Sexta-feira, 15th Novembro 2019
3:11:44pm
O Jornal da Cidade

O Jornal da Cidade

Lágrimas, desespero e frustração marcaram a disputa por ingressos para a turnê de retorno de Sandy e Junior, que começa no dia 12 de julho, no Recife. Mas, enquanto muitos saíram com as mãos abandando, um trio do Rio de Janeiro conseguiu o impossível: os amigos Erica, Leonardo e Raffaela compraram convites para os 15 shows da dupla.

— Acionamos um mutirão para garantir tudo pela internet. Os únicos ingressos físicos que temos são os do Rio. Dormimos na fila da Jeunesse Arena por dois dias — conta Leonardo Torres, de 29 anos.

No total, cada um desembolsou mais de R$ 4 mil, e a maior parte da dívida foi feita em cartões de crédito. Como ainda é preciso pensar em passagem e hospedagem, a empresária Raffaela Lima, de 32 anos, decidiu transformar essa aventura na websérie “Eu vou com Sandy e Junior”. Através de parcerias de divulgação, ela pretende diminuir os gastos das viagens:

— Estamos tentando permuta para passagens e hospedagens. Ainda não deu certo com as companhias aéreas, mas ônibus estamos quase conseguindo. Já temos hotéis em Recife, Fortaleza, Brasília, Manaus e Belo Horizonte.

A tentativa de economizar, porém, não acalmou o coração dos parentes. Quando contou à mãe sobre a loucura que faria, Leonardo não recebeu uma resposta positiva:

— Ela surtou! Disse que estou rasgando dinheiro. Para acalmar a fera, comprei uma máquina de lavar parcelada em 12 vezes para ela (risos).

Lágrimas, desespero e frustração marcaram a disputa por ingressos para a turnê de retorno de Sandy e Junior, que começa no dia 12 de julho, no Recife. Mas, enquanto muitos saíram com as mãos abandando, um trio do Rio de Janeiro conseguiu o impossível: os amigos Erica, Leonardo e Raffaela compraram convites para os 15 shows da dupla.

— Acionamos um mutirão para garantir tudo pela internet. Os únicos ingressos físicos que temos são os do Rio. Dormimos na fila da Jeunesse Arena por dois dias — conta Leonardo Torres, de 29 anos.

VEJA MAIS Sandy e Junior vão gravar DVD em outubro para encerrar turnê Xand Avião renova clássico de Sandy e Junior em show; confira Produção de Chitãozinho e Xororó pede que fãs não falem sobre Sandy e Junior Sandy e Junior se pronunciam sobre polêmicas com ingressos
No total, cada um desembolsou mais de R$ 4 mil, e a maior parte da dívida foi feita em cartões de crédito. Como ainda é preciso pensar em passagem e hospedagem, a empresária Raffaela Lima, de 32 anos, decidiu transformar essa aventura na websérie “Eu vou com Sandy e Junior”. Através de parcerias de divulgação, ela pretende diminuir os gastos das viagens:

— Estamos tentando permuta para passagens e hospedagens. Ainda não deu certo com as companhias aéreas, mas ônibus estamos quase conseguindo. Já temos hotéis em Recife, Fortaleza, Brasília, Manaus e Belo Horizonte.

A tentativa de economizar, porém, não acalmou o coração dos parentes. Quando contou à mãe sobre a loucura que faria, Leonardo não recebeu uma resposta positiva:

— Ela surtou! Disse que estou rasgando dinheiro. Para acalmar a fera, comprei uma máquina de lavar parcelada em 12 vezes para ela (risos).

Já no trabalho, a negociação foi mais fácil: os três garantem que as folgas estão acertadas.

Foi o amor por Sandy e Junior, aliás, que proporcionou a Erica, de 33 anos, a chance de trabalhar com Anitta:

— Ela soube da minha atuação como presidente do fã-clube e me convidou para gerenciar o dela por cinco anos — conta Erica, lembrando que houve desconfiança de que seu contato com a cantora tenha ajudado a conseguir ingressos:

— Muita gente duvida, mas não ligo. Não tiramos o lugar de ninguém.

A ideia é reforçada pelo amigo Leo:

— Me dei o direito de surtar, sim. Trabalho para isso. Depois que a turnê chegar ao fim, a minha vida volta ao normal.

Fonte: Agência O Globo

Governadores de 13 estados e do Distrito Federal divulgaram nesta terça-feira (21) uma carta aberta contra o decreto de armas, editado pelo presidente Jair Bolsonaro, no começo do mês.

Na avaliação do grupo, o decreto que amplia o direito do cidadão à arma vai aumentar a violência no país.

"Achamos que isso não vai ajudar, pelo contrário. O que aguardamos é sermos chamados pelo governo federal para debatermos a política de segurança pública do país", afirmou ao blog o governador do Ceará, Camilo Santana (PT), um dos signatários do documento.

Na carta (veja abaixo), as autoridades de 13 estados e mais o Distrito Federal afirmam que "as medidas previstas pelo decreto não contribuirão para tornar nossos estados mais seguros. Ao contrário, tais medidas terão um impacto negativo na violência – aumentando por exemplo, a quantidade de armas e munições que poderão abastecer criminosos – e aumentarão os riscos de que discussões e brigas entre nossos cidadãos acabem em tragédias".

Camila Santana disse que não há previsão de entrega direta ao presidente Bolsonaro, com quem os governadores do Nordeste estarão reunidos na sexta-feira, na primeira viagem do presidente à região.

Além de Santana, assinam a carta Ibaneis Rocha (DF), Rui Costa (BA), Flavio Dino (MA), Renato Casagrande (ES), Helder Barbalho (PA), entre outros.

Nesta segunda-feira (21), o Jornal Nacional revelou que o decreto de Bolsonaro que regulamenta o uso e porte de armas no país libera compra de fuzil por qualquer cidadão.

O documento permite que as pessoas consigam comprar arma produzida pela Taurus. O Fuzil T4 foi criado em 2017 e se enquadra em novas especificações.

O decreto das armas está em vigor desde o início de maio. Ainda não há um cronograma para regulamentação, mas, desde que foi anunciado, o decreto dividiu opiniões.

O Ministério Público Federal, em Brasília, pediu a suspensão do decreto. Atualmente, existem três ações contra o decreto na Justiça Federal e três no Supremo Tribunal Federal (STF).


Veja a íntegra da carta dos governadores:
Carta dos Governadores sobre o Decreto Presidencial n. 9.785 (07 de maio de 2019) e a Regulação Responsável de Armas e Munições no País

Como governadores de diferentes estados do país, manifestamos nossa preocupação com a flexibilização da atual legislação de controle de armas e munições em razão do decreto presidencial n. 9.785 (07 de maio de 2019) e solicitamos aos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário da União que atuem tanto para sua imediata revogação como para o avanço de uma efetiva política responsável de armas e munição no país.

Sabemos que a violência e a insegurança afetam grande parte da população de nossos estados e que representam um dos maiores obstáculos ao desenvolvimento humano e econômico do Brasil. Nesse contexto, a grande disponibilidade de armas de fogo e munições que são usadas de maneira ilícita representa um enorme desafio para a segurança pública do país e é preciso enfrentá-lo.

Por essa razão, é urgente a implementação de ações que melhorem a rastreabilidade das armas de fogo e munições durante toda a sua existência, desde sua produção. Também é fundamental aumentar os meios de controle e fiscalização para coibir os desvios, enfrentar o tráfico ilícito e evitar que as armas que nascem na legalidade caiam na ilegalidade e sejam utilizadas no crime. Reconhecemos que essas não são soluções mágicas, mas são condições necessárias para a melhoria de nossa segurança pública.

Diante deste cenário, e a partir das evidências disponíveis, julgamos que as medidas previstas pelo decreto não contribuirão para tornar nossos estados mais seguros. Ao contrário, tais medidas terão um impacto negativo na violência – aumentando por exemplo, a quantidade de armas e munições que poderão abastecer criminosos – e aumentarão os riscos de que discussões e brigas entre nossos cidadãos acabem em tragédias.


As soluções para reverter o cenário de violência e insegurança no país serão fortalecidas com a coordenação de esforços da União, Estados e Municípios para fortalecer políticas públicas baseadas em evidências e para implementar o Plano Nacional de Segurança Pública e Defesa Social, fortalecendo a prevenção focalizada nas populações e territórios mais afetados pela violência e a repressão qualificada da criminalidade.

Reforçamos nosso compromisso com o diálogo e com a melhoria da segurança pública do país. Juntos, podemos construir um Brasil seguro para as atuais e futuras gerações.

IBANEIS ROCHA

Governador do Distrito Federal

FLÁVIO DINO

Governador do Estado do Maranhão

WELLINGTON DIAS

Governador do Estado do Piauí

PAULO CÂMARA

Governador do Estado de Pernambuco

CAMILO SANTANA

Governador do Estado do Ceará

JOÃO AZEVEDO

Governador do Estado da Paraíba

RENATO CASAGRANDE

Governador do Estado do Espírito Santo

RUI COSTA

Governador do Estado da Bahia

FÁTIMA BEZERRA

Governadora do Estado do Rio Grande do Norte

RENAN FILHO

Governador do Estado de Alagoas

BELIVALDO CHAGAS

Governador do Estado de Sergipe

WALDEZ GÓES

Governador do Estado do Amapá

MAURO CARLESSE

Governador do Estado do Tocantins

HELDER BARBALHO

Governador do Estado do Pará

Fonte: G1

O cantor Compadre Washington deu entrada, na madrugada desta segunda-feira (20), no Hospital das Clínicas, na Zona Oeste da cidade de São Paulo. Após participar da Virada Cultural, o músico foi assaltado, caiu e feriu a cabeça.

Em nota, a assessoria do cantor afirmou que, após a apresentação, ele esteve em uma lanchonete e foi assaltado na Rua da Consolação. "A produção da banda informou que o músico teve o seu aparelho de telefone roubado e sofreu uma queda que ocasionou um ferimento na cabeça, sendo prontamente encaminhado para uma unidade de saúde."

nota tchan

De acordo com o hospital, o quadro é estável e ele está internado no pronto-socorro.

A Secretaria de Segurança Pública (SSP) informou que um dos assaltantes "deu uma rasteira na vítima" e "com o tumulto, os autores fugiram". O caso foi registrado no 78º distrito Policial.

Compadre Washington participou da Virada Cultural, neste domingo (19), no Centro da capital paulista. O É o Tchan celebrou hits dos anos 90. Nas redes sociais, o cantor postou vídeos durante a apresentação com o grupo Terra Samba.

Fonte: G1/Bahia

Estudos realizados nos Estados Unidos e no Reino Unido apontaram que as pessoas estão fazendo menos sexo. Desde 1972, o National Opinion Research Center, centro de pesquisa de opinião da Universidade de Chicago, fazem entrevistas sobre assuntos variados, entre eles comportamento. Dados da mais recente pesquisa revelam que 23% dos participantes declararam não ter feito sexo nos últimos 12 meses - quase o dobro do número registrado há 10 anos, em 2008.

De acordo com informações do R7, os pesquisadores ficaram surpresos com a proporção "muito maior do que o esperado" de homens com menos de 30 anos que disseram estar sem fazer sexo há pelo menos um ano: 28% dos participantes com idade entre 18 e 30 anos, o triplo do número registrado em 2008. As mulheres mais jovens também estão fazendo menos sexo, mas o aumento nesse segmento foi de 8% na última década.

Já o estudo da publicação acadêmica British Medical Journal usou dados de uma pesquisa com 45 mil pessoas que é feita a cada dez anos desde 1990 para tentar mapear o comportamento sexual dos britânicos. O resultado mais recente mostrou que quase um terço dos homens e mulheres no Reino Unido disseram não ter feito sexo nos últimos 30 dias.

Pesquisadores da universidade britânica London School of Hygiene and Tropical Medicine afirmam que a queda na atividade sexual no Reino Unido é observada entre pessoas que já foram mais ativas. Para eles, grandes transformações observadas nas últimas décadas podem ter contribuído para mudar a frequência com que as pessoas fazem sexo, como o aumento do consumo de pornografia online, além de serviços de streaming como o Netflix, video games e redes sociais.

Fonte: Bahia Notícias

Três homens suspeitos de envolvimento na chacina ocorrida no município de Lauro de Freitas, na região metropolitana de Salvador, na noite de sábado (18), foram mortos em confronto com a polícia no final da tarde deste domingo (19), informou a Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA).

Os suspeitos foram localizados por equipes da 52ª Companhia Independente da Polícia Militar e da Rondesp RMS na região conhecida como Lagoa dos Patos, após a polícia ter recebido uma denúncia.

Um deles foi identificado como Robson Rodrigues dos Santos. Os outros dois ainda seguem sem identificação, diz a SSP.

Com os homens, a polícia disse ter encontrado duas pistolas calibres 9mm, mesmo tipo de arma utilizada nas mortes, e um revólver calibre 38. A SSP informou que exames balísticos serão realizados com o objetivo de confirmar se as armas apreendidas foram as usadas no crime.

No confronto com os policiais, os suspeitos acabaram sendo atingidos e, conforme a SSP, chegaram a ser socorridos, mas não resistiram.

A SSP informou que, investigações preliminares dão conta de que as mortes estão relacionadas à disputa pelo tráfico de drogas na região. De acordo com os policiais, no momento da abordagem, o trio comemorava as mortes ocorridas no dia anterior.

O caso é investigado pela 34ª Delegacia Territorial e pela Delegacia de Homicídios Múltiplos. Ainda de acordo com a SSP-BA, as equipes da 52ª CIPM e da Rondesp RMS intensificavam o policiamento na região desde que ocorreu a chacina.

Fonte: G1/Bahia

Cinco pessoas morrreram por volta das 19h30 deste sábado (18) no bairro de Portão, em Lauro de Freitas, na Região Metropolitana de Salvador. O crime aconteceu na rua Boca da Mata. Entre os mortos, estão dois adolecentes, de 12 e 15 anos.

Moradores da região relataram ao CORREIO que os assassinos estavam em um carro branco, de modelo não identificado. Eles pararam no meio da rua, onde as vítimas estavam reunidas, e efetuaram os disparos.

Segundo a Secretaria da Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), morreram no ataque Raimunda Jesus dos Santos, 35 anos, Rogério Oliveira da Silva, 36, Guilherme Gomes da Silva, 19, e os adolescente Pablo dos Santos, 15, Raiane Freitas, 12.

Arthur Silva de Jesus Moreira, 23, foi baleado na cabeça e permanece no hospital. Segundo pessoas próximas, ele teve morte cerebral, mas a informação não foi confirmada pela polícia.

Três dos mortos eram da mesma família. Guilherme, que começaria a trabalhar em uma lanchonete na próxima semana, era sobrinho de Raimunda e primo de Raiane. Pablo era amigo de Guilherme e Arthur. Já Rogério, que era pintor, era vizinho da família.

Segundo a delegada Quitéria Maria Neta, que apura o caso, quatro homens a bordo de um carro atiraram, primeiro, em Pablo Ferreira dos Santos, 15 anos, na Travessa Santo Antônio, por volta das 19h. Após balear o adolescente, o grupo seguiu com o veículo para a Rua Boca da Mata.

Ainda de acordo com a delegada, ao chegar no local, os homens dispararam contra uma mulher e os dois sobrinhos dela que estavam na porta de casa. As vítimas foram identificadas como Raimunda dos Santos, 35 anos, Raiane Santos, 12, e Guilherme da Silva, 19.

A SSP-BA informou que as mortes foram motivadas por disputa de duas facções criminosas que atuam na região. A secretaria destacou que o fato está sendo investigado pela Polícia Civil, que apura as motivações e o modo como o crime aconteceu.

Fonte: Correio24horas e G1/Bahia

O papa Francisco aceitou a renúncia do bispo brasileiro de Limeira (SP), monsenhor Vilson Dias de Oliveira, informou nesta sexta-feira (17) a Santa Sé em um comunicado. Dom Vilson é suspeito de tentar extorquir dinheiro de membros do clero (teria pedido, por exemplo, R$ 50 mil a um padre para colocar armários em casa), de aumentar seu patrimônio com recursos desviados da igreja e de acobertar o padre Pedro Leandro Ricardo, afastado da Basílica de Santo Antônio, em Americana (SP), após a Folha revelar denúncias de abuso contra menores, em janeiro.

Suspeita-se que dom Vilson tenha feito vista grossa para os crimes do padre, que, em troca, silenciaria sobre as infrações do superior. Os dois negam as acusações. Em carta de despedida, o bispo reconheceu suas "limitações", apontando que que "nesses últimos meses enfrentamos todo tipo de cruzes, por meio de ataques à nossa Igreja Particular de Limeira, a mim e a vários presbíteros".

"Hoje me despeço de vocês como bispo diocesano e peço minha renúncia por amor à Igreja de Cristo e pelo bem desta diocese", escreveu. O Vaticano anunciou que dom Orlando Brandes, arcebispo de Aparecida, será o administrador apostólico "sede vacante" da diocese.

Dom Vilson e o padre também são alvo de ação do Ministério Público. A pedido da Promotoria, a Polícia Civil de Americana abriu um inquérito para investigar acusações contra os sacerdotes católicos. Em janeiro, a Folha de S.Paulo conversou com quatro pessoas citadas no inquérito, entre supostas vítimas e seus parentes. Elas citaram cinco garotos que teriam sido alvo de Leandro em paróquias por que passou -entre avanços que não prosperaram e casos consentidos.

As quatro pessoas com quem a reportagem conversou pediram anonimato -os nomes dos menores foram trocados para preservar suas identidades. O pai de Alexandre, hoje com 17 anos, fala pelo filho. Segundo ele, a rotina do padre com o menor de idade, iniciada em torno de 2015, incluía abraços apertados e carícias indevidas. Alexandre era um dos meninos que ajudavam o clérigo na missa, chamados de coroinhas e acólitos.

O pai afirma que, traumatizado, o rapaz criou aversão àquela paróquia e sua depressão foi tamanha que a família se preocupou que ele pudesse se matar -chegaram a trancar um aposento onde armazenavam produtos para o orquidário da casa, como agrotóxicos, com medo que o garoto pudesse tomá-los.

Rodolfo, 34, disse à Folha que seu caso foi mais antigo, no começo dos anos 2000 -era então adolescente. O comportamento do padre Leandro extrapolava e muito o campo do afeto inocente, afirmou o ex-acólito. "Passava a mão, fazia piadinha."

Às vezes acontecia de ele e outros rapazes viajarem com o padre, diz. Uma vez, de Kombi, foram todos para um convento de freiras. As investidas podiam começar no carro, afirma. "Isso de apalpar, deslizava a mão 'sem querer' na troca da marcha."

Em 2013, uma moradora de Araras acusou a relação de Leandro com meninos da paróquia local numa carta com firma reconhecida em cartório. Disse que foi procurada cinco anos antes pela mãe de um jovem que havia saído de casa em 2002 para "morar e ser namorado do padre Leandro". Teria, ao menos no começo da relação, cerca de 14 anos.

Dom Vilson, disse ela, ficou a par da situação, mas nada fez. Em uma carta enviada por denunciantes à Cúria Romana, Dom Vilson é acusado de ser complacente com Leandro e remover padres que não estiverem dispostos a compactuar com seus pedidos de dinheiro para causas próprias.

Após as denúncias, padre Leandro foi suspenso "para dar continuidade ao processo de investigação", afirmou o advogado da Diocese de Limeira, Virgílio Ribeiro, em janeiro. O processo está sob sigilo e corre "há algum tempo" internamente, afirma. "O bispo de Limeira jamais pactuou ou pactuaria com qualquer ato que confronta as leis que regem a Igreja", disse Ribeiro.

Fonte: Folha Press

O treinador Tite convocou nesta sexta-feira, na sede da CBF, os 23 jogadores da seleção brasileira que disputarão a Copa América 2019. Sem grandes novidades, a lista foi anunciada com a presença de Thiago Silva, Daniel Alves, Casemiro, Coutinho, Neymar e Gabriel Jesus, todos jogadores presentes na seleção desde o início do trabalho de Tite. David Neres, do Ajax, foi a maior novidade no ataque. No meio-campo, Fernandinho, do Manchester City, ganhou a disputa com Fabinho, do Liverpool, mesmo após ser criticado pela eliminação na Copa do Mundo da Rússia e dizer que não gostaria mais de defender a seleção.

Confira a lista:

Goleiros:

Alisson (Liverpool);

Ederson (Manchester City);

Cássio (Corinthians);

Laterais:

Alex Sandro (Juventus);

Daniel Alves (PSG);

Fágner (Corinthians);

Filipe Luís (Atlético de Madrid);

Zagueiros:

Eder Militão (Porto);

Marquinhos (PSG);

Miranda (Inter de Milão);

Thiago Silva (PSG);

Meias:

Allan (Napoli);

Arthur (Barcelona);

Casemiro (Real Madrid);

Fernandinho (Manchester City);

Lucas Paquetá (Milan);

Philippe Coutinho (Barcelona);

Atacantes:

David Neres (Ajax);

Everton (Grêmio);

Roberto Firmino (Liverpool);

Gabriel Jesus (Manchester City);

Neymar (PSG);

Richarlison (Everton).

Tite desaprova comportamento de Neymar, mas se esquiva de perguntas

Durante toda a entrevista coletiva que sucedeu o anúncio da lista, o comportamento de Neymar foi tema das perguntas a Tite. Após perder a final da Copa da França pelo PSG, o camisa 10 agrediu um torcedor que o provocou no caminho que os jogadores fazem para receber a medalha de prata. "Neymar errou", se limitou a opinar o treinador. Acrescentou que qualquer outra resposta, inclusive sobre ele permanecer capitão da equipe, só será dada após uma conversa que ele terá com seu atacante. Em outro momento, Tite deixou Douglas Costa de fora de uma convocação por ato indisciplinar parecido, quando o jogador cuspiu em um adversário. Questionado sobre a falta de coerência, o técnico disse que uma lesão também pesou para não convocar Douglas naquela oportunidade.

Lucas Moura, atacante que classificou o Tottenham para a final da Champions League com um hat-trick contra o Ajax, foi uma das ausências notadas na lista. "Penso [que não o convoquei] pela qualidade dele, não pela repercussão [do feito]", justificou Tite. A disputa entre Fabinho e Fernandinho, que terminou com a convocação do atleta do City, que tem 34 anos, também chamou a atenção pela grande temporada do jogador do Liverpool e pelas más atuações do volante escolhido na seleção. "Os próprios jogadores do campeonato inglês elegeram [o Fernandinho] como destaque. Estive em Londres e conversei com ele. Não tem demérito [do Fabinho], todos estão em altíssimo nível".

Tite ainda convocou jogadores que não devem estar no fim do ciclo, que termina na Copa do Catar, em 2022, como Daniel Alves, Thiago Silva e Miranda. No entanto, deixou de fora outros 'trintões' que foram ao Mundial da Rússia, como Marcelo, Renato Augusto e Paulinho. Por fim, o treinador disse que não tem nenhum encontro agendado com o presidente da república, Jair Bolsonaro, durante a passagem que a seleção fará por Brasília para jogar um amistoso contra o Catar, no dia 5 de junho. Antes da estreia na Copa América, no dia 14, contra a Bolívia, no Morumbi, o Brasil ainda faz outro amistoso contra Honduras, em Porto Alegre, no dia 9.

Fonte: El País Brasil

Sexta, 17 Maio 2019 15:36

Inep tem novo presidente

O Ministério da Educação informou hoje (17) que Alexandre Ribeiro Pereira Lopes será o novo presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Lopes assume o lugar deixado pelo delegado Elmer Coelho Vicenzi, que pediu demissão ontem (16), após menos de um mês no cargo.

Servidor público de carreira, Alexandre Pereira Lopes exerce atualmente o cargo de diretor legislativo na Secretaria Executiva da Casa Civil da Presidência da República. O novo presidente do Inep é formado em Engenharia Química pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e Direito pela Universidade de Brasília (UnB).

Autarquia vinculada ao Ministério da Educação, o Inep é responsável por avaliações como o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e o Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb), aplicado a estudantes desde a alfabetização até o ensino médio, além dos censos Escolar e da Educação Superior.

Fonte: Agência Brasil

Hoje (17) é o último dia para os estudantes se inscreverem no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) deste ano. As inscrições podem ser feitas pela internet, na Página do Participante, até as 23h59.

A dica do Ministério da Educação é não deixar para se inscrever na última hora, pois são comuns os picos de acesso ao sistema de inscrição nos últimos minutos.

Também termina hoje o prazo para solicitar atendimento especializado e específico e para alterar dados cadastrais, município de provas e opção de língua estrangeira. No dia 22 será divulgado o resultado do pedido de atendimento especializado e específico.

Taxa de Inscrição

A taxa de inscrição para o Enem é de R$ 85. Quem não tem isenção deve fazer o pagamento, até o dia 23 de maio, em agências bancárias, casas lotéricas e Correios.

Provas

O Enem será aplicado em dois domingos, nos dias 3 e 10 de novembro. No primeiro dia de prova, os participantes responderão a questões de linguagens e ciências humanas e farão a prova de redação. Para isso, terão 5 horas e 30 minutos. No segundo dia, os estudantes terão 5 horas para resolver as provas de ciências da natureza e matemática.

Os gabaritos das provas serão divulgados até o dia 13 de novembro. O resultado sairá em data a ser divulgada posteriormente.

As notas do Enem podem ser usadas para ingressar em instituição pública pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), para obter bolsas de estudo em instituições particulares de ensino superior pelo Programa Universidade para Todos (ProUni) e para obter financiamento pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

Foto: Agência Brasil

Ad2