Sexta-feira, 15th Novembro 2019
3:17:56pm

Um colombiano de 32 anos foi esfaqueado durante um assalto no bairro da Barroquinha, Centro Histórico de Salvador, após ver o jogo da Copa América, na Arena Fonte Nova, na noite de sábado (15). Um amigo da vítima presenciou o crime, mas não ficou ferido. A informação foi confirmada por Marita Souza, delegada da Delegacia de Proteção ao Turista (Deltur).

Conforme a delegada, Ivan Deniam estava junto com um amigo, que não teve a identidade divulgada, caminhando e usando um aparelho de gps, quando dois homens chegaram e anunciaram o assalto, na Rua da independência, por volta das 23h.

Ainda segundo a delegada, após o anúncio de assalto, Ivan reagiu e entrou em luta corporal com os assaltantes, quando foi esfaqueado nas costas. Os homens conseguiram levar o passaporte e a uma máquina fotográfica do turista. O amigo de Ivan não teve nada roubado.

Após o caso, o colombiano foi atendido e encaminhado para o Hospital Geral do Estado (HGE). Não há informações sobre o estado de saúde dele.

Ainda de acordo com Marita, as vítimas são da cidade de Bogotá e estão hospedadas em uma residência no bairro do Pelourinho. O amigo de Ivan prestou depoimento sobre o crime ainda no sábado e depois foi liberado.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA), imagens de câmeras de segurança da região serão utilizadas nas investigações. O caso é acompanhado pela Deltur.

Fonte: G1/Bahia

Publicado em Bahia

O cantor Lulu Santos apresenta o show da nova turnê, "Pra Sempre", na Concha Acústica do Teatro Castro Alves, em Salvador, no dia 31 de agosto. O evento está previsto para começar às 19h.

Os ingresso custam entre R$ 60 (plateia - meia) e R$ 240 (camarote - inteira), e já estão à venda na Bilheteria do TCA, SAC’s dos Shoppings Barra e Bela Vista e no site Ingresso Rápido.

Dono de clássicos como "Tempos Modernos", "Apenas mais uma de amor" e "Como uma onda", o artista tem mais de 30 discos gravados. O último, "Pra sempre", é dedicado ao amor. ‘"Eu quero que o que a pessoa ouça seja bastante informativo, não só pelo teor musical, mas que a música realmente sirva para provocar alguma coisa", destaca Lulu, em nota.

No palco, Lulu estará acompanhado por músicos como Sérgio Melo (bateria), Jorge Ailton (baixo), Hiroshi Mizutani (teclado), Tavinho Menezes (guitarra) e Robson Sá (vocal).

SERVIÇO
O que: Show de Lulu Santos

Quando: 31 de agosto (sábado)

Onde: Concha Acústica

Horário: 19h

Classificação: 16 anos

Informações: 4000-1139

Vendas: bilheteria do TCA, SAC's dos Shoppings Barra e Bela Vista e através do site www.ingressorapido.com.br

Valores: Plateia - R$ 60 (meia) / R$ 120 (inteira) | Camarote – R$ 120 (meia) / R$ 240 (inteira)

Publicado em Eventos

O dono da casa onde ocorreu a explosão de gás no bairro Vale das Pedrinhas, em Salvador, morreu após ficar dois meses internado no Hospital Geral do Estado (HGE). Edilson Pereira Nascimento, de 29 anos, estava internado desde 12 de abril, quando ocorreu o acidente.

Conforme informações da esposa da vítima, Waldeir Peres, Edilson Pereira morreu na noite de quarta-feira (12).

O Departamento de Polícia Técnica (DPT) informou que o corpo da vítima foi encaminhado para perícia na manhã desta quinta-feira (13). O enterro dele será na cidade de Tapiramutá, a cerca de 350 quilômetros de Salvador.

Na hora do acidente, ele estava dentro de casa com Jorge Manoel de Jesus Souza, 50 anos, que morreu em abril.

Além de Edilson e Jorge Manoel, outras duas pessoas ficaram feridas durante a explosão. Dêmile de Carvalho, 21 anos, e o filho dela, Davi de Carvalho, de 1 ano, que morreu no HGE em maio.

O Corpo de Bombeiros e o Serviço de Atendimento de Urgência (Samu) foi até o local da explosão e, após atendimento, as vítimas foram encaminhadas para o Hospital Geral do Estado (HGE), na capital baiana. Por conta da explosão, algumas casas tiveram a estrutura danificada.

Na ação, sete casas foram interditadas e começaram a ser demolidas parcialmente no dia 15 de abril. Dez famílias que moravam nos imóveis não puderam voltar para o local.

Fonte: G1/Bahia

O cantor Agnaldo Timóteo, de 82 anos, segue com quadro de infecção urinária, conforme aponta o boletim médico divulgado pelo Hospital Geral Roberto Santos (HGRS), em Salvador, na manhã desta terça-feira (4).

O artista está na UTI da unidade de saúde desde o dia 21 de maio, quando foi transferido de Barreiras, no oeste baiano, após ter um AVC. Segundo o hospital, mesmo com a ampliação do tratamento com fortes antibióticos, a infecção persiste. O problema foi diagnosticado no dia 27 de maio.

Além disso, o cantor apresenta, desde segunda-feira (4), confusão mental, mais conhecido como delirium. Por isso, nesta terça, ele fará uma nova tomografia de crânio.

De acordo com a unidade médica, a idade avançada e patologias associadas podem justificar a fragilidade imunológica e recorrência da infecção no paciente. Agnaldo não tem previsão de alta.

Caso

Agnaldo Timóteo teve um mal-estar em um hotel na cidade de Barreiras, no dia 20 de maio, onde estava hospedado para fazer um show em Rita de Cássia, município vizinho, que também fica no oeste baiano.

A apresentação, no entanto, foi cancelada por causa do estado clínico do artista. Em um vídeo, o cantor contou que não se sentiu seguro para fazer o show.

No dia em que passou mal, Agnaldo Timóteo foi levado para a UPA de Barreiras e depois foi transferido para o Hospital do Oeste. No dia seguinte, ele foi levado para o Hospital Geral Roberto Santos, na capital.

Em 27 de maio, oitavo dia de internação, o quadro clínico do cantor se agravou, após o diagnóstico da infecção urinária e outras complicações. Agnaldo passou a respirar com a ajuda de aparelhos e entrou em coma induzido. Dois dias depois, os sedativos foram retirados e ele retomou a consciência. No dia seguinte, a ventilação mecânica foi retirada e ele voltou a respirar de forma espontânea.

O boletim médico divulgado no domingo (2) apontou que o cantor tinha começado a fazer fisioterapia para acelerar a recuperação clínica, e que ele não tolerou a progressão da dieta via oral, com ingestão de líquidos como água de coco e chás.

Fonte: G1/Bahia

Publicado em Bahia

A Polícia Civil encontrou 1.800 arquivos de imagens dos moradores de um condomínio na localidade da Alameda Bela Vista, no bairro do Cabula, em Salvador, salvos no aplicativo de controle do drone de Thiago Mota Silveira. Conforme informações da polícia, o suspeito foi preso em flagrante na noite de sábado (1°) após denúncias das vítimas.

De acordo com a Polícia Civil, os policiais levaram o suspeito e o equipamento para a Central de Flagrantes, que fica na região do Iguatemi, onde a ocorrência foi registrada. Ele foi autuado pelo crime de importunação sexual e liberado em seguida.

A polícia informou que o drone foi apreendido, pois não tinha nota fiscal e licença da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Thiago Silveira também tinha gravações de adolescentes.

A enfermeira Débora Cerqueira mora no condomínio com duas filhas adolescentes e não sabe se elas foram gravadas pelo suspeito. A moradora informou que tem medo de que os conteúdos sejam divulgados em sites pornográficos.

“Imagine aí você está no momento íntimo, sabendo que ele colheu informações e sabe-se lá o que ele vai fazer. Se ele vai colocar em algum site de pornografia ou se ele vai vender para algum lugar. Eu mesmo fiquei muito chocada com essa situação”, disse a moradora do condomínio.

Thiago Silveira trabalhava em uma empresa que produz buffets de festas infantis em outro bairro da capital.

Por meio de nota, a Festeleco informou que não compactua com a postura do suspeito, e disse ainda que ele foi demitido assim que a empresa teve conhecimento do fato.

Segundo o advogado Lucas Cardoso, especialista em direito imobiliário, o condomínio pode adotar medidas coletivas e os moradores que tiveram a intimidade invadida podem entrar com uma ação na Justiça.

“O morador que tiver sua imagem gravada sem autorização, sem prejuízos às sanções do condomínio, ele pode ingressar com uma ação requerendo danos morais e materiais contra esse terceiro que gravou, porque a Constituição Federal estabelece que a privacidade é um direito inviolável”, explicou o advogado.

Fonte: G1/Bahia

Professores e estudantes de Salvador realizaram na manhã desta quinta-feira (30), no Centro da cidade, um protesto contra os bloqueios de recursos da educação. A manifestação faz parte de um ato nacional.

A concentração começou por volta das 9h, no Largo do Campo Grande. Às 10h30, os manifestantes tomaram todas as faixas da via, e dez minutos depois o grupo iniciou uma passeata tendo como destino a Praça Castro Alves, um trajeto de cerca de dois quilômetros.

O grupo chegou até a praça por volta das 12h30, e às 13 a manifestação começou a dispersar.

De acordo com a Transalvador, a caminhada deixou o trânsito bastante engarrafado. Os veículos ficaram atrás dos manifestantes e avançavam conforme o grupo andava. O órgão ainda afirmou que viaturas da Transalvador ficaram em vários pontos do trajeto do protesto, para monitorar o tráfego.

A Universidade Federal da Bahia (Ufba) informou em um primeiro momento que teve R$ 37,3 milhões bloqueados, mas depois divulgou que, na verdade, o bloqueio foi de mais de R$ 55 milhões.

Além da Ufba e de institutos federais, a Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (Ufrb), a Universidade Federal do Oeste da Bahia (Ufob) e a Universidade Federal do Sudoeste da Bahia (Ufsb) também relataram cortes orçamentários, que chegam a cerca de R$ 40 milhões.

Interior do estado
Em Feira de Santana, cidade localizada a cerca de 100 km de Salvador, a concentração também começou por volta das 9h, na Praça Tiradentes. Por volta das 10h, os manifestantes saíram da praça e iniciaram uma caminhada pelas ruas da cidade.

Em Alagoinhas, a concentração começou às 8h, na Praça Rui Barbosa. Posteriormente, o grupo saiu em caminhada pelo centro da cidade, com destino à sede da prefeitura.

Na cidade de Serrinha, a manifestação começou às 8h, na Praça Luiz Nóbrega. O protesto, entretanto, ocorreu em formato de aula pública e não há previsão de que os manifestantes saiam em passeata.

Em Teixeira de Freitas, manifestantes bloquearam trecho da BR- 101, perto da sede do Instituto Federal da Bahia (Ifba). A cada 20 minutos, o grupo liberava o trânsito por cinco minutos e depois voltava a fechar a rodovia. O protesto foi encerrado por volta das 10h.

Na cidade de Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia, também teve protesto na manhã desta quinta-feira. Os manifestantes ficaram em frente à sede da prefeitura, gritando palavras de ordem e exibindo cartazes. Por volta das 11h, o ato já havia sido encerrado.

Fonte: G1/Bahia

Manifestantes realizaram atos de apoio ao governo do presidente Jair Bolsonaro em, pelo menos, oito cidades baianas, na manhã deste domingo (26). Houve manifestações em Salvador, Camaçari, na região metropolitana, Feira de Santana, a 100 km da capital, Itabuna, no sul do estado, Juazeiro, na região norte, Vitória da Conquista, no sudoeste, e nas cidades de Porto Seguro e Eunápolis, na região sul, além de Luís Eduardo Magalhães, no oeste da Bahia.

Em Salvador, o ato teve início por volta das 10h, no Farol da Barra, um dos principais pontos turísticos, onde houve a concentração. Depois, guiados por um trio elétrico, o grupo seguiu em caminhada em direção ao Morro do Cristo, cerca de 1,2 km depois do ponto de largada.

No ato, os manifestantes cantam o hino nacional e gritam palavras de ordem, com pedidos de "avança, Brasil". Os manifestantes começaram a se dispersar por volta das 11h40. Nem a organização e nem a Polícia Militar divulgaram estimativa de público.

Segundo os organizadores, a manifestação também foi em apoio à reforma da Previdência e em apoio à aprovação do pacote anticrime proposto pelo ministro Sérgio Moro.

Enviada ao Congresso em fevereiro deste ano pelo presidente Bolsonaro, a reforma da Previdência está em tramitação em comissão especial na Câmara dos Deputados. O texto já passou pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).

Já o projeto anticrime, que propõe mudanças na legislação penal e processual penal para reforçar o combate ao crime organizado, à corrupção e à violência, foi apresentado ao Congresso em fevereiro.

Camaçari
Em Camaçari, os manifestantes se concentraram na Praça Montenegro, no centro da cidade. Policiais militares do 12º Batalhão realizaram o acompanhamento da manifestação. Conforme a corporação, o ato foi tranquilo e não houve registro de ocorrências. O protesto foi encerrado por volta das 12h. Nem a polícia e nem os organizadores divulgaram estimativa de público.

Feira de Santana

pro bolsonaro-feira de sant

FEIRA DE SANTANA, 10H30: Grupo realiza manifestação em Feira de Santana neste domingo (26) — Foto: Ed Santos/Acorda Cidade

Em Feira de Santana, a manifestação começou na praça de alimentação da Avenida Getúlio Vargas, por volta das 10h. Após a concentração no local, o grupo seguiu em caminhada até a Rua São Domingos. No local, o ato foi encerrado por volta das 13h. Não houve divulgação de estimativa de público pela organização e nem pela Polícia Militar.

Itabuna

pro bolsonaro - itabuna

ITABUNA, 11H: Grupo realiza manifestação no centro de Itabuna neste domingo (26) — Foto: Alexandre Uilliam/TV Santa Cruz

Em Itabuna, o ato ocorreu no centro da cidade e contou com um carro de som. A manifestação começou pouco antes das 10h e foi finalizada por volta das 12h. De acordo com a organização, 500 pessoas participaram do ato. Já a Polícia Militar informou que a manifestação reuniu 150 pessoas.

Juazeiro

pro bolsonaro juazeiro

JUAZEIRO, 10H50: Grupo realiza manifestação na orla de Juazeiro neste domingo (26) — Foto: Felipe Pereira/TV São Francisco

Na cidade de Juazeiro, os manifestantes começaram a se concentrar, por volta das 10h, perto da Praça São Tiago Maior, na orla. Depois, seguiram em caminhada até o Vaporzinho, monumento de visitação turística, onde o ato foi encerrado, por volta das 11h40.

Os manifestantes usaram cartazes e faixas com mensagens de apoio ao governo Bolsonaro e à reforma da previdência. Segundo os organizadores, 150 pessoas participaram da manifestação. A PM não divulgou estimativa.

Vitória da Conquista
Em Vitória da Conquista, os manifestantes começaram a se concentrar às 8h na Avenida Brumado, no bairro Brasil. Eles ficaram no local até por volta das 11h30, quando deram início a uma carreata.

O grupo seguiu até as proximidades de um shopping center que fica na Avenida Olívia Flores, onde a manifestação foi encerrada, por volta das 12h30. Nem a PM e nem os organizadores divulgaram estimativas de público.

Porto Seguro
Em Porto Seguro, o ato teve início por volta das 9h30. Manifestantes se concentraram perto do monumento Trevo do Cabral. O grupo usou roupas verde e amarelo e levou bandeiras do Brasil para o local. O ato foi encerrado por volta das 11h30. Os organizadores e a Polícia Militar não divulgaram estimativa de público.

Eunápolis
Em Eunápolis, os manifestantes começaram a se concentrar na Praça da Bandeira por volta das 9h30. Depois, o grupo fez uma caminhada pela Rua Paulino Mendes e foi até a praça do bairro Pequi. O ato foi encerrado às 11h30. Também não houve divulgação de estimativa de pública pelos organizadores e pela PM.

Luís Eduardo Magalhães
Em Luís Eduardo Magalhães, os manifestantes fizeram o ato na Praça Sérgio Alvim Mota. Durante a manifestação, os participantes, que estavam vestidos com as cores da bandeira do país, cantaram o hino nacional e discursaram a favor das reformas propostas pelo Governo Federal. O ato começou 16h e foi encerrado por volta de 18h. Não houve divulgação de estimativa de pública pelos organizadores e pela PM.

Publicado em Bahia

"Ele [o procurador] já veio com agressões. Xingando, cuspindo, botando o dedo na minha cara", relembra o adolescente que foi agredido por um procurador do estado da Bahia.

O caso ocorreu no dia 17 maio, durante confusão em um condomínio de classe média alta, na região da Avenida Garibaldi, uma das principais de Salvador. A agressão contra o adolescente foi registrada por câmera de segurança do condomínio, que flagrou o procurador José Augusto Martins Júnior agredindo o adolescente.

A vítima contou à reportagem do Fantástico, da TV Globo, que a confusão começou depois de um desentendimento entre ele e o filho do procurador. Ainda segundo o adolescente, o filho do suspeito disse não ter gostado da forma que a vítima olhou para ele.

"'O que você está me olhando? Não estou gostando de você me olhando'. Eu falei: 'Tô fazendo nada'. Ele [filho do procurador] estava falando que eu ia ser nada na vida. Aí eu falei que ele que ia ser um nada na vida. Só repeti o que ele falou. Não houve agressão. De forma alguma toquei nele. Nem ele em mim. Ele contou para a babá dele. A babá se dirigiu ao interfone, solicitou que o pai descesse. Aí o pai dele desceu. Ele [o procurador] pediu para que o filho apontasse quem foi que estava perturbando ele, aí ele disse que fui eu e apontou para mim", relembra.

Jovem agredido por procurador

Através das imagens é possível notar que outro adolescente, que usa uma blusa verde, tenta defender o amigo assim que o procurador avança sobre adolescente. O jovem também falou sobre o caso e disse que não conseguiu ter um diálogo com o procurador.

"Ele não queria saber de conversa, o que aconteceu, nem nada. Ele simplesmente julgou que ele [o amigo] teria feito alguma coisa, agrediu o filho dele e não quis nem saber. Ele partiu para a porrada", diz o adolescente que tentou defender o amigo.

Ainda nas imagens da câmera é possível notar que o procurador aperta o pescoço do adolescente que se desentendeu com o filho dele. O amigo disse que tentou ajudar. "Ele começou a enforcar. A única coisa que eu falava para ele era: 'Calma, tio, calma. Ele não fez nada. Calma, você resolve depois. Calma, calma, calma. Só tentando afastar', diz o adolescente.

A tentativa do amigo de apaziguar as agressões não tiveram sucesso e José Augusto é flagrado pelas câmeras d tapas e empurrões no adolescente.

"É só um garoto, calma. Fazendo assim, aqui no colo dele, no peito. Ele nem olhava. O foco dele era nele. Ele só queria ir para cima dele e agredir de toda a forma. E eu estava tentando segurar ele, mas também estava com medo dele ir para cima e bater em mim também", diz o garoto que tentou defender o amigo.

José Augusto Martins ainda segurou o adolescente pelos braços e deu mais empurrões. Outro menino, que aparece de camisa cinza nas imagens, diz que também tentou diálogo como o procurador, mas foi xingado pelo homem.

"Eu só falei: 'Calma, tio'. Aí ele começou a xingar minha mãe, me chamou de vagabundo, moleque. Falou que todo mundo que estava lá era corno", diz outro adolescente.

Nas imagens, ainda é possível ver que o porteiro do prédio chega e tenta separar a briga, mas o procurador continua as agressões verbais. "Você não mexa com meu filho", ameaçou o procurador apontando para o adolescente alvo das agressões.

Um inquérito policial foi aberto para investigar o caso."Um dos adolescentes, que estava no mesmo ambiente, ele foi ofendido moralmente. Isso corresponde ao crime de injúria. Quanto ao outro adolescente, esse se vê claramente pelas imagens que foi agredido fisicamente. Então é uma lesão corporal leve", explicou a delegada Simone Macedo, responsável pelo caso.

Por meio de nota enviada à imprensa, o procurador pediu desculpas pela situação. Disse que agiu por impulso ao tomar conhecimento de que o filho, uma criança especial de 11 anos de idade, estaria aos prantos após ter sido agredido pelo adolescente.

Segundo o advogado do procurador, Luiz Augusto Coutinho, o homem só quis defender o filho que seria vítima de bullying no condomínio, por ter um déficit cognitivo.

"Ele entende que se excedeu no momento, mas que, de fato, aquilo foi fruto de uma série de agressões. Foram três anos de agressões constantes. Agressões físicas e psicológicas, que foram comunicadas aos genitores dos adolescentes. Nenhuma providência foi tomada por parte deles [pais dos adolescentes]. Toda família está triste com o episódio, mas entendendo a cota de responsabilidade e disposto a apresentar suas contas à Justiça", conta Coutinho.

Mães dos adolescentes

mães jovens agredidos por procurador

A mãe do garoto agredido, a administradora Maria Helena Macedo Malvar, conta que o filho ligou desesperado para contar sobre as agressões.

"Ele gritando, chorando dizendo: ‘Minha mãe, eu apanhei. O pai de um menino aqui do prédio me bateu, veio para cima de mim, me enforcou", relembra a mãe do adolescente.

Diante do relato do filho, Maria Helena resolveu interfonar para o procurador. "Ele xingava muito comigo. Eu estava do mesmo jeito que ele, então resolvi desligar porque eu vi que não tinha condições de conversar com ele", diz.

Ao ver o vídeo, a psicóloga Denise Fortuna Marques, mãe do garoto de camisa verde que aparece nas imagens, revelou ter ficado orgulhosa do filho. "Ele quis só proteger o amigo. Quando eu chamei e disse: 'Meu filho, como é que você faz isso?'. Ele disse: 'Minha mãe, eu não podia deixar meu amigo ser agredido na minha frente'. Eu achei uma atitude nobre", relata Denise.

Apesar da defesa do procurador relatar que houve bulliyng contra o filho dele os adolescentes negam. "Com a gente, nunca houve problemas com o filho dele", disse um dos adolescentes.

A mãe do garoto agredido também nega que tenha sido contatada sobre qualquer problemas de comportamento do filho dela, com relação ao filho do procurador. "O filho dele é especial. Ele deveria ter pensando primeiro no filho. Ter poupado e ter conduzido a situação de outra forma", diz Maria Helena.

A designer de interiores, Daiana Mascarenhas, mãe do garoto de cinza que teria sido xingado, condena a atitude do procurador. "Estou fatigada de inúmeras situações meu filho estar na qualidade de vítima de bulliyng, mas em nenhum dos momentos minhas intervenções foram de agressões, de intervenções negativas", conta.

O psicólogo Alessandro Marin Pietri disse que, em caso de conflito entre crianças, os pais devem discutir os problemas e soluções entre eles.

"Se houve uma violência prévia entre as crianças e que eles não conseguiram solucionar sozinhos, o ideal é que os adultos responsáveis, entre eles, pensem em medidas que possam ajudar essas crianças a solucionar esse conflito. Sob nenhuma hipótese, um adulto deve abordar uma criança de maneira violenta, porque isso não ajuda a resolver qualquer situação de violência", explicou.

Fonte: G1/Bahia

Publicado em Bahia

Vinte e cinco pessoas morreram na Bahia este ano com algum tipo de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). O dado foi divulgado nesta quinta-feira (23), pela Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab) e corresponde a semana epidemiológica 21, com dados levantados até 22 de maio.

Entre os 417 municípios baianos, 55 registraram casos de SRAG. O município com maior registro foi Salvador, com 297 casos, o que equivale a 63,6% do total de casos notificados no estado. A capital baiana também teve o maior número de óbitos, com 17 casos.

Em toda a Bahia foram 467 casos de síndrome, 48 confirmados para Influenza, 55 por outros vírus respiratórios, 128 com amostras negativas e 236 casos estão em investigação.

Conforme registrado no boletim, dos 48 casos confirmados para Influenza, 24 foram ocasionados pelo vírus Influenza A H1N1, 18 pelo vírus Influenza A H3N2 sazonal, um Influenza A não subtipado e cinco por Influenza B.

Foram identificados outros vírus respiratórios dentre as amostras positivas dos casos investigados: Vírus Sincicial Respiratório (22), Parainfluenza1 (2), Parainfluenza3 (4), Adenovírus (3) e Metapneumovírus (24).

De acordo com o boletim da Sesab, dos 25 óbitos, quatro foram por H1N1, três por Influenza H3N2, um por Parainfluenza I, três óbitos estão sendo investigados e em 14 óbitos não houve identificação de vírus.

Os casos de síndrome respiratória por H1N1 ocorreram com maior incidência na faixa etária de 50 a 59 anos (0,4 por 100 mil hab.), e a maior letalidade foi registrada no grupo de menores de 2 anos e 2 a 4 anos.

Os 467 casos notificados representam redução de 63,25% em relação aos dados do mesmo período de 2018.

No ano passado, nos meses do primeiro semestre, foram notificados 1.271 casos e 116 óbitos de SRAG. Foram confirmados 306 casos e 37 óbitos por Influenza, dentre eles Influenza A H1N1 (225 casos e 27 óbitos), Influenza A H3N2 Sazonal (36 casos e 05 óbitos), Influenza A não subtipado (11 casos e 01 óbito) e Influenza B (34 casos e 04 óbitos).

Fonte: G1/Bahia

Publicado em Bahia

Começa a valer nesta quinta-feira (23) o despacho obrigatório da bagagem de mão fora do padrão nos aeroportos de Guarulhos (SP) e Salvador. Nas últimas duas semanas, os passageiros foram orientados sobre a determinação.

Os aeroportos são os dois últimos dos 15 previstos para adotarem a medida – outros 13 terminais já obrigam ao despacho (veja as regras ao final da reportagem). Nesses terminais, as bagagens que excederem o tamanho permitido devem ser despachadas nos balcões de check-in das companhias aéreas, e estarão sujeitas a cobrança pelo serviço.

Aeroportos com despacho obrigatório de bagagem de mão fora do padrão:

Juscelino Kubitschek (Brasilia)
Afonso Pena (Curitiba)
Viracopos (Campinas)
Aluízio Alves (Natal)
Confins (Belo Horizonte)
Pinto Martins (Fortaleza)
Guararapes (Recife)
Val-de-Cans (Belém)
Santa Genoveva (Goiânia)
Salgado Filho (Porto Alegre)
Congonhas (São Paulo)
Galeão (Rio de Janeiro)
Santos Dumont (Rio de Janeiro)
Luis Eduardo Magalhães (Salvador)
Internacional de São Paulo (Guarulhos)

Tamanho permitido das bagagens
De acordo com a Abear, associação que reúne as aéreas brasileiras, o objetivo da medida é agilizar o fluxo dos clientes nas áreas de embarque e evitar atrasos.

Desde o início da cobrança pelas bagagens despachadas, muitos passageiros têm optado por levar apenas malas de mão – por vezes com dimensões excessivas –, causando transtornos na hora do embarque na aeronave.

Antes de entrar nas áreas de embarque, os passageiros terão que verificar se o tamanho e o peso das bagagens estão de acordo com os padrões definidos pelas companhias: 55 centímetros de altura, 35 centímetros de largura e 25 centímetros de profundidade, com até 10kg.

Nas companhias participantes – Latam, Gol e Avianca Brasil – o valor da bagagem despachada varia entre R$ 59 e R$ 220. A Azul deixou a Abear no início deste mês.

Reclamações contra as empresas áreas podem ser feitas pelo site consumidor.gov.br

Senado aprova 100% de capital estrangeiro nas aéreas e isenta cobrança bagagem

Medida contra a cobrança aprovada no Congresso
O Senado aprovou nesta quarta-feira (22) uma medida provisória que prevê gratuidade para bagagem de até 23 quilos em aviões com capacidade acima de 31 lugares, nos voos domésticos. Esse trecho não estava no texto original da MP, mas foi sugerido pelo relator da proposta, senador Roberto Rocha (PSDB-MA), e, por meio de um destaque, aprovado pelos deputados durante votação nesta terça-feira (21).

A proposta segue para a sanção do presidente da República, Jair Bolsonaro. O chefe do Executivo tem a prerrogativa de vetar trechos da proposta.

A análise da MP precisava ser feita pelo Senado nesta quarta-feira. Por se tratar de uma medida provisória, o texto tem força de lei desde que foi publicado, em dezembro de 2018 pelo ex-presidente Michel Temer, mas precisava ser aprovado pelo Congresso no prazo de 120 dias. Caso contrário, as regras deixariam de valer.

Fonte: G1/Bahia

Publicado em Bahia
Pagina 1 de 8

Ad2