Domingo, 31 de Maio 2020
8:25:54am
O Jornal da Cidade

O Jornal da Cidade

Um delegado da Polícia Civil morreu após ser baleado por policiais militares, durante ação policial realizada na madrugada deste domingo (28), na cidade de Itabuna, sul da Bahia.

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública da Bahia (SSP), os PMs, que integram o 15° Batalhão de Polícia Militar (BPM), estariam apurando uma denúncia de roubo, na Avenida Mário Padre, quando ocorreu o caso.

O órgão não detalhou quantos policiais militares participavam da ação e nem como ocorreu o disparo contra a vítima. Em nota, o Sindicato dos Policiais Civis da Bahia (Sindpoc) informou, entretanto, que o delegado José Carlos Mastique de Castro Filho teria sido baleado no peito ao tentar entregar a arma dele para os PMs, durante a abordagem.

Segundo o Sindicato, a vítima estava com uma namorada, em um posto de combustíveis da cidade, quando ocorreu a ação.

A SSP informou que o delegado chegou a ser socorrido, mas não resistiu. O corpo dele foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Itabuna. Não há detalhes sobre o sepultamento.

O caso está sob investigação da 6ª Coordenadoria de Polícia Civil do Interior (Coorpin). Em nota, a SSP-BA informou que Corregedoria Geral da SSP acompanha o caso. O órgão não detalhou se os PMs envolvidos na ação foram afastados.

Ainda em nota, o Sindicato dos Policiais Civis da Bahia (Sindpoc) repudiou a ação dos policiais militares e informou que também acompanha o caso.

Também em nota, o Sindicatos dos Delegados do Estado da Bahia (Adpeb) prestou condolências à família e amigos do delegado José Carlos Mastique.

A Adpeb destacou que "a verdade dos fatos somente poderá ser levantada através de uma acurada investigação, a qual já está sendo feita pelos delegados, investigadores e escrivães da 6ª Coorpin".

"Por sua vez, exigimos da Polícia Civil da Bahia o mais absoluto empenho, responsabilidade e dedicação nesta apuração, porquanto, todas as circunstâncias deverão ser reveladas e suas evidências consubstanciadas para que o crime e eventuais excessos praticados possam ser comprovados e seu autor incurso nas penalidades legais", diz a nota da Adpeb.

Ainda segundo a Adpeb, o velório do delegado José Carlos Mastique ocorrerá neste domingo (28), a partir das 17h, no SAF/Itabuna, em frente ao Clube Grapiúna, e o sepultamento será na segunda-feira (29), às 9h, no Cemitério Campo Santo, também em Itabuna.

Fonte: G1

Trinta e três pessoas foram presas na Micareta de Feira de Santana com o uso do recurso de reconhecimento facial. O número foi divulgado nesta segunda-feira (29) pelo secretário da Segurança Pública (SSP-BA), Maurício Barbosa. Entre os detidos estão pessoas com mandados de prisão por homicídio e tráfico de drogas. Ainda segundo o secretário, não houve registro de homicídios no evento, encerrado neste domingo (28). Ainda sobre reconhecimento facial, a SSP-BA contabilizou mais de 1,3 milhão de foliões que tiveram os rostos capturados pela nova tecnologia.

Com isso, 903 alertas foram gerados para as unidades policiais instaladas nos trajetos, o que resultou no cumprimento de 18 mandados e na captura de 14 pessoas por descumprimento de prisão domiciliar e de uma pessoa condenada. "Me arrisco a dizer que foi o melhor resultado alcançado com este tipo de tecnologia. As equipes estão de parabéns, pois o bom desempenho está diretamente ligado ao empenho incondicional dos policiais", disse o titular da SSP. Na micareta deste ano houve o triplo de pessoas conduzidas a unidades policiais. Foram 505 pessoas neste ano, enquanto que em 2018, o número não passou de 176. O balanço da festa ainda anotou 35 mandados de prisão cumpridos, sendo 33 através do uso do reconhecimento facial e dois por meio da identificação feita por policiais.

Também houve 11 prisões em flagrante e a apreensão de uma arma. Já o número de lesões corporais diminui de 18 casos do ano passado para 8 este ano. O Departamento de Polícia Técnica atuou na festa com a realização de 201 laudos de entorpecentes (maconha, cocaína e inalantes), 11 exames de lesão corporal e 48 corpo de delito de custodiado. O Corpo de Bombeiros atendeu a 82 ocorrências, sendo 77 associadas a pré-hospitalar, uma de incêndio e quatro ligadas a diferentes situações.

 Fonte: Bahia Notícias

 

Um ônibus que transportava torcedores do Corinthians sofreu um acidente na manhã desta segunda-feira, na Bahia. Segundo informação passada pela Polícia Rodoviária Federal à TV Sudoeste, 14 pessoas ficaram feridas. Elas foram hospitalizadas, em situação estável.

O ônibus transportava os torcedores de Salvador para São Paulo, depois da derrota de 3 a 2 do Corinthians para o Bahia. O veículo perdeu o controle na BR-116, quilômetro 805, saiu da estrada e caiu em uma pequena ribanceira.

Seis torcedores machucados foram levados ao Hospital Geral de Vitória da Conquista – todos em quadro estável. Outros foram para a Unidade de Pronto Atendimento (Upa) da cidade e para o Hospital São Vicente, também no município.

Ônibus com torcedores do Corinthians sofre acidente na Bahia — Foto: Divulgação/PRF Ônibus com torcedores do Corinthians sofre acidente na Bahia — Foto: Divulgação/PRF
Ônibus com torcedores do Corinthians sofre acidente na Bahia — Foto: Divulgação/PRF

Horas depois do acidente, o Corinthians se manifestou, desejando rápida recuperação aos feridos. "Desejamos uma rápida recuperação aos torcedores corinthianos feridos no acidente de ônibus que aconteceu nesta madrugada, no retorno de Salvador para São Paulo."

Fonte: Gloesporte

Quando surgiu em cima do trio com um casaco todo brilhante e com as pernas à mostra, ninguém na Micareta de Feira de Santana soube dizer quem brilhava mais, Claudia Leitte ou o figurino dela.

O certo é que, como disseram os fãs mais afoitos que ficaram aglomerados em torno do trio desde bem antes do início do desfile, a loira "lacrou" do início do fim da apresentação, neste domingo (28), último dia do carnaval fora de época da cidade, localizada a cerca de 100 km de Salvador.

Além de agitar o folião pipoca em pouco mais de duas horas desfile, Claudinha homenageou policiais, ganhou presente da PM e ainda mostrou a barriguinha de seis meses de gravidez para o público, que foi à loucura.

O desfile começou às 19h com uma revelação de Claudia sobre a micareta de Feira. "Minha primeira micareta foi aqui em Feira de Santana, quando eu tinha 14 anos. Vocês sabiam? Mas hoje vai ser melhor, viu?!", garantiu a musa, na largada do desfile, por volta das 19h.

E a promessa de um show "porreta", como disse a cantora, foi cumprida.

A musa bagunçou tudo quando tirou o povo do chão ao som de "Claudinha Bagunceira", e extravasou legal quando cantou "Extravasa".

No set list montado com todo o cuidado de quem queria ver o chão tremer na micareta, também teve "Cai fora", "Eu fico", "Largadinho", "Matimba", "Saudade" e "Amor toda hora".

"Meu ano não começa depois do carnaval, não. Meu ano só começa depois dessa festa aqui, da micareta de Feira de Santana. Agora, sim", disse.

Muitos fãs levaram cartazes com mensagens de carinho para a musa, que respondia com acenos, beijinhos e coraçõezinhos com as mãos.

No meio do desfile, Claudia ganhou um porta cerveja personalizado com o logo da PM, após ela fazer uma homenagem aos policiais.

"São seres humanos que se dedicam pelo próximo, arriscam suas vidas para que a gente tenha segurança. Isso é vocação, é chamado de Deus acima de tudo, e é o trabalho deles. Então, eu desejo de coração, que o trabalho de vocês não só seja valorizado financeiramente, que seja valorizado pelo cidadão. Vocês são seres humanos especiais. Deus abençoe vocês. Muito obrigada", falou a cantora.

No fim de sua apresentação, a cantora mostrou a barriguinha de grávida para o público, em cima do trio, fazendo os fãs de dela irem à loucura.
Claudia foi a 20ª atração a se apresentar neste domingo. Assim como no sábado (27), a folia começou mais cedo, já no período da manhã. A prefeitura informou que foi uma estratégia para atrair as famílias.

A festa foi aberta por volta das 10h, com o bloco Pipoca Kids, que animou a criançada que foi para a avenida acompanhada dos pais. Outra atração para o público infantil pela manhã foi o bloco Esponjinha.

Quem foi curtir o domingo no circuito Maneca Ferreira também acompanhou shows de Parangolé, Durval Lelys, Lambassaia, Magary Lord, banda Duas Medida e o tradicional bloco Tracajá, que saiu na avenida pelo 16º ano, com foliões vestidos com abadás trocados por alimentos, e curtindo muito atrás de um mini-trem.

Outra atração foi o grupo Revelação, que fez a primeira participação no evento. A prefeitura informou que o grupo entrou na grade da programação da Micareta substituindo o cantor Xande de Pilares, que inicialmente se apresentaria na festa, mas por motivo de logística não pode comparecer.

Fonte: G1/Bahia

 

O Bahia estreou bem no Campeonato Brasileiro 2019 e, de virada, venceu o Corinthians por 3 a 2 neste domingo, 28, na Arena Fonte Nova.

Após Pedrinho abrir o placar para o time visitante, aos 46 minutos do primeiro tempo, o tricolor reagiu e, em pouco menos de dois minutos, empatou a partida com Arthur Caíke, que recebeu o cruzamento de Nino Paraíba, cabeceou em direção ao gol, viu o goleiro Cássio tentar a defesa, mas sem sucesso. A bola foi para o fundo das redes.

O segundo gol do Esquadrão veio aos 30 da segunda etapa. Rogério avançou pela esquerda e tocou para Gilberto na linha de fundo. O atacante cruzou rasteiro para a pequena área e achou Artur, que finalizou firme e virou o jogo para o Tricolor.

Já aos 38, o Bahia ampliou o placar com Rogério. Em pressão do Corinthians, a defesa tricolor recuperou a bola e deixou Ramires em condição de contra-ataque. O meio campista fez o passe em profundidade, o volante Ralf tentou cortas mas furou. A bola sobrou para Rogério, que ficou cara a cara com o goleiro Cássio. O atacante viu o arqueiro alvinegro adiantado, tocou por cima e marcou um golaço de cobertura. No final do segundo tempo, aos 49, Clayson diminuiu a diferença com um belo gol, mas já era tarde para o Corinthians, e o Tricolor levou a melhor na estreia da competição.

Com o resultado, o Bahia assume a 6ª posição no Brasileirão, enquanto o Corinthians fica na 13ª colocação. O próximo compromisso do Esquadrão será na quinta-feira, 2, também pelo Campeonato Brasileiro. A equipe de Roger Machado viaja ao Rio de Janeiro, onde enfrenta o Botafogo, às 20h, no estádio Nilton Santos (Engenhão).

BAHIA 3 X 2 CORINTHIANS - 1ª RODADA DO BRASILEIRÃO
Local: Fonte Nova, em Salvador (BA)
Data: 28 de abril de 2019, domingo
Horário: 16h (de Brasília)

Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO)
Assistentes: Fabrício Vilarinho e Bruno Pires (ambos de GO)
VAR: André Luis Castro (GO)
Cartões amarelos: Nino Paraíba (Bahia); Cássio, Boselli, Carlos, Fagner (Corinthians)

Gols:
BAHIA: Arthur Caíke, aos 48 minutos do primeiro, Artur, aos 31, e Rogério, aos 38 minutos do segundo tempo

CORINTHIANS:Pedrinho, aos 47 minutos do primeiro, e Clayson, aos 50 minutos do segundo tempo

Escalações:
BAHIA: Anderson; Nino Paraíba, Ernando, Lucas Fonseca e Moisés; Gregore, Élton, Ramires (Nilton), Arthur Caíke (Rogério) e Artur; Fernandão (Gilberto)
Técnico: Roger Machado

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Manoel, Pedro Henrique e Carlos; Ralf, Ramiro (Mateus Vital) e Sornoza (Jadson); Pedrinho (Vagner Love), Clayson e Boselli
Técnico: Fábio Carille

Fonte: A Tarde

Sexta, 26 Abril 2019 11:46

Bahia registra uma morte por H1N1

A Bahia registrou uma morte em decorrência do vírus Influenza A H1N1. O registro é o primeiro do ano no estado.

A informação foi divulgada em boletim pela Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) nesta quinta-feira (29). A vítima morreu em Salvador, mas não há detalhes sobre ela.

O estado tem, no total, três ocorrências de Influenza, sendo uma do tipo A H1N1 e duas por Influenza B. A Sesab não detalhou se a vítima está incluída nesses três casos.

Os dados são até a semana epidemiológica 15, que foi até o dia 13 deste mês. No mesmo período de 2018, a Sesab havia notificado 93 casos de H1N1, com 15 mortes.

Vacinação
Idosos fazem parte do publico alvo de vacinação em Salvador — Foto: Raiza Ribeiro/Prefeitura de Palmas/Divulgação Idosos fazem parte do publico alvo de vacinação em Salvador — Foto: Raiza Ribeiro/Prefeitura de Palmas/Divulgação
Idosos fazem parte do publico alvo de vacinação em Salvador — Foto: Raiza Ribeiro/Prefeitura de Palmas/Divulgação

A campanha de vacinação contra a gripe começou no dia 15 de abril e segue até o dia 31 de maio. Na Bahia, a procura para fazer a imunização é baixa: menos de 6% do público-alvo foi vacinado.

O público alvo da vacinação são os idosos, crianças entre 6 meses e 6 anos, gestantes, mulheres que tiveram bebê nos últimos 45 dias, trabalhadores de saúde do serviço público e privado e povos indígenas.

Além deles, os grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade que estão sob medidas socioeducativas, a população privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional também fazem parte do público alvo.


Segundo a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), em Salvador, 600 mil pessoas fazem parte do grupo que deveria se vacinar, mas somente 15% fez a imunização: um total de 88 mil pessoas. A maioria dessas pessoas são idosos, sendo que até esta quinta 29 mil foram imunizados em Salvador.

Confira algumas medidas de prevenção contra a gripe:
Lavagem das mãos várias vezes ao dia, principalmente antes de consumir algum alimento
Evitar tocar a face com as mãos e proteger a tosse e o espirro com lenço descartável
Utilizar lenço descartável para higiene nasal
Cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir
Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca
Higienizar as mãos após tossir ou espirrar
Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas
Manter os ambientes bem ventilados
Evitar contato próximo a pessoas que apresentem sinais ou sintomas de influenza
Evitar sair de casa em período de transmissão da doença
Evitar aglomerações e ambientes fechados (procurar manter os ambientes ventilados)
Adotar hábitos saudáveis, como alimentação balanceada e ingestão de líquidos

Léo Santana, Saulo, Harmonia do Samba e Rafa e Pipo são algumas das atrações do 2º dia da micareta 2019 de Feira de Santana, nesta sexta-feira (26). A festa acontece no Circuito Maneca Ferreira, localizado na Avenida Presidente Dutra.

A primeira atração a se apresentar será a Balada Clã, às 19h. Logo depois, às 19h30, acontecerá o desfile do grupo Outros Baiano. Rafa e Pipo se apresentam às 20h, e Saulo, às 21h. O show de Léo Santana está marcado para iniciar às 22h, e o do Harmonia, às 23h. [Confira os horários abaixo]

A micareta segue até o domingo (28). No sábado, as atrações começam a se apresentar às 11h30 da manhã, e no domingo, às 10h.

Também tem festa no Palco Jota Morbeck, na Rua Ari Barroso, opção para quem não quiser acompanhar os trios elétricos. Nesta sexta, o público poderá acompanhar no local shows de Rodrigo Markis, Gislan Suzarte, Delírius da Paixão, Camutiê e Monte Zaion.

O tráfego dos veículos nas transversais e adjacências da avenida Presidente Dutra, entre as ruas São Domingos e Castro Alves, fica interditado durante a micareta.

Confira a programação desta sexta-feira
Circuito Maneca Ferreira
19:00 - BALADA CLÃ
19:30 - OUTROS BAIANOS
20:00 - RAFA E PIPO MARQUES
20:30 - SELVA BRANCA
21:00 - SAULO
21:30 - BLOCO TROTTE
22:00 - LÉO SANTANA
22:30 - BAHIA BEND
23:00 - HARMONIA DO SAMBA
23:30 - EDSON GOMES
00:00 - ANDERSON SILVA
00:30 - TRIO DA DIVERSIDADE

PALCO JOTA MORBECK
19:00 - RODRIGO MARKIS
20:00 - GISLAN SUZARTE
21:00 - DELÍRIUS DA PAIXÃO
22:00 - CAMUTIÊ
23:00 - MONTE ZAION

Fonte: G1/Bahia

Quem foi curtir o primeiro dia da micareta de Feira de Santana, na noite desta quinta-feira (25), não teve motivos para ficar parado. Do batuque do primeiro ao último trio, do embalo do É o Tchan ao agito de Gabriel Diniz e ao axé das antigas Bell, o que não faltou foi animação no circuito Maneca Ferreira.

Uma das atrações mais aguardadas da noite, a dupla Compadre Washington e Beto Jamaica colocou todo mundo para "segurar o Tchan" na avenida.

“Fazer axé é muito gratificante e ficamos muito felizes por estar aqui mostrando nosso trabalho para vocês”, disse Beto, que apareceu com uma roupa brilhando tanto quanto foi a passagem da banda.

No repertório, que parece ter sido escolhido a dedo por eles, teve canções como “Paquerei”, “Academia do Tchan”, “Melô do Tchan” e “Pega no bumbum”.

Quem acompanhou o grupo, como os amigos Tamara, Josy e Anderson, fãs desde que a banda surgiu, também pôde dançar ao som de “Colar de beijos” e “Bota a cara no sol”.

“Como é que fica parado desse jeito? Como é que não vira fã dessa banda? É só sucesso”, afirmou José.

Logo atrás, sem deixar a peteca cair, Bell Marques também levantava poeira na avenida, ao som de sucessos da carreira solo e também da época do Chiclete com Banana.

Teve “Diga que valeu”, “Minha Deusa”, “Voa voa”, “Aê aê do amor” e “B de Bell”.

Nem a chuva que ameaçou cair desanimou os foliões, agitados desde a passem do primeiro trio, comandado por Gabriel Diniz. Ele deu a largada a festa por volta das 19h30.

whatsapp-image-2019-04-25-at-21.03.09

O cantor emendou um sucesso atrás do outro e agitou quem chegou cedo para acompanhar a festa desde o começo.

No repertório, além do hit "Jenifer", teve ainda “Safadezinha”, “Acabou acabou”, “Aquilo que nunca me deu” e “Atrasadinha”, de Felipe Araujo e Ferrugem.

“Gente, estou emocionado. Fiquei sabendo hoje que essa é a primeira micareta do Brasil. Uma honra estar aqui abrindo essa festa”, disse.

Em um trio que seguia logo atrás, animado por mascarados e embalado ao som de uma bandinha de sopro composta por 40 músicos, como nas antigas micaretas, estavam as majestades da folia.

coroacao-da-majestades-da-micareta-2019-foto-antonio-carlos-magalhaes-5-

O rei momo, a rainha e as princesas cumprimentaram os foliões e os davam boas vindas a mais uma edição da festa.

Quando o trio chegou no trecho da avenida onde fica a entrada da Rua João Sampaio Machado, onde fica instalado o camarote da diversidade, as majestades foram coroadas pelo prefeito Colbert Martins (MDB) e secretários de governo.

Em ato que simboliza a abertura oficial da festa, a chave da cidade foi entregue ao rei momo.

Na ocasião também foram coroadas, após votações, uma Rainha da Terceira Idade, uma Miss Afro e uma Rainha LGBT, para compor a corte da micareta.

Nesta quinta, também passaram pelo circuito Maneca Ferreira Os clones, Unidos pelo samba, Djalma Ferreira, Marcionilio Prado, Ninha, Expresso do Reggae, Neto Barreto e a banda Lá Fúria.

A programação da micareta segue até o domingo (28).

Um levantamento feito pelo G1 em todo o Brasil aponta que os presídios da Bahia estão 29,5% acima da capacidade total, índice que coloca o estado como o terceiro menos superlotado do país e menos superlotado do Nordeste. Na Bahia, somando todos os regimes de prisão, 15.660 pessoas estão encarceradas no sistema prisional, que dispõe de 12.095 vagas.

O levantamento, realizado dentro do Monitor da Violência, foi feito com base nos dados dos 26 estados e do Distrito Federal. Os dados foram levantados pelo G1 via assessorias de imprensa e por meio da Lei de Acesso à Informação e são referentes a março/abril, os mais atualizados do país. O último Levantamento Nacional de Informações Penitenciárias (Infopen), do governo, é de junho de 2016 – uma defasagem de quase três anos.

O índice de superlotação carcerária na Bahia é menos da metade da média nacional, que registra excedente de 70%. Os dados deixam a Bahia atrás apenas de Santa Catarina, que tem superlotação em 23,1%, e do Paraná, que tem o menor índice excedente do país: 15,4%.

Atualmente, com base nos dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a Bahia tem população estimada de 14.812.617 pessoas. A partir desse número, é possível afirmar que, a cada 945 baianos, um está encarcerado.

O estado com a maior superlotação da população carcerária do Brasil é Pernambuco, com 178,6% dos detentos excedendo a capacidade dos presídios, que é de 11.767 vagas, 328 a menos que a Bahia.

Em comparação com o número total de presos e a estimativa populacional, é possível afirmar ainda que a Bahia tem população carcerária maior que a do estado pernambucano, mesmo tendo menor índice de superlotação nos presídios: a cada 5.187 pessoas do PE, uma está presa.

Das 15.660 pessoas encarceradas na Bahia, 7.898 são presos provisórios, ou seja: aguardam algum tipo de decisão judicial.

Percentualmente, os presos provisórios representam cerca de 50,4% do total de detentos do estado. A Bahia não tem um número de quantos desses presos estão em delegacias ou cadeias comuns.

Além dos números gerais referentes à população carceraria, o levantamento traz ainda informações sobre ocupação dos presos. Dos 15.660 encarcerados, 2.306 (14,7%) trabalham e 3.060 (19.5%) estudam.

O presidente mais longevo e mais bem sucedido do Vitória está de volta. Eleito na noite desta quarta-feira (24), Paulo Carneiro comandará o Leão pelos próximos três anos e oito meses.

Carneiro teve 1.474 votos, equivalente a 67,86% dos 2.202 votos válidos. Por ter obtido a maioria simples dos votos, não será necessário segundo turno. Raimundo Viana terminou em segundo lugar, com 685 votos (31,54%).

O icônico mandatário volta ao comando do Leão depois de 14 anos, aos 68 de idade. Ele estava afastado desde 2005, quando renunciou após o rebaixamento à Série C do Brasileiro.

Paulo Carneiro já havia tentado retornar à direção duas vezes. Em 2016, encabeçou chapa ao Conselho Deliberativo. Em 2017, estava na chapa de Manoel Matos como diretor de futebol.

O novo presidente já foi empossado. Seu mandato completará o de Ricardo David até dezembro deste ano e seguirá até dezembro de 2022.

A história
Carneiro é uma figura importante na história rubro-negra. Presidente por 15 anos, de 1991 a 2005, o Vitória viveu sob comando dele uma arrancada em títulos, relevância nacional e torcida.

Foi sob seu comando, também, que o Leão chegou à Série C em 2005, ponto mais baixo da história do clube, àquela altura já centenário.

Com Paulo Carneiro, o clube foi dez vezes campeão baiano (1992, 95, 96, 97, 99, 2000, 2002, 2003, 2004 e 2005) e tricampeão do Nordeste (1997, 1999 e 2003).

Foi também vice-campeão brasileiro em 1993 e semifinalista em 1999, além de semifinalista da Copa do Brasil em 2004.

Por outro lado, Paulo Carneiro acumulou três rebaixamentos com o clube. Os mais impactantes foram em sequência: 2004 para a Série B e 2005 para a C. Antes, havia caído em 1991, no primeiro ano dele como presidente.

Paulo Carneiro renunciou à presidência do Vitória em 2005, pressionado pela queda à Série C. Desde então tem atuado como executivo de futebol. O trabalho mais marcante foi em 2009, quando chocou torcedores dos dois clubes ao assumir a direção de futebol do Bahia.

Ficou no tricolor por dez meses, em uma temporada em que o clube brigou contra a queda à Série C. A passagem mais longeva, porém, foi no Athletico-PR, de um ano e cinco meses, em 2015 e 2016.

Fonte: Correio24horas