Quarta-feira, 30 de Setembro 2020
9:13:53pm
Mano Menezes será o novo técnico do Bahia Foto: Divulgação/Cruzeiro

Mano Menezes será o novo técnico do Bahia

Ainda não é oficial, mas está acertado: Mano Menezes será o novo técnico do Bahia. O tricolor acertou a contratação do treinador de 58 anos, que chegará para ocupar a vaga deixada por Roger Machado, demitido na última quarta-feira (2), após a derrota por 5x3 para o Flamengo que encerrou a passagem de um ano e cinco meses pelo Esquadrão.

A informação foi publicada inicialmente pelo GE e confirmada pelo CORREIO. Mano Menezes comandará o Bahia na sequência do Campeonato Brasileiro e da Copa Sul-Americana em 2020. O contrato, no entanto, será até o final de 2021. Faltam apenas detalhes para o clube anunciar. O treinador é esperado em Salvador nos próximos dias e deve assistir à partida contra o Grêmio na quinta-feira (10).

As conversas entre o treinador e o Bahia foram iniciadas nos últimos dias, mas as duas partes precisaram esperar um pouco mais para bater o martelo porque Mano vive uma situação delicada. Integrante da sua comissão técnica, o preparador físico Eduardo Silva, conhecido como Dudu, sofreu um aneurisma cerebral no sábado e precisou passar por cirurgia. O treinador então pediu uns dias ao Bahia até que o estado de saúde de Dudu apresentasse melhora. A cirurgia foi bem sucedida.

Gaúcho de Passo do Sobrado, Mano Menezes ganhou destaque como treinador ao levar o 15 de Novembro de Campo Bom-RS à semifinal da Copa do Brasil em 2004. No ano seguinte, ele assumiu o Grêmio e conduziu a equipe no retorno à Série A. Além do acesso, Mano conquistou dois estaduais com o Grêmio e foi vice-campeão da Libertadores de 2007.

O treinador também ganhou destaque ao ser campeão da Série B e da Copa do Brasil com o Corinthians, em 2008 e 2009 respectivamente. O sucesso no clube paulista o levou à Seleção Brasileira em 2010. Mano ficou no comando da amarelinha até 2012.

Ele teve passagens ainda por Flamengo, Cruzeiro e Shandong Luneng, da China, antes de voltar ao time mineiro em 2016 e fazer outro trabalho vencedor. Pelo clube, ele conquistou o bicampeonato da Copa do Brasil (2017 e 2018) e dois estaduais. Ficou até o ano passado.

O último trabalho foi na reta final de 2019, quando assumiu o Palmeiras e terminou o Brasileirão na terceira colocação. O Bahia será o primeiro trabalho de Mano Menezes no Nordeste.

A estreia do treinador no comando do Esquadrão deve acontecer no domingo (13), diante do Atlético-GO, no estádio de Pituaçu, pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro. Antes, o Bahia recebe o Grêmio quinta-feira (10), ainda com o auxiliar Cláudio Prates interino no comando.

Itens relacionados (por tag)

  • A mulher provocou o dilúvio

    O festival de misoginia praticado pelas das ordens mendicantes entre o fim da Idade Média e início da Idade Moderna, funcionava como um verdadeiro apelo para os homens se engajarem na guerra santa contra uma inimiga poderosa: a mulher, considerada a “aliada do diabo”. Era um período em que frades dominicanos e franciscanos estavam preocupados com a decadência da igreja, procurando bodes expiatórios para os desmandos da Santa Sé.

    São vários livros e manuais, evidentemente escritos por homens da igreja, listando a “sordidez” feminina, sua infinita capacidade de levar o “macho” da espécie à perdição. Os franciscanos, por exemplo, diziam que além de todos os vícios do homem, as mulheres tinham seus próprios, “diagnosticados pelas Escrituras” como a de ser enganadora, perversa e por aí vai.

    Por essa postura, não é difícil entender porque a grande maioria das pessoas queimadas por bruxaria, foi do gênero feminino. “Ela atrai os homens por meio de chamarizes mentirosos para depois arrastá-los para o abismo da sensualidade”, diz o trecho do livro “De Planctu Ecclesiae” (o lamento da igreja, em tradução livre) de 1330, do franciscano Alvaro Pelayo cardeal que presidia a Penitenciária Apostólica na corte de Avignon.

    De tudo que esse Pelayo escreveu, creio que o destaque, sem dúvida, é quando ele se aventura a analisar uma posição sexual que a mulher passou a adotar: “Ela coloca-se sobre o homem no ato do amor, vício que teria provocado o dilúvio”. Realmente, muito poderosa essa mulher.

     

    WhatsApp Image 2020-03-10 at 19.17.21 

    Biaggio Talento é jornalista, e colaborador do O Jornal da Cidade.

  • Polícia abre inquérito para investigar furto cinematográfico no Santo Antônio

    A Polícia Civil abriu inquérito para investigar o roubo de cobre no Santo Antônio Além do Carmo, que aconteceu no último domingo, quando cerca de 20 homens vestidos com uniforme azul cavaram buracos na Rua Direita e retiraram uma quantidade ainda não especificada do metal.

    O procedimento foi instaurado nessa terça-feira (29), após reportagem do CORREIO, com uma queixa-crime formalizada pela Construtora Pejota, que realiza os serviços de requalificação da via. A denúncia foi registrada na 1ª Delegacia (Barris) após mais de 48h da ocorrência.

    Em nota, a Pejota disse que o registro do boletim de ocorrência só aconteceu após o pedido da Conder, o que teria sido feito numa reunião entre as duas partes realizada na tarde dessa terça. No entanto, em nota divulgada para a imprensa um dia antes, a Conder já tinha dito que fizera o pedido à Pejota para que registrasse queixa.

    A Polícia Civil não informou se já há suspeitos. Mas na manhã dessa terça (29), um homem que não quis ser identificado entrou em contato com a redação da TV Bahia e afirmou ser o responsável pela equipe que removeu os fios de cobre. Em conversa com o CORREIO, ele disse que não foi um roubo, pois o grupo teria sido contratado pela própria Pejota. “O interesse da empresa era acabar com o transtorno dos dependentes químicos que vandalizavam a obra e já retiraram esse cobre. Nós fomos chamados para retirar a sucata e evitar a ação desse pessoal”, contou ele, que disse ter sido contratado por uma pessoa de nome Thailan Macedo, que teria se apresentado como engenheiro da obra.

    O homem explicou ainda que a operação aconteceu no domingo, pois a equipe não queria parar as obras. “Como iríamos levar uma equipe de 15 homens com caminhão, retroescavadeira, fechar uma rua e tudo isso para um roubo? A gente fez a retirada do material no local exato que eles passaram para gente. Caso contrário, como a gente iria imaginar que tinha esse material ali?”, questionou. Ainda segundo ele, foram levados cerca de 45 kg de cobre e 60 kg de chumbo.

    O CORREIO localizou um rapaz de nome Thailan, que foi identificado como estagiário da Pejota. Ele disse que essa informação não procede. A Pejota foi questionada sobre isso, mas não retornou.

    Na nota, a construtora informou que as imagens divulgadas pela imprensa mostram que o fardamento dos criminosos não possui nenhuma identificação da Pejota. “O maquinário utilizado também não pertence à empresa e todo material usado fica mantido no canteiro de obras, que tem vigilância privada 24 horas”.

    Segundo funcionários que não quiseram se identificar, o canteiro fica no Largo do Santo Antônio, a cerca de 400 metros da ocorrência. Cerca de 30 operários fazem parte da obra. “Os vigias poderiam estar no canteiro no momento do crime, não sei dizer se eles viram a movimentação”, disse um dos funcionários.

    No domingo, cerca de 20 pessoas sem máscara, vestidas com uniformes azuis e com maquinários de grande porte, como retroescavadeiras, destruíram 60 metros de extensão de um lado da rua para levar fios de cobre que estavam enterrados no local. A ação se iniciou por volta das 8h30, durou cerca de quatro horas e danificou a rede de tubulação de água - já substituída.

    A Coelba confirmou que os cabos furtados pertencem a uma linha de transmissão desativada. Os cabos permaneceram no local para uma eventual necessidade. Para evitar roubos, a Coelba disse que prioriza a utilização de cabos de alumínio e trabalha com um percentual muito baixo de material de cobre na rede da distribuidora.

    O CORREIO também conversou com guardadores de carro do Largo do Santo Antônio e eles se disseram vítimas. “Nós fomos ajudar a retirar os carros da pista como sempre fazemos. A empresa já tem o costume de pedir o nosso auxílio, pois a gente conhece bem a área e os moradores. Mas a gente não ganhou nada por isso. Estamos nos sentindo enganados”, disse um deles.

    Desrespeito
    Para o ator Fabrício Boliveira, que vive na Rua Direita do Santo Antônio Além do Carmo, a situação gerou um sentimento de desrespeito à população. “Os operários também trabalhavam aos domingos. Pra gente, parecia ser só mais um dia irresponsável e errado de trabalho dos funcionários da obra. Eu fui uma das pessoas que retirei o meu carro da pista para que eles atuassem na rua, como sempre fiz durante a obra inteira”, afirmou.

    Fabrício atuou na novela Segundo Sol, que era ambientada no bairro soteropolitano do Santo Antônio, local onde hoje ele vive. “Eu acho que a polícia tem que investigar mesmo esse crime e a obra. Eles precisam saber quem é essa empresa contratada, quem é a pessoa que está à frente disso e apurar de forma precisa”, afirmou.

    O crime foi considerado como um “furto cinematográfico” pela forma como aconteceu. Questionado sobre a possibilidade de retratar no cinema o episódio, Fabricio desconversou. “Eu acho que temos coisas muito sérias e delicadas para lidar com esse furto, como o fato de ser uma obra mal feita, dinheiro público estar sendo perdido... é importante solucionar primeiro esse crime para só depois a gente pensar em trazer para a arte”, afirmou.

    Uma líder comunitária do Santo Antônio, que não quis ser identificada, disse que os moradores estão se mobilizando para que o furto não fique por isso mesmo e que a realidade da obra seja melhorada. “A obra fica sem vigilância e com material exposto, que é levado por bandidos. A gente tem uma sensação de insegurança e vamos cobrar das autoridades competentes que melhorem isso”, afirmou.

    Confira a nota completa emitida pela construtora Pejota:

    Na tarde desta terça, 29/09, a Pejota Construções e a CONDER se reuniram para adoção de medidas em relação ao fato ocorrido no dia 27/09.

    A primeira medida foi o registro de boletim de ocorrência feito pela Pejota, na Delegacia dos Barris. A ação aconteceu após pedido da CONDER feito a empresa nesta reunião.

    As imagens amplamente divulgadas pela imprensa mostram que o fardamento usado pelos criminosos não possui nenhuma identificação da empresa. Além disso, o maquinário utilizado também não pertence a empresa e todo material usado na obra fica mantido no canteiro de obras, que tem vigilância privada 24 horas.

    Estamos colaborando com imagens, informações e documentos a fim de apoiar as autoridades competentes na resolução do caso. A partir desse momento, as informações sobre o caso serão dadas pelas autoridades competentes que conduzirão a investigação.

  • RG Expresso chega à RMS e carteira de identidade pode ser solicitada via internet

    As unidades do SAC da Região Metropolitana de Salvador (RMS) passaram a disponibilizar o serviço RG Expresso. Com a mudança, a carteira de identidade pode ser solicitada via internet e retirada nos postos de Camaçari, Candeias e Lauro de Freitas.

    Para usar o serviço, o cidadão deve possuir todas as biometrias cadastradas no sistema, como fotografia, impressão digital e assinatura. Além disso, a retirada do RG só poderá ser feita pelo próprio titular, que precisa autenticar a biometria. O RG Expresso só pode ser pedido caso o documento tenha sido emitido há, no máximo, seis anos. O prazo de recebimento é de até sete dias úteis após o pagamento da taxa de R$ 37,77.

    O atendimento é 100% agendado e deve ser solicitado através do SAC Digital. Com o RG Expresso, o cidadão só precisa ir ao posto SAC uma vez, apenas para buscar o documento, que já estará pronto.

    Para ter acesso ao SAC Digital e solicitar o RG Expresso, basta digitar o endereço www.sacdigital.ba.gov.br na internet ou baixar o aplicativo disponível para Android e iOS, seguindo o passo a passo para cadastro. Para outras informações, a Saeb ainda disponibiliza o site institucional do SAC e o call center: 0800 071 5353 ou 4020-5353.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.