Domingo, 31 de Maio 2020
6:21:15am
O Jornal da Cidade

O Jornal da Cidade

A implantação de um protocolo para que panificadoras possam abrir e funcionar em toda a cidade, inclusive nos bairros onde há medidas restritivas regionalizadas mais rígidas, sinaliza para uma possível retomada de atividades comerciais formais e informais em Salvador, que vai acontecer de forma gradual. Entretanto, como frisou hoje (28) o prefeito ACM Neto, tudo vai depender dos números sobre o avanço do coronavírus até o final deste mês e início de junho, pois ainda não está descartado um colapso no sistema de saúde da cidade, tanto o público quanto o privado.

De acordo com o prefeito ACM Neto, graças às medidas tomadas para o enfrentamento à Covid-19 pela Prefeitura e governo do Estado, esse colapso não aconteceu em maio, como apontavam as projeções feitas pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). "Mas isso não ocorreu principalmente porque ampliamos os leitos clínicos e de UTI para pacientes com o novo coronavírus. O risco ainda existe, em junho", alertou o prefeito, durante a inauguração do Restaurante Popular Cuidar em Pau da Lima.

"Ontem (27), houve uma leve queda de ocupação leitos de UTI, chegando a 76% de taxa, sendo que anteontem (26) chegou a 88%. Isso não dá conforto, pois 76% é muita coisa. Claro que de qualquer forma é uma vitória", acrescentou. Ainda ontem, a ocupação de leitos clínicos na rede pública foi de 67%. Na rede privada, a taxa nas UTIs foi de 79%.

O prefeito reforçou que, para que haja uma retomada segurada da economia, com a adoção de novos protocolos de reabertura, é necessário que haja menos pressão sobre os leitos de UTI, com taxa de ocupação abaixo de 60%. "Essa semana de feriados antecipados será fundamental. Esperamos que gere resultados bons na próxima semana, quando vencem os decretos gerais, que valem para toda a cidade", salientou ACM Neto.

Decretos – A Prefeitura avaliará, neste final de semana, quais decretos poderão ser prorrogados, alterados ou suspensos. Todas as medidas gerais se encerram na segunda-feira (01). Veja abaixo quais são elas:

* Suspensão das aulas na rede municipal e privada de ensino: Prefeitura já discute esforço para que ano letivo não seja comprometido, inclusive com cancelamento do recesso escolar e das férias;

* Suspensão das atividades em academias, cinemas, teatros, casas de espetáculo e demais equipamentos culturais;

* Suspensão das atividades em clubes sociais, recreativos e esportivos;

* Fechamento das praias;

* Suspensão das atividades em boates, danceterias, clínicas de estética, restaurantes, bares, lanchonetes e lojas de conveniência. As exceções são para bares, restaurantes e lojas de conveniência que possuem delivery ou fazem entrega no balcão;

* Proibição de qualquer tipo de ação que implique na emissão sonora;

* Suspensão da realização de obras em imóveis habitados, salvo em casos emergenciais;

* Suspensão da exigência do pagamento pela Zona Azul;

* Uso obrigatório de máscaras;

* Limitação do público máximo de 50 pessoas em qualquer tipo de reunião na cidade;

* Retirada de 30% dos trabalhadores de call center e telemarketing, que devem fazer home office, assim como afastamento imediato dos funcionários acima de 60 ano.

Medidas regionalizadas – Já o prazo para as medidas regionalizadas e de proteção à vida em Plataforma também vence nesta segunda (01), podendo ser prorrogado. Além do bairro, ações mais rígidas e de apoio à comunidade acontecem em Massaranduba e Uruguai, até o domingo (31); em Cosme de Farias, até a próxima quinta (4); no Lobato e na Liberdade, até a terça-feira (2); e em Periperi, até a quarta-feira (3). Em Pernambués, as medidas setorizadas começam neste sábado (30).

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) incluirá mais seis exames na cobertura obrigatória dos planos de saúde. Os procedimentos auxiliam na detecção diferencial do novo coronavírus, descartando ou confirmando outras suspeitas, ou ajudam na identificação de complicações em pacientes com a covid-19, como tromboses.

A decisão foi tomada pela diretoria colegiada da agência reguladora em reunião realizada nesta quarta-feira (27) e passará a valer quando for publicada no Diário Oficial da União, em forma de resolução normativa, assim que o documento for assinado pelo diretor-presidente substituto da ANS, Rogério Scarabel, e encaminhado à Imprensa Nacional. Segundo a ANS, a resolução será publicada amanhã (29).

Esta é a segunda vez que a agência inclui exames obrigatórios na cobertura dos planos de saúde no contexto da pandemia. Desde o dia 13 de março, os planos são obrigados a cobrir o exame Pesquisa por RT-PCR, teste laboratorial considerado padrão ouro para a confirmação da covid-19.

Os exames que a ANS incluirá entre os de cobertura obrigatória pelos planos de saúde são os seguintes:

Dímero D (dosagem) - O procedimento já é de cobertura obrigatória pelos planos de saúde, porém, ainda não era utilizado para casos relacionados à covid-19. É um exame fundamental para diagnóstico e acompanhamento do quadro trombótico e tem papel importante na avaliação prognóstica na evolução dos pacientes com covid-19.

Procalcitonina (dosagem) - O procedimento é recomendado entre as investigações clínico-laboratoriais em pacientes graves de covid-19, auxiliando na distinção entre situações de maior severidade e quadros mais brandos da doença.

Pesquisa rápida para influenza A e B e PCR em tempo real para os vírus influenza A e B - São testes indicados para diagnóstico da influenza. A proposta consiste na incorporação dos dois procedimentos para minimizar questões de disponibilidade e para otimizar o arsenal diagnóstico disponível. A pesquisa rápida é recomendada para investigações clínico-laboratoriais em pacientes graves. O diagnóstico diferencial é importante, pois a influenza também pode ser causa de síndrome respiratória aguda grave (SRAG).

Pesquisa rápida para Vírus Sincicial Respiratório e PCR em tempo real para Vírus Sincicial Respiratório - Esses testes são indicados para diagnóstico da infecção pelo Vírus Sincicial Respiratório (VSR). A proposta consiste na incorporação dos dois procedimentos para minimizar questões de disponibilidade e para aprimorar as possibilidades. O teste rápido para o VSR é útil no diagnóstico diferencial de covid-19 em crianças com infecção viral grave respiratória.

Desde o início de março, morreram cerca de 159 mil pessoas a mais do que era esperado normalmente em 24 países europeus, disse nesta quinta-feira (28) uma representante da Organização Mundial da Saúde (OMS), com "proporção significativa" desse pico ligada à covid-19.

Até agora, mais de 2 milhões de pessoas foram infectadas pelo novo coronavírus na Europa, um aumento de 15% nas duas últimas semanas. Rússia, Turquia, Bielorrúsia e Reino Unido lideram as novas infecções, informaram autoridades europeias da OMS. Mais de 175 mil pessoas já morreram.

Embora o número de mortes em excesso leve em conta todas as causas de mortalidade, Katie Smallwood, uma especialista em emergências da OMS, disse que o fato - registrado no momento em que milhares de pessoas estavam morrendo em unidades de tratamento intensivo em locais como o Norte da Itália, a França, a Espanha o e Reino Unido - mostra o impacto da covid-19.

"O que vimos muito claramente é o que pico de mortalidade em excesso corresponde ao pico da transmissão da covid-19 nesses países", disse Smallwood aos repórteres. "Isso nos dá uma indicação muito boa de que uma proporção significativa dessas mortes em excesso está ligada e se deve à covid-19".

Smallwood disse ainda que países como Alemanha, Suíça e outros que podem amenizar restrições a locais como bares, casas noturnas e outros pontos de aglomeração, precisam ter ferramentas robustas de detecção de doenças e sistemas de exame e rastreamento em funcionamento, para ajudar a impedir uma possível "segunda onda" da epidemia.

A rejeição ao presidente Jair Bolsonaro subiu de 38% para 43% em maio na comparação com abril e atingiu patamar recorde, de acordo com pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta-feira (28), que mostrou ainda uma consolidação do apoio ao presidente em 33%.

O levantamento foi realizado nos dias 25 e 26 de maio, portanto após a divulgação quase na íntegra de reunião ministerial no âmbito de inquérito que tramita no Supremo Tribunal Federal (STF) que apura suposta interferência política de Bolsonaro na Polícia Federal, segundo o jornal Folha de S.Paulo, que publicou os resultados da pesquisa.

Aqueles que consideram o presidente regular passaram de 26% em abril para 22%, indicando uma migração de pessoas que estavam nesse campo para uma avaliação negativa, uma vez que o percentual de ótimo/bom se manteve estável em 33% e aqueles que responderam não saber passarem de 3% para 2%.

A pesquisa ouviu 2.069 pessoas por telefone e tem margem e erro de 2 pontos percentuais, informou a Folha.

No início da gestão Bolsonaro, em abril do ano passado, pesquisa Datafolha mostrou uma divisão em três partes dentro da margem de erro a respeito da avaliação de Bolsonaro: 30% de ruim/péssimo, 32% de ótimo/bom e 33% de regular.

Os número de agora apontam para uma separação maior entre a avaliação positiva e a negativa, com uma diferença de 10 pontos --43% de ruim/péssimo ante 33% de ótimo/bom-- no momento em que o presidente trava uma disputa com o STF e está em guerra com governadores devido às medidas de combate ao novo coronavírus.

O Ministério Público Estadual (MP-BA) ajuizou na quarta-feira (27) uma ação civil pública contra 15 instituições particulares de ensino superior em Salvador. Segundo a promotora de Justiça Joseane Suzart, as faculdades e universidades têm adotado práticas abusivas contra os alunos durante o período da pandemia da Covid-19.

Na ação, a promotora solicita à Justiça que determine às faculdades, em decisão liminar, a redução em 30% do valor das mensalidades de todos os cursos de graduação e pós-graduação, independentemente se eram presenciais ou EAD (à distância).

Solicitou ainda a suspensão integral de cobrança por atividades extracurriculares e por qualquer disciplina que exija a forma presencial. Além disso, o MP-BA pediu a suspensão por 15 dias das atividades EAD, até as instituições ouvirem os centros e diretórios acadêmicos sobre a forma de adoção das aulas remotas.

As aulas remotas só deveriam ter sido adotadas depois que mais de 50% da comunidade acadêmica de cada instituição concordasse com o método de ensino. A promotora aponta que a implantação do EAD foi realizada por meio de alteração contratual unilateral.

Ainda foi solicitado à Justiça, pela promotoria, que proíba as faculdades de cobrar multas ou juros a estudantes inadimplentes durante a pandemia. As instituições também não devem incluir os responsáveis pelo pagamento das mensalidades em cadastros restritivos de crédito.

O MP-BA informa que entre as irregularidades apontadas, inclusive pela União dos Estudantes da Bahia (UEB), em representação protocolada no MP, estão a falta de qualidade, inadequação e insuficiência de conteúdo das aulas ministradas via ensino à distância (EAD) e ausência de descontos nas mensalidades apesar da redução das despesas com a implantação do modelo de aula remota.

Foram acionadas as faculdades Santo Agostinho, Batista Brasileira (FBB), Pitágoras, São Salvador, Olga Mettig, Unifacs, FTC, Estácio FIB, Jorge Amado. Já as universidades acionadas foram: Pitágoras Unopar, Ucsal, além dos centros universitários Maurício de Nassau de Salvador (Uninassau), Ruy Barbosa, Dom Pedro II e Centro Universitário de Salvador (Uniceusa).

O órgão estadual destacou que a Escola Bahiana de Medicina, e as faculdades, Bahiana de Direito e a Unirb, estão sendo investigadas por outra Promotoria de Justiça do Consumidor.

O vice-prefeito Bruno Reis afirmou que a gestão municipal tem se reunido com representantes de vários segmentos da economia local para discutir os protocolos de segurança que devem ser seguidos para que as atividades comerciais sejam gradualmente retomadas em Salvador. Ele sinalizou que a capital pode ter uma reabertura a partir do início do mês que vem.

"Nós iniciamos essas discussões e esperamos que, se tudo funcionar bem até domingo, ainda mais com essas medidas que adotamos ao longo desta semana, a gente possa, no início de junho, começar a flexibilizar e ir tentando retomar a rotina da cidade”, afirmou Bruno Reis, em entrevista ao PNotícias, na Piatã FM, na manhã desta quinta-feira (28).

Questionado sobre possibilidade de medidas mais duras, como o lockdown citado ontem por ACM Neto, Bruno Reis disse que o trabalho é para evitar que isso ocorra.

“Esperamos não ter que chegar ao toque de recolher e ao lockdown. Vamos continuar mantendo a nossa estratégia. Mas, para isso, é preciso ter a compreensão da população”, diz. “Quem mais quer que a cidade retorne à rotina somos nós”, acrescenta.

Ele destacou ainda que o esforço conjunto da Prefeitura e do governo estadual tem prorrogado o colapso da rede pública de saúde com a oferta de mais leitos. Os dados mais atuais mostram 76% de ocupação dos leitos de UTI e 66% de ocupação nos de enfermaria nessa rede. A expectativa é que passando essa semana crítica a situação melhore.

"Já a rede privada fechou na casa de 80%. Estamos bem próximos de um colapso. O que deu uma sobrevida para a gente esta semana foram as novas UTIs, que abrimos no Sagrada Família. O governo do estado ampliou os leitos de UTI no Hospital Espanhol e no Eládio Lassére”, diz.

Um homem de 56 anos foi preso por estuprar a neta, de 1 ano de 2 meses, na cidade de Simões Filho, região metropolitana de Salvador. O crime aconteceu na quarta-feira (27), mas as informações só foram divulgadas nesta quinta (28).

De acordo com o titular da 22ª Delegacia Territorial da cidade, delegado Leandro Acácio, a bebê foi socorrida para um hospital e a equipe médica acionou a polícia ao verificar ferimentos compatíveis com a violência.

O avô da criança foi conduzido à delegacia e confessou o crime. Ele foi autuado em flagrante por estupro de vulnerável. Ainda segundo a polícia, ele já responde por um homicídio em São Sebastião do Passé.

A polícia não informou o estado de saúde da criança e nem qual familiar está responsável por ela. O homem vai ser encaminhado para audiência de custódia da Justiça. Não há mais detalhes sobre as circunstâncias do crime.

Um recém nascido com apenas 15 dias de vida foi resgatado, na quarta-feira (27), pelo Grupamento Aéreo (Graer) da Polícia Militar. O bebê, juntamente com seus pais, sofreu um acidente de carro, na BR-324, na região do município de São Sebastião do Passé.

Os PMs foram acionados e se deslocaram até o local com o helicóptero Guardião 05. O bebê, com escoriações, foi o primeiro a receber os atendimentos. Em seguida o pai foi estabilizados e ambos encaminhados para o Hospital do Subúrbio.

A mãe, com ferimentos leves, também seguiu para unidade hospitalar, mas em uma ambulância da Via Bahia.

A partir de sexta-feira (29), o transporte intermunicipal será suspenso em Baianópolis, Caraíbas, Conde, Coração de Maria, Coronel João Sá, Crisópolis, Fátima, Macarani, Miguel Calmon, Palmeiras, Piatã, Pintadas, Presidente Dutra, Riachão das Neves, Rio do Antônio, Salinas das Margaridas, Santa Inês, Santa Teresinha, São Domingos, Terra Nova e Tucano.

A medida, que tem o objetivo de conter o avanço do coronavírus na população baiana, foi publicada em decreto no Diário Oficial do Estado (DOE) desta quinta-feira (28). A restrição inclui a circulação, saída e chegada de qualquer transporte coletivo público e privado, rodoviário e hidroviário, nas modalidades regular, fretamento, complementar, alternativo e de vans.

O decreto também autoriza a retomada do transporte em Irecê, Licínio de Almeida, Ouriçangas, Ruy Barbosa, Santa Luzia e Santanópolis, cidades com 14 dias ou mais sem novos casos de Covid-19.

Lista de municípios

A Bahia totaliza 240 municípios com transporte suspenso. São eles: Abaíra, Adustina, Água Fria, Aiquara, Alagoinhas, Amargosa, Amélia Rodrigues, Anagé, Anguera, Antônio Cardoso, Aporá, Apuarema, Araçás, Aracatu, Araci, Arataca, Aurelino Leal, Baianópolis, Banzaê, Barra, Barra do Choça, Barra do Mendes, Barra do Rocha, Barreiras, Barro Preto, Barrocas, Belmonte, Boa Vista do Tupim, Bom Jesus da Lapa, Bom Jesus da Serra, Boquira, Brumado, Buerarema, Cachoeira, Caém, Caetanos, Caetité, Cairu, Caldeirão Grande, Camacã, Camaçari, Camamu, Campo Alegre de Lourdes, Campo Formoso, Canavieiras, Candeias, Cândido Soares, Cansanção, Capela do Alto Alegre, Capim Grosso, Caraíbas, Cardeal da Silva, Castro Alves, Catu, Cipó, Coaraci, Cocos, Conceição da Feira, Conceição do Almeida, Conceição do Coité, Conceição do Jacuípe, Conde, Condeúba, Coração de Maria, Coronel João Sá, Cravolândia, Crisópolis, Cristópolis, Cruz das Almas, Curaçá, Dário Meira, Dias D'Ávila, Encruzilhada, Entre Rios, Esplanada, Euclides da Cunha, Eunápolis, Fátima, Feira de Santana e Floresta Azul.

A restrição vale ainda em Gandu, Glória, Gongogi, Governador Mangabeira, Guanambi, Iaçu, Ibicaraí, Ibirapitanga, Ibirapuã, Ibirataia, Igrapiúna, Ilhéus, Ipecaetá, Ipiaú, Ipirá, Irará, Itabela, Itaberaba, Itabuna, Itacaré, Itaetê, Itagi, Itagibá, Itajuípe, Itamaraju, Itanagra, Itanhém, Itaparica, Itapé, Itapebi, Itapetinga, Itapicuru, Itapitanga, Itarantim, Itatim, Itiúba, Itororó, Jaborandi, Jacaraci, Jacobina, Jaguarari, Jaguaripe, Jaguaquara, Jequié, Jiquiriçá, Jitaúna, Juazeiro, Jussari, Lafaiete Coutinho, Laje, Lajedão, Lajedo do Tabocal, Lamarão, Lauro de Freitas, Livramento de Nossa Senhora, Luís Eduardo Magalhães, Macarani, Madre de Deus, Manoel Vitorino, Maracás, Maragogipe, Maraú, Marcionílio Souza, Mascote, Mata de São João, Medeiros Neto, Miguel Calmon, Mirangaba, Mirante, Monte Santo, Morpará, Morro do Chapéu, Mucugê, Mucuri, Mundo Novo, Muritiba, Mutuípe, Nordestina, Nova Fátima, Nova Ibiá, Nova Soure, Nova Viçosa, Olindina, Oliveira dos Brejinhos, Palmeiras, Paramirim, Paratinga, Pau Brasil, Paulo Afonso, Piatã, Pintadas, Piripá, Piritiba, Pojuca, Ponto Novo, Porto Seguro, Potiraguá, Prado, Presidente Dutra, Queimadas e Quixabeira.

Também estão com transporte suspenso as cidades de Remanso, Retirolândia, Riachão das Neves, Riachão do Jacuípe, Riacho de Santana, Ribeira do Amparo, Ribeira do Pombal, Rio do Antônio, Rio do Pires, Rio Real, Rodelas, Salinas das Margaridas, Salvador, Santa Bárbara, Santa Brígida, Santa Cruz Cabrália, Santa Inês, Santa Maria da Vitória, Santa Teresinha, Santaluz, Santo Amaro, Santo Antônio de Jesus, Santo Estevão, São Desidério, São Domingos, São Félix, São Francisco do Conde, São Sebastião do Passé, Sapeaçu, Sátiro Dias, Saubara, Seabra, Senhor do Bonfim, Serra Preta, Serrinha, Simões Filho, Sobradinho, Souto Soares, Taperoá, Teixeira de Freitas, Teofilândia, Terra Nova, Tucano, Ubaitaba, Ubatã, Umburanas, Una, Urandi, Uruçuca, Utinga, Valença, Valente, Várzea da Roça, Varzedo, Vera Cruz, Vereda, Vitória da Conquista, Wenceslau Guimarães e Xique-Xique.

A Bahia chegou à trágica marca de 531 vidas perdidas para a covid-19 nesta quarta-feira (27). A maioria das vítimas fatais da doença foi registrada em Salvador, que acumula 357 mortes, conforme o balanço da Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab). São 36 novas mortes desde o último boletim.

O estado já tem 15.070 casos confirmados de coronavírus, sendo que 5,1 mil estão recuperadas e mais de 9,3 mil ainda estão doentes. Dentre o total de infectados, 2.234 são profissionais da saúde.

A ocupação de leitos exclusivos de covid-19, entre enfermarias e UTIs, permanece em 55% na Bahia. Das 719 vagas em UTIs no estado, 68% estão ocupadas.

O prefeito ACM Neto e o governador Rui Costa comentaram os resultados da antecipação dos feriados de São João e 2 de Julho e fizeram uma avaliação da situação da capital baiana e do estado, que já tem 263 municípios atingidos.

O governador Rui Costa afirmou que o estado já chegou a um platô da contaminação de coronavírus, o que significa que a Bahia atingiu um nível estável e que logo a curva de contágio deve entrar em queda. Em live nas redes sociais nesta noite, Rui avaliou que se, essa tendência permanecer pelos próximos quatro dias, logo poderá se projetar a reabertura do comércio e demais atividades.

Segundo ele, o estado está há também quatro dias sem curva acentuada no número de casos, o que revela queda na taxa de contágio entre pessoas. Se assim se mantiver, a partir de domingo (31), poderá haver um planejamento de volta à normalidade.

Para isso acontecer, o governador alertou que é preciso aumentar o isolamento em pelo menos nove cidades: Salvador, Lauro de Freitas, Camaçari, Candeias, Feira de Santana, Itabuna, Ilhéus, Ipiaú e Jequié.

"A gente começa a ver uma luz no fim do túnel e isso é representada por essa linha horizontal. Se a gente conseguir manter em Salvador e Feira de Santana um isolamento maior, nós vamos reverter a situação. Se essas cidades entrarem no ritmo, a gente vai começar a ver a taxa cair e projetar o fim da pandemia e o início do retorno à normalidade", disse Costa.

Para o governador, o isolamento social neste feriadão antecipado - de segunda a quarta, com quinta e sexta com restrições a serviços não essenciais - será fundamental para que se planeje a saída da quarentena.

“Vi muita brincadeira das pessoas de que não deu tempo de comprar a roupa nova, os fogos e fazer canjica, mas deu resultado. Espero que hoje a gente possa comemorar, ao final do dia, o mesmo platô, sem crescimento de casos ativos, para que a gente possa iniciar a saída o mais rápido possível”, diz.

Em coletiva de imprensa no bairro de Periperi, o prefeito disse que o toque de recolher não está descartado na cidade e que a medida pode ser adotada se as pessoas continuarem a desrespeitar o isolamento social e os decretos municipais de combate à pandemia do novo coronavírus.

"O principal problema é durante o dia, não a noite. Quero aproveitar pra dizer que se houver insistência das pessoas em descumprirem o decreto, e se continuar havendo o que houve ontem em Periperi, guerra de espadas, e festa na Boca do Rio, nós decretaremos o toque de recolher em Salvador. Na noite, as pessoas não poderão sair de casa. Não é o que eu desejo. Quero anunciar na próxima semana liberação de atividades, mas meu compromisso é com a vida", alertou.

O prefeito já havia comentado durante o feriado que a atitude de celebrar na rua demonstra desrespeito às famílias que perderam algum parente na pandemia da covid-19. Na ocasião, o gestor também lembrou que Salvador estava com 88% dos leitos de UTI da rede pública ocupados. "Não é o momento de comemorar nada. O momento agora é de todos nos unirmos para salvar vidas", comentou.

Cidades na Bahia que já decretaram toque de recolher:

Geralmente decretado pelos governos ou prefeituras, o toque de recolher é uma proibição de circulação nas ruas após uma determinada hora. Na maioria das cidades baianas vem sendo adotada as restrições nos horários entre 20h e 5h.

Alagoinhas
Brejões
Cachoeira
Conceição do Coité
Curaçá
Eunápolis
Ibirataia
Ipiaú
Itiúba
Itabuna
Jequié
Juazeiro
Lauro de Freitas
Madre de Deus
Maragogipe
Santo Antônio de Jesus (a partir de quinta 28)
São Francisco do Conde
Simões Filho
Sobradinho
Ubaíra
Uruçuca
Valente