Sábado, 25th Maio 2019
7:22:23am
Bahia dá vexame e perde para o Sergipe na Fonte Nova

Bahia dá vexame e perde para o Sergipe na Fonte Nova

Sonolento, chato, ruim. Esses são alguns dos adjetivos que podem ser usados para explicar o desempenho do Bahia na derrota por 1x0 para o Sergipe, lanterna do Grupo A, na noite desta quarta-feira (13), na Fonte Nova, pela Copa do Nordeste. O resultado deixou o técnico Enderson Moreira em situação ainda mais delicada em relação ao torcedor, que protestou bastante.

Na classificação, o Esquadrão estacionou nos nove pontos e pode deixar o G4 do Nordestão no complemento da rodada. Já o Sergipe conquistou o primeiro triunfo em seis jogos e, com três pontos, mantém viva a chance de classificação para as quartas de final.

Pressionado pela torcida e precisando de uma atuação convincente, Enderson optou por uma escalação mais ofensiva, com Ramires recuado ao lado de Douglas Augusto, e Arthur Caíke formando o trio de ataque com Artur e Gilberto. Logo aos cinco minutos, o tricolor teve a primeira chance. Gilberto recebeu lançamento dentro da área e chutou forte, mas mandou para fora.

Depois disso, o tricolor voltou a esbarrar nos velhos problemas. Apesar de ter mais volume, o Bahia não conseguia criar chances claras e pouco incomodava o goleiro Erivelton. Do outro lado, o Sergipe passou a se soltar mais e gostar da partida.

O Esquadrão só conseguiu chegar com perigo de novo aos 25 minutos. Artur recebeu bom passe de Arthur Caíke na entrada da área, levou a marcação e bateu colocado. A bola explodiu na trave.

O desempenho do Bahia deixou a torcida impaciente. Aos 31 minutos, Arthur Caíke aproveitou erro da defesa sergipana e arriscou de fora da área, mas mandou para fora. O atacante também não conseguiu aproveitar a bola cruzada na área e perdeu a chance de abrir o placar.

Ao apito final para o intervalo, muitas vaias e protestos das arquibancadas.

Castigo no fim
Determinado a mudar o panorama, o Bahia voltou para a segunda etapa com Guilherme no lugar de Shaylon. Com apenas um minuto, Artur recebeu dentro da área, cortou o marcador e chutou forte, só que o goleiro Erivelton fez a defesa. Na sequência foi a vez de Arthur Caíke receber cruzamento de Gilberto e mandar de cabeça. Erivelton salvou outra vez.

O goleiro do Sergipe passou a ser o grande nome da partida. Erivelton voltou a aparecer bem em dois lances envolvendo o atacante Artur. No primeiro ele fez boa defesa após o jogador tricolor receber livre na área. Depois, evitou o gol em cabeçada do camisa 98.

O tempo ia passando, o gol não chegava e na arquibancada a impaciência aumentava. Enderson sacou Arthur Caíke e coloucou Rogério. No primeiro lance, o atacante mandou a bomba de fora da área e parou em Erivelton.

A situação, que era ruim, ficou ainda pior aos 33 minutos. Em um dos raros momentos de ataque, o Sergipe cobrou escanteio na área e Júnior Batata, de pucheta, fez 1x0 para o alvirrubro. O gol foi o estopim para o torcedor voltar a protestar contra Enderson Moireira.

Desgorganizado, o Bahia tinha dificuldades para pressionar o Sergipe e não conseguia reagir. A chance do empate caiu nos pés de Rogério. Depois do bate-rebate na área, o atacante recebeu livre, na marca do pênalti, e conseguiu isolar. Nem os seis minutos de acréscimos dados pelo árbitro evitaram o vexame na Fonte Nova.

O próximo compromisso do Bahia será neste domingo (17), quando enfrenta o Jequié, fora de casa, pela última rodada da primeira fase do Campeonato Baiano. Fora da zona de classificação do estadual, o tricolor não depende das próprias forças para avançar no torneio.

Fonte: Correio24horas

Itens relacionados (por tag)

  • Bahia encara o São Paulo nas oitavas de final da Copa do Brasil; veja os confrontos

    O Bahia vai enfrentar o São Paulo nas oitavas de final na Copa do Brasil. A definição do adversário do Esquadrão de Aço nesta fase da competição foi definido na tarde desta quinta-feira (2), em sorteio, na sede da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

    Nesta fase, entram os oito times brasileiros da Copa Libertadores da América deste ano, além dos campeões da Copa do Nordeste (Sampaio Corrêa), da Copa Verde (Paysandu) e da Série B (Fortaleza).

    Os dias 15, 22, 29 de maio e 5 de junho são as datas para esta fase. Na sequência, a programação dos jogos e os mandos de campo serão divulgados pela entidade máxima do futebol nacional.

    Confira todos os confrontos da fase:

    Internacional x Paysandu
    Flamengo x Corinthians
    Atlético-MG x Santos
    Grêmio x Juventude ou Vila Nova
    Palmeiras x Sampaio Corrêa
    Athletico-PR x Fortaleza
    Cruzeiro x Fluminense
    São Paulo x Bahia

  • Com pênalti marcado com auxílio do VAR, Bahia bate Bahia de Feira e é bicampeão baiano

    Pela 48ª vez o Bahia conquista o título de campeão baiano. O Esquadrão de Aço também levantou o troféu no ano passado. O time da capital baiana bateu o xará Bahia de Feira por 1 a 0, na tarde deste domingo (21), na Arena Fonte Nova, pelo segundo jogo da final do Campeonato Baiano. No segundo tempo, em cobrança de pênalti marcado com o auxílio do árbitro de vídeo (VAR), Gilberto marcou para o Tricolor. A equipe do técnico Roger Machado venceu o confronto pelo placar agregado de 2 a 1.

    Com a faixa de campeão no peito, o Bahia volta ao gramado na próxima quinta-feira (25), às 19h15, para o segundo jogo da quarta fase da Copa do Brasil contra o Londrina, no estádio do Café. O Esquadrão de Aço venceu o primeiro duelo por 4 a 0 e agora pode perder por até três gols de diferença para se classificar. Já o Bahia de Feira vai se preparar para a disputa da Série D do Brasileiro. Integrante do Grupo A6, a estreia do Tremendão será no dia 5 de maio, às 16h, diante do América de Pernambuco, no Ademir Cunha, pela primeira rodada. Além da equipe pernambucana, o time de Feira encara o América-RN e o Serrano-PB na primeira fase da competição.

    O JOGO

    O jogo começou bem disputado com as duas equipes bem postadas sem dar espaço para o adversário criar. Porém, o Tricolor da capital carimbou logo a trave do xará de Feira de Santana aos sete minutos de partida. Arthur Caíke cobrou falta direto no gol e a bola bateu na trave de Jair. Aos 14 minutos, o Bahia de Feira chegou com perigo na grande área dos donos da casa. Van fez bela jogada pela direita, deu um corte em Artur e cruzou na área, mas a bola passou por todo mundo e saiu pela lateral.

    Arthur Caíke criou outra boa oportunidade para o Bahia. Aos 18 minutos, ele recebeu lançamento do zagueiro Lucas Fonseca e cruzou para a área. Nino chegou um pouco atrasado, chutou e mandou por cima do gol de Jair. Quatro minutos depois, o mesmo camisa 77 do Esquadrão de Aço teve boa chance. Elton avançou pelo lado direito, Gilberto dividiu com Paulo Paraíba e a bola sobrou para Arthur Caíke, que bateu rasteiro, passando perto do gol de Jair. Aos 24 minutos, foi a vez de Elton desperdiçar ótima oportunidade. Após cobrança de escanteio, Moisés ficou com a sobra e levantou na área. Livre de marcação, o volante do Bahia finalizou por cima da meta do Bahia de Feira.

    O Tremendão assustou o Tricolor aos 27 minutos. Deon fez belo passe de calcanhar para Jarbas na ponta esquerda que cruzou para a área. Alex Cazumba dominou no peito e chutou forte, mas a bola desviou na marcação.

    Aos 38 minutos, Jarbas experimentou de longe e Anderson espalmou para escanteio. A resposta do Bahia veio três minutos depois. Nino Paraíba fez bela jogada pela direita e cruzou para trás para Gilberto. O camisa 9 bateu de primeira e isolou.

    Segundo tempo

    As duas equipes retornaram do vestiário sem alterações. E o Bahia por muito pouco não abriu o placar antes do segundo minuto. Na verdade numa chance inacreditavelmente desperdiçada por Arthur Caíke. Após cobrança de lateral de Moisés na área do Bahia de Feira, Ernando desviou para o meio, Cazumba não conseguiu afastar. Gilberto ajeitou para Arthur Caíke, mas o atacante, dentro da pequena área, furou e não conseguiu finalizar.

    Pênalti assinalado com auxílio do VAR
    Aos três minutos, no cruzamento para a área, Eric Ramires engatilhou o chute, mas foi travado pelo zagueiro Vitor e caiu no chão. O árbitro Luiz Flávio de Oliveira recorreu ao VAR para analisar uma jogada e assinalou a penalidade máxima aos seis minutos. Gilberto cobrou no canto de Jair e abriu o placar na Fonte Nova. Bahia 1x0 Bahia de Feira

    Aos 17 minutos, Douglas Augusto deu um carrinho em Bruninho e os dois se estranharam no círculo central. O árbitro amarelou os dois jogadores.

    Aos 20, Vitinho cobrou uma falta frontal que desviou no braço de Gilberto. Mais uma vez o árbitro recorreu ao VAR. Após analisar o lance, ele assinalou o pênalti a favor do Bahia de Feira. O mesmo Vitinho fez a cobrança e Anderson fez uma grande defesa. No rebote, Vitor encheu o pé para outra belíssima defesa do goleiro do Bahia. No contra-ataque, Eric Ramires recebeu dentro da área do adversário e chutou para o gol, mas Jair fez boa intervenção. Depois, na cobrança de escanteio de Eric Ramires, Elton subiu mais do que todo mundo, mas Vitor salvou o Tremendão tirando a bola que ia entrando no gol.

    A pressão do Bahia continuou. Artur se esforçou, impediu a saída de bola e cruzou rasteiro para Gilberto que tocou e Jair fez outra boa defesa aos 27. Dois minutos depois, Gilberto cortou para o meio e soltou a bomba para a defesa de Jair.

    A resposta do Bahia de Feira veio aos 32. Alex Cazumba cobrou a falta e acertou o travessão. No rebote, o volante Capone mandou por cima da meta de Anderson.

    O jogo estava lá e cá. Em seguida foi a vez do Bahia perder boa chance. Rogério recebeu na grande área, cortou dois marcadores no mesmo drible, mas não finalizou bem e a bola foi para fora aos 34 minutos.

    Ebinho por pouco não empatou o jogo. Aos 44, ele ganhou de Ernando na velocidade e chutou na saída de Anderson, mas a bola subiu demais.

    Aos 48, Artur desperdiçou uma boa chance de matar o jogo. Após cobrança de escanteio de Bruninho, a defesa do Bahia afastou e o camisa 98 pegou a bola e partiu em velocidade para o terreno adversário. Mas ele finalizou para fora.

    FICHA TÉCNICA
    Bahia 1x0 Bahia de Feira
    Campeonato Baiano - Final (2º jogo)
    Local: Arena Fonte Nova, em Salvador
    Data: 21/04/2019 (domingo)
    Horário: 16h
    Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (SP)
    Assistentes: Paulo de Tarso Bregalda Gussen e José Carlos Oliveira dos Santos (ambos da BA)
    VAR: Rodrigo Nunes de Sá (RJ), com auxílio de Elicarlos Franco de Oliveira (BA)

    Cartões amarelos: Douglas Augusto, Xandão, Artur, Gregore (Bahia) / Edimar, Bruninho (Bahia de Feira)

    Gol: Gilberto (Bahia)

    Bahia: Anderson; Nino Paraíba, Ernando, Lucas Fonseca (Xandão) e Moisés; Elton e Douglas Augusto; Artur, Ramires (Gregore) e Arthur Caíke (Rogério); Gilberto. Técnico: Roger Machado.

    Bahia de Feira: Jair; Van, Paulo Paraiba, Vitor e Cazumba; Capone, Edimar (Ebinho), Jarbas e Bruninho; Vitinho (Dionísio) e Deon. Técnico: Quintino Barbosa.

    Fonte: Bahia Notícias

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Ad2