Sexta-feira, 18th Outubro 2019
7:34:34pm
Com Diogo Medrado na Bahiatursa, Rui anuncia nomes para segundo escalão do governo

Com Diogo Medrado na Bahiatursa, Rui anuncia nomes para segundo escalão do governo

O governador Rui Costa anunciou nesta terça-feira (26) por meio das redes sociais os nomes de 20 integrantes do segundo escalão do governo do estado. Entre os que permanecem nos cargos estão Diogo Medrado (Bahiatursa), Wilson Dias (CAR), Randerson Leal (Ibametro) e Flavio Gonçalves (Irdeb). Confira abaixo a lista dos escolhidos:

Agerba – Carlos Henrique

Bahiagás – Luiz Gavazza

Bahiatursa - Diogo Medrado

CAR – Wilson Dias

CBPM – Antonio Carlos Tramm

CDA – Renata Rossi

Conder – Sérgio Silva

Desenbahia – Francisco Miranda

Detran – Rodrigo Lima Pimentel (interino)

Fundac – Regina Affonso

Ibametro – Randerson Leal

Inema – Márcia Telles

Instituto Anísio Teixeira (IAT) – Cybele Amado

Irdeb – Flavio Gonçalves

Junta Comercial – Andrea Mendonça

Prodeb – Samuel Araújo

SAC – Demir Barbosa

SIT – Saulo Pontes

Sudesb – Vicente Neto

Urbis – Emerson Leal

Fonte: Bahia Notícias

Itens relacionados (por tag)

  • Rui classifica como 'muito grave' mensagens de Moro para Deltan: 'Chega de perseguir'

    O governador da Bahia, Rui Costa (PT), classificou como "muito grave" as mensagens em que mostra o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, instruindo o procurador Deltan Dallagnol na Operação Lava Jato. "Chega de mentir e perseguir. É preciso retomar a credibilidade em nossas instituições", disse o petista.

    Para Rui Costa, é preciso se apurar o caso para o país "saber toda a verdade". "O que o site The Intercept divulgou é muito grave. Provoca profunda indignação. É fundamental que todo o conteúdo seja esclarecido. O Brasil precisa saber toda a verdade. Caso contrário o país, continuará sem oferecer segurança jurídica Institucional, credibilidade e confiança. O Brasil precisa recuperar sua imagem no mundo", declarou o governador, em sua conta no Twitter.

    Moro, que hoje é ministro do governo Jair Bolsonaro (PSL), foi o juiz responsável pela operação em Curitiba. Ele deixou a operação ao aceitar o convite para o cargo, em novembro. Segundo a reportagem, Moro sugeriu ao MPF trocar a ordem de fases da Lava Jato, cobrou a realização de novas operações, deu conselhos e pistas e antecipou ao menos uma decisão judicial. Especialistas em direito dizem que não haveria, a princípio, nenhuma ilegalidade, mas pode ter havido desvio ético.

    Fonte: Bahia Notícias

  • Rui e governadores do NE defendem diálogo para rever reforma com inclusão dos estados

    Com a ameaça de ter seus estados excluídos do projeto de reforma da Previdência do governo federal, o governador Rui Costa (PT) e os oito demais governadores do Nordeste assinaram uma carta para defender a necessidade de manutenção da abrangência do projeto. Para eles, a exclusão representa um sinal de "abandono".

    "A retirada dos estados da reforma e tratamentos diferenciados para outras categorias profissionais representam o abandono da questão previdenciária à própria sorte, como se o problema não fosse de todo o Brasil e de todos os brasileiros. No entanto, há consenso em outros tópicos, e acreditamos na intenção, amplamente compartilhada, de se encontrar o melhor caminho", dizem no texto.

    Com o título "Há um só Brasil que é de todos os brasileiros", os gestores avaliam a "turbulência política e econômica" enfrentada pelas unidades federativas, citando como exemplo a queda do Produto Interno Bruto (PIB) já no primeiro trimestre deste ano.

    Dessa forma, os gestores reforçam a continuidade do diálogo para sanar os pontos ainda divergentes, como o Benefício de Prestação Continuada (BPC) e a aposentadoria dos trabalhadores rurais.

    "Também são pontos controversos na reforma ora em pauta a desconstitucionalização da previdência, que acarretará em muitas incertezas para o trabalhador, e o sistema de capitalização, cuja experiência em outros países não é exitosa. Além de outras alterações que, ao contrário de sanear o déficit previdenciário, aumentam as despesas futuras não previstas atuarialmente", pontuam.

    A carta é uma declaração alternativa ao texto assinado pelos demais governadores do país, também na quinta. O grupo majoritário demonstra apoio à proposta do ministro da Economia, Paulo Guedes, a fim de garantir que seus estados não sejam excluídos da matéria.

    Fonte: Bahia Notícias

  • Citado para o Planalto em 2022, Rui diz que é cedo para tratar de nomes para eleição

    O governador Rui Costa (PT) rechaçou a ideia de discutir nomes para a eleição presidencial de 2022, após o próprio petista ser citado como um eventual candidato ao Palácio do Planalto no próximo pleito (veja aqui). “Não quero nem cogitar essa hipótese. Meu foco é trabalhar na Bahia, fazer com que a gente siga sendo uma exceção”, garantiu Rui.

    “Acho que para presidente está muito longe. Nesse momento, não precisamos de debate de nomes para presidente”, desconversou o governador nesta quinta-feira (2), durante a assinatura da ordem de serviço para obras de pavimentação em 20 municípios.

    De acordo com o governador, uma decisão como essa passa pela aprovação da primeira-dama, Alice Peixoto, que apresenta reticência com a permanência dele na política. “É um apelo que ela faz para que eu vá cuidar da família, que eu saia da política para cuidar da família. Toda vez que ela ouve a possibilidade de eu ocupar qualquer outro cargo ela diz que não vai deixar mais”, afirmou Rui, em tom de brincadeira.

    No entanto, alguns aliados já começam a avaliar como positiva uma candidatura de Rui à Presidência da República, a exemplo do senador Otto Alencar (PSD) (veja aqui).

    ELEIÇÕES 2020

    Tendo como gancho a discussão sobre o nome dele para 2022, o governador disse ainda que é prematuro até mesmo uma discussão sobre as eleições de 2020, quando os municípios elegem prefeitos e vereadores. “Acho que não é o momento de discutir. Tenho defendido isso de forma muito clara, acho que não é momento sequer de cogitar nome sequer para prefeito. No final desse ano ou início do ano que vem é um bom momento para se debater nomes para disputar a eleição em outubro”, defendeu Rui.

    Segundo ele, nessa fase atual, os postulantes a cargos devem “perceber qual a ansiedade, qual o desejo, e quais são as urgências que o povo precisa”. “Tenho repetido de forma insistente, o que na minha opinião é o fundamental, essa aproximação com a população, para ouvir deles as necessidades e as urgências”, completou o petista.

    Fonte: Bahia Notícias

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Ad2