atos de vandalismo, um na Barra e um no Centro. O total de serviços realizados foi de 385, e
- Salvamar registrou 61 resgates no Carnaval deste ano, contra 129 do ano passado.

Poluição sonora
- 33 estabelecimentos foram vistoriados e 8 desses foram notificados;
- No total, foram 233 trios vistoriados no quesito sonoridade. O total de vistorias chegou a 154 em áreas públicas e 17 em camarotes, e
- 10 palcos do Carnaval dos Bairros receberam equipes da área de poluição sonora.

Defesa do consumidor
- 14 estabelecimentos foram autuados desde o primeiro dia de folia, após 321 notificações emitidas pelos fiscais;
- Foram 128 ocorrências e três autuações. Entretanto, a que gerou mais autos lavrados, que podem resultar em multas para o ponto comercial, ainda foi a venda de produtos vencidos ou estragados, inadequados para o consumo. Foram oito autuações entre as 15 notificações emitidas;
- 77 estabelecimentos por ausência do Código de Defesa do Consumidor;
- 57 pontos comerciais descumpriram a Lei Antifumo e foram notificados, e
- 44 notificações e duas autuações no período por higiene precária ou lixeira inadequada.

Gestão da folia
- No total foram 304 vagas de trabalho. 10 mil colaboradores da Prefeitura envolvidos
- 3,5 mil veículos foram utilizados na operação e cerca de 1,6 mil testes do bafômetro foram realizados durante os 6 dias de folia entre motoristas da Prefeitura.

Ouvidoria Geral
- 8.187 demandas pela Ouvidoria Geral do Município (OGM), sendo 98,6% referente às equipes de rua e 1,4% do call center. Esse quantitativo é 36% maior em comparação a 2018.

Comunicação da festa
- Secom montou a Sala Oficial de Imprensa do Carnaval para o trabalho dos profissionais – o espaço este ano ganhou o nome de Paulo Gaudenzi –, além de 21 cabines de rádio;
- No total, a Secom, que também organizou coletivas de imprensa e promoveu o atendimento aos 2,5 mil jornalistas credenciados, produziu 180 matérias sobre a festa;
Foram produzidas 50 mil fotos;
- Na internet, 25 milhões de pessoas foram alcançadas pelo conteúdo produzido para essa linguagem, e
- Houve 4,9 milhões de visualizações dos vídeos e 3 milhões de acessos ao site, com 700 conteúdos produzidos.

Fonte: G1/Bahia

Itens relacionados (por tag)

  • 'Onde facções se encontram', diz secretário da SSP sobre circuito Campo Grande

    Conhecido como o circuito tradicional da folia, o Campo Grande agora também é ponto de encontro para brigas entre organizações criminosas rivais durante o Carnaval. Em 2019, de um total de 11 baleados, oito foram atingidos no Circuito Osmar.

    “Facções marcam até encontros em determinados pontos. É um circuito muito específico, porque tem muitas entradas e saídas. Atrações que chamam mais público e, infelizmente, o público atraindo mais a presença dessas facções criminosas ”, afirmou o secretário de Segurança Pública, Maurício Barbosa, em referência ao Circuito Osmar, onde a maioria das ocorrências foi registrada.

    A declaração foi dada durante a apresentação do balanço das ocorrências da SSP-BA no Carnaval, na manhã desta Quarta-feira de Cinzas (6).

    “Lidamos com proporcionalidade do número de pessoas. Se nós pegarmos 2 milhões de foliões para 1.400 ocorrências, dá um número de 0,06%. Neste ano, tivemos um aumento de 20 casos de lesões corporais mais graves. Três situações pontuais envolvendo armas de fogo", afirmou Barbosa.

    "Essas pessoas foram identificadas e presas, uma tentativa de burlar os portais de abordagens, fazendo uma entrada de arma de fogo dentro de um isopor de bebidas, o que nos alertou para necessidade de uma fiscalização maior junto com prepostos da prefeitura de Salvador, em cima de alguns ambulantes, não são todos. Um alerta para que a gente possa identificar como a criminalidade vem tentando burlar o sistema de segurança”, declarou o secretário.

    Números
    Foram 4.444 suspeitos conduzidos. Destes, 99 acabaram presos em flagrante pelos crimes de roubo, furto, lesão corporal, entre outros. "Tivemos um Carnaval com as ruas cheias de baianos e turistas. Com certeza o público superou o de 2018 e os desafios também foram maiores", comentou Barbosa. Os dados do evento foram apresentados durante coletiva, na manhã desta quarta-feira (6), no Wish Hotel da Bahia, localizado no Campo Grande.

    Novidades no Carnaval 2019, os postos com atendimento relacionado a violência contra a mulher contabilizaram 10 prisões, adotaram cinco medidas protetivas e receberam sete queixas de importunação sexual. Outra inovação, o posto para casos de racismo e intolerância computaram duas situações, sendo uma de homofobia e outra de injúria racial.

    Completando o balanço, a polícia contabilizou 121 casos de roubos e 891 de furtos - números cresceram em relação a 2018. Ano passado, foram 108 roubos e 656 furtos.

    "Notamos a criminalidade buscando outras formas de entrar nos circuitos com armas. Aperfeiçoaremos as ações de combate e repressão neste sentido em 2020", informou Barbosa.

    Solução
    Uma solução encontrada por Maurício Barbosa para diminuir os índices de violência no circuito é isolar alguns pontos. “Com base nessas ocorrências, observamos que há uma necessidade maior de cada vez mais isolar o circuito. Desde 2016 com a implantação dos portais nós não tínhamos detectado disparo de arma de fogo no circuito, mas nesse ano, nós vimos que algumas pessoas tentaram burlar e alguns casos conseguiram”, disse.

    O isolamento poderá ser de dois modos. “Já foram todos observados (pontos) e no ano que vem a gente vai tentar ao máximo evitar (vulnerabilidade). Praticamente impossível você não ter um ponto de vulnerabilidade num circuito tão grande, um queijo suíço, várias entradas, várias as saídas, número maior de pessoas, mais 2 milhões de pessoas passaram pelos portais. Agora, observamos que alguns pontos precisão ser melhorados, aumentando o número de obstáculos (barreiras) e ampliar o número de portais”, pontuou Barbosa.

    Fonte: correio24horas

  • Sensação de desespero', diz Denny Denan sobre doença congênita no coração

    Denny Denan, 40 anos, falou pela primeira vez após a alta médica do Hospital Ana Nery, em Salvador, onde estava internado depois de ter passado mal momentos antes de se apresentar no Carnaval, na última segunda-feira (4). O artista contou à TV Bahia que descobriu uma doença congênita no coração e vai ficar de repouso e observação médica nos próximos 15 dias. Por conta disso, todos os compromissos profissionais de Denny e sua banda foram cancelados.

    O cantor explicou que acordou durante a madrugada, por volta das 4h, com ardência e uma crise de refluxo. Ele consultou sua fonoaudióloga, foi medicado e voltou a dormir. "Quando acordei para me arrumar e ir para o bloco, foi quando eu comecei a sentir uma dor diferente. Um aperto no peito. Coisa que nunca tinha sentido antes", disse em entrevista à TV Bahia.

    Por conta da dor, ele decidiu ir até um hospital. Incialmente Denny foi atendindo no Hospital Ernesto Simões e depois transferido para o Hospital Ana Nery. "Quando cheguei no hospital era princípio de infarto fulminante. Mas depois de exames, constatou que eu realmente tenho um problema no coração desde que nasci e que se eu fizer muito esforço físico, como venho fazendo todo esse verão, eu poderia ter um problema maior. O nome técnico eu não sei", explicou.

    Denny disse, ainda, que por conta do repouso cancelou a agenda de shows, incluindo sua participação no Carnaval na Austrália. "A orientação médica é de descanso total durante 15 dias sob observação médica".

    O cantor lamentou a situação, mas contou que está confiante em sua recuperação e já planeja o Carnaval do ano que vem.

    "A sensação foi de desespero. Sabe quando você constrói um castelo de cartas e de repente da um pitoque e derruba tudo aquilo? Ou então um castelo de areia que você faz, de repente vem uma onda e acaba com tudo? Esse foi meu sentimento. Mas o meu voto, e Deus quer, que no ano que vem dê tudo certo, DD esteja aqui na maior saúde do mundo e com maior vigor do mundo. Sempre com vontade de cantar, de levar esse Carnaval que a nossa Bahia precisa, de alegria", completou.

    Cateterismo
    Após realizar o exame de cateterismo na última terça-feira (5) e ficar de repouso, o cantor Denny Denan, 40 anos, recebeu alta médica na manhã desta quarta-feira (6), do Hospital Ana Nery, onde estava internado. A informação foi confirmada ao CORREIO pela assessoria de imprensa do cantor.

    O ex-vocalista da Timbalada sofreu uma dor torácica momentos antes de desfilar no circuito Dodô (Barra/Ondina), na segunda (4). O hospital da rede pública onde Denny ficou internado é referência em procedimentos de alta complexidade nas áreas de cardiologia, nefrologia e cirurgia vascular.

    O cateterismo cardíaco, cinecoronariografia, angiografia coronária ou estudo hemodinâmico é um exame invasivo para examinar vasos sanguíneos e o interior do coração. O procedimento consiste na introdução de um cateter (tubo flexível extremamente fino) na artéria do braço ou da perna do paciente, sendo conduzido até o coração. O cateterismo pode ser utilizado para diagnosticar ou tratar doenças cardíacas - como infarto ou angina.

    Agenda
    Em função do internamento, foram canceladas as três apresentações que faria em Salvador, no bloco DD no Comando e nos camarotes Skol Puro Malte e Club - além do show no Carnaval da Boa Viagem em Recife (PE). A viagem para o Carnaval da Austrália também foi cancelada.

    O cantor vinha de uma série de apresentações. Na quarta-feira (27), Denny se apresentou na festa Xupisko, em Salvador. No dia seguinte, quinta-feira de Carnaval (28), puxou o trio independente Pipoca D no circuito Dodô (Barra-Ondina).

    Na sexta-feira (1º), foi a vez do bloco Alerta Folia no Campo Grande e do Camarote.com, na Barra-Ondina. No sábado (2), ele puxou o bloco Polimania no circuito Osmar (Campo Grande), fez show no Carnavalito (Arena Fonte Nova) e no Camarote do Nana, em Ondina.

    Domingo (3), foi a vez dele puxar, mais uma vez, o trio Pipoca DD no circuito Osmar. Na segunda, além do bloco DD no Comando, o cantor faria ainda um show no Camarote Salvador.

    Fonte: Correio24horas

  • Saiba o que abre e o que fecha durante o período do carnaval em Salvador

    Durante o período de carnaval, diversos estabelecimentos funcionam com horários especiais. O G1 listou as mudanças nos horários de shoppings, supermercados e outros.

    SHOPPINGS

    Shopping da Bahia
    Sexta-feira (1°) das 9h às 22h, sábado (2) das 9h às 21h. Domingo (3) a terça (5) lojas fechadas, quarta (6) das 12h às 22h.

    Shopping Piedade
    Quarta (27) e quinta (28), das 09h às 18h
    Sexta (1°), das 9h às 16h
    De sábado (2) a terça (5), o shopping estará fechado
    Quarta-feira (6) das 12h às 21h

    Outlet Premium Salvador
    De sábado (2) a terça-feira (5), das 11h às 19h
    Quarta-feira de cinzas (6) das 12h às 21h

    Shopping Cajazeiras
    Sexta-feira (1°), das 9h às 20h
    Sábado (2), das 9h às 17h
    Domingo (3) a terça (5), lojas estarão fechadas
    Quarta (6), das 12h às 20h.

    Shopping Bela Vista
    Sábado (2), de 9h às 19h
    De domingo (3) a terça-feira (5), alimentação e lazer funcionam das 12h às 21h e lojas estarão fechadas
    Quarta-feira de cinzas (6), lojas funcionam das 12h às 22h, enquanto a praça de alimentação e lazer abrem das 12h às 22h

    Shopping Salvador Norte
    Sábado (2), de 9h às 20h
    De domingo (3) a terça-feira (5), o cinema abre das 12h às 21h, Bompreço das 8h às 21h; Game Station das 12h às 21h, praça de alimentação das 12h às 21h, enquanto as lojas e quiosques estarão fechados
    Quarta-feira de cinzas (6), das 12h às 22h

    Salvador Shopping
    Sábado (2), de 9h às 20h
    De domingo (3) a terça-feira (5), cinema funciona das 13h às 22h, Bompreço das 8h às 20h; Game Station das 11h às 21h, Le Biscuit e Lojas Americanas das 12h às 20h, farmácias das 12h às 20h, praça de alimentação das 12h às 21h, enquanto as lojas e quiosques ficam fechados
    Quarta-feira de cinzas (6), das 12h às 22h.

    Shopping Center Lapa
    Quarta (27) e quinta (28), das 9h às 18h
    Sexta (29), das 9h às 16h
    Sábado (2), domingo (3), segunda (4) e terça (5), o shopping não funciona
    Quarta-feira de cinzas (6), das 12h às 21h

    Shopping Itaigara
    Sábado (2): Lojas abertas das 9h às 16h e Bompreço das 7h às 22h
    Domingo (3): Lojas fechadas e Bompreço aberto das 7h às 18h
    Segunda (4): Lojas fechadas e Bompreço aberto das 7h às 18h
    Terça-feira (5): Lojas fechadas e Bompreço aberto das 7h às 18h
    Quarta-feira (6): Lojas abertas das 12h às 21h e Bompreço das 7h às 22h

    Shopping Barra
    Quinta (28), de 9h às 16h
    Sexta (1°), de 9h às 15h
    Sábado (2), de 9h às 14h
    Domingo (3), segunda (4) e terça (5), as lojas não funcionam
    Quarta (6), de 12h Às 22h

    SUPERMERCADOS

    Extra
    Da quinta (28) até a quarta (6), a unidade da Avenida Paralela funciona normalmente, por 24h. As unidades da Rótula e da Vasco também funcionam normalmente, das 7h a 0h.

    Bompreço
    Alterações no horário de funcionamento somente no domingo (3) e terça-feira (5), das 07h às 22h.

    Sum's Club
    Domingo (3) de 8h às 19h, enquanto na terça-feira (5) a loja estará fechada.

    Maxxi Atacado
    Alterações no horário de funcionamento somente no domingo (3) e terça-feira (5), das 8h às 14h.

    Todo Dia
    Sábado (2) a segunda-feira (4), das 7h às 20h
    Terça-feira (5), das 7h às 18h
    Quarta-feira (6), das 7h às 20h

    LAZER

    Zoológico
    O Jardim Zoológico de Salvador estará fechado ao público do dia 27 de fevereiro a 6 de março, voltando ao seu funcionamento normal na quinta-feira (7). A medida visa preservar a segurança dos animais e dos visitantes, devido ao alto número de pessoas no entorno do parque, que está localizado no bairro de Ondina, próximo ao circuito carnavalesco Dodô e Osmar.

    Museu da Misericórdia (Pelourinho)
    Estará fechado de quinta-feira (28) até a quarta-feira (6).


    SERVIÇOS

    Justiça
    O Tribunal de Justiça da Bahia suspende o expediente nas unidades do Poder Judiciário de 1º a 6 de fevereiro. Os prazos que vencerem nessas datas serão prorrogados para o primeiro dia útil após o recesso. Na quinta-feira (7), terão o atendimento suspenso somente as unidades da comarca de Salvador que funcionam nas dependências do Fórum Ruy Barbosa, do Fórum das Famílias e do Shopping Baixa de Sapateiros, na 1ª Vara da Justiça da Paz em Casa, no Centro Médico Odontológico e na Junta Médica Oficial do Poder Judiciário.

    Ministério Público
    Começa na quarta-feira (27) e segue até a quarta-feira (6) o plantão de carnaval do Ministério Público estadual. Promotores de Justiça e servidores da instituição trabalharão em postos fixos de atendimento e de forma itinerante nos circuitos oficiais da festa, das 9h às 19h.

    SAC
    Quinta-feira (28) das 9h às 14h
    Sexta-feira (1°), unidade Barra abrem das 9h às 14h, unidades Bela Vista, Paralela, Salvador Shopping e Shopping da Bahia funcionam das 9h às 17h, enquanto os demais postos com horário normal.
    Sábado (2), funcionarão os SAC's Bela Vista, Paralela, Salvador Shopping e Shopping da Bahia, em seus horários habituais.
    Segunda (4) e terça (5), o expediente estará suspenso.
    Quarta-feira (6), funcionamento das 13h às 18h para os postos Barra, Bela Vista, Paralela, Salvador Shopping, Shopping da Bahia e Camaçari; das 13h às 17h nas unidades de Pau da Lima, Pernambués, Simões Filho e Candeias. Outros postos da capital e Região Metropolitana estarão fechados.

    BANCOS
    As agências funcionam normalmente na quinta-feira (28), exceto aquelas que estejam localizadas no circuito do Carnaval. Na sexta-feira (1º), as agências funcionam até 12h. Nos próximos dias as agências não funcionam, o atendimento retorna na quarta-feira de cinzas (6), a partir das 12h.

    METRÔ
    De acordo com a CCR Metrô Bahia, empresa que administra o sistema, 1º a 6 de março, o transporte vai antecipar a abertura da operação, passando a funcionar das 4h à 0h para embarque na Estação Lapa. Até as 4h50, as demais estações funcionam apenas para desembarque. Ao todo, serão 35 trens em operação.

    ESPAÇOS CULTURAIS

    - Carybé de Artes e Pierre Verger – Os Espaços Carybé de Artes e Pierre Verger de Fotografia Baiana, situados nos fortes São Diogo e Santa Maria, na Barra, estão com as portas fechadas desde domingo (24) e só retornarão no dia 6 de março, quando retomam o horário normal de atendimento: de quarta a segunda, incluindo feriados, das 11h às 19h. O ingresso custa R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia) para estudantes e idosos com idade a partir de 60 anos. A visitação é gratuita às quartas-feiras.

    - Casa do Rio Vermelho – A Casa do Rio Vermelho – Jorge Amado e Zélia Gattai estará fechada entre os dias 1º e 6 de março. Em dias normais, o museu abre de terça a domingo, das 10h às 17h, incluindo feriados. A taxa de visitação é R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia). Às quartas-feiras, a visitação é gratuita.

    - Casa do Carnaval – No mesmo período (de 1º a 6 de março), a Casa do Carnaval também estará fechada. O horário normal de funcionamento do local é de terça a domingo, de 11h às 19h, sendo que é preciso chegar até 18h para ter acesso. Os ingressos custam R$ 30 (Inteira) e R$ 15 (meia). A administração desses museus é feita pela Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult).

    - Espaços da FGM – Administrados pela Fundação Gregório de Mattos (FGM), a Casa do Benin, o Teatro Gregório de Mattos e o Espaço Cultural da Barroquinha também estarão fechados no período carnavalesco. A Casa do Benin foi fechada desde a última quinta-feira (21) e será reaberta no dia 7 de março para visitação, de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.

    - Já o Teatro Gregório de Mattos e o Espaço Cultural da Barroquinha fecharão na próxima quinta (28) e retornarão no dia 7 de março. Em dias normais, o acesso ao Teatro Gregório de Mattos – para o memorial homônimo – e ao Espaço Cultural da Barroquinha – para visitação da exposição Orixás da Bahia – ocorre de quarta a domingo, das 14h às 19h.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.