Quinta-feira, 25th Abril 2019
5:55:29am
Cidade de Nazaré vive surto de doença que provoca bolhas em crianças

Cidade de Nazaré vive surto de doença que provoca bolhas em crianças

A Secretaria Estadual da Saúde (Sesab) investiga um surto da doença conhecida como mão-pé-boca no município de Nazaré, Recôncavo baiano, onde pelo menos 16 crianças foram infectadas. Todas são alunas de uma creche e já foram afastadas das atividades.

Em Salvador, ao menos 30 casos estão sendo investigados. O número pode variar, já que a doença não tem notificação compulsória.

“É um vírus altamente contagioso, mas não é grave, pois regride espontaneamente. A doença pode acometer os adultos, algo muito raro, mas é normalmente durante a infância, com mais frequência entre os 6 meses e os 3 anos de idade. Não existe vacina. O médico faz uma intervenção de acordo com a sintomatologia”, explica Audacira Teles, coordenadora do Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs), unidade da Diretoria de Vigilância Epidemiológica da Sesab.

A doença tem sinais característicos: inicia-se com febre alta que é sucedida (cerca de dois ou três dias depois) por pequenas vesículas (espécie de bolhas) com líquido que surgem nas mãos, pés e boca – daí o nome. As bolhas vão se rompendo à medida que a doença evolui.

A transmissão ocorre por via oral/fecal, através do contato direto com secreções (por tosse ou espirro) e com objetos como chupetas, brinquedos ou fezes de crianças infectadas.

Por conta da via de contágio oral, tempos frios são mais propícios para a ocorrência de surtos da doença, já que as crianças costumam ficar mais tempo aglomeradas em um mesmo ambiente.

Segundo Audacira Teles, todas as providências em relação às 16 crianças de Nazaré já foram adotadas. “Elas foram afastadas do convívio com outras crianças de cinco a sete dias, tempo de duração da doença”, afirmou.

Na última sexta-feira (6), Miguel Lago Lemos Santos, de 1 ano e 3 meses, começou a sentir febre. “Achei que era por conta de uma vacina que ele tomou no dia anterior. No domingo, além da febre de 38 °C, ele apresentava uns caroços na boca, braços e pernas”, conta o pai de Miguel, o jornalista Davi Lemos.

Miguel foi atendido no Hospital Santa Izabel, em Salvador. “Chegando lá, os médicos que o atenderam disseram que se trata de uma epidemia da síndrome mão-pé-boca, causada por um vírus. Ainda segundo a equipe do Santa Izabel, somente anteontem (segunda) foram mais de 30 casos lá. E muita gente está tratando dessa doença como se fosse catapora. Tem a febre, aparecem as bolhas que coçam bastante, mas não é catapora”, disse Davi.

A coordenadora do Cievs, Audacira Teles, disse que, até o momento, a Sesab não foi informada da situação pelo hospital. “Tomamos conhecimento através da imprensa e determinamos que o Ciev de Salvador faça uma investigação”, declarou Audacira.

Município
A coordenadora da Vigilância Epidemiológica do Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Ciev), da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Cristiane Cardoso, informou que a SMS também não foi informada dos possíveis casos da doença atendidos no Santa Izabel.

“Como não é uma doença de notificação compulsória, ou seja, não está na lista no Ministério da Saúde de comunicação imediata, para que faça parte do sistema de notificação e se possa encadear medidas de vigilância e controle, como a dengue, a gente não tem facilidade para saber dos casos”, explicou.

No entanto, Cristiane faz um alerta. “Já observamos alguns casos no Subúrbio Ferroviário e no distrito de Brotas”, afirmou.

Saiba mais sobre a síndrome
Segundo o médico Roberto Sapolnik, coordenador da pediatria do Hospital São Rafael/Rede D’or, a doença mão-pé-boca é comum. “E quando acontece é em surto ou epidemia, porque a transmissão é muito rápida de uma pessoa para outra, pelas vias respiratórias ou pelo contato direto das mãos, inicialmente com febre e dor de garganta, dificuldade para engolir, porque forma pequenas aftas na faringe e no céu da boca, que se espalham por toda mucosa e posteriormente por pequenas pintas e feridas nas mãos, pés e, às vezes, outras partes do corpo, como coxas, glúteos e troncos”, contou Sapolnik.

Como o quadro não é grave, o tratamento é à base de analgésico simples ou anti-inflamatório. “Pode causar muito incômodo, principalmente por conta da deglutição dolorosa. Às crianças devem ser ofertados alimentos de fácil deglutição, como pudins, purês, sucos, papinhas, de característica neutra, nem muito quente, nem muito frio, nem condimentado. Pode-se usar anestésicos tópicos na cavidade oral em forma de spray antes da alimentação e, como as feridas podem causar coceira durante a cicatrização, pode se utilizar também antialérgico”, declarou Sapolnik.

Quanto à contaminação, o coordenador da pediatria do Hospital São Rafael/Rede D’or disse que ocorre até que as feridas estejam cicatrizadas, ao redor de sete a dez dias, “período em que as crianças devem ser afastadas das atividades escolares”. A doença pode também ser transmitida para os adultos da mesma forma.

Ainda de acordo com ele, os pais devem ficar atentos aos seguintes sinais: desidratação (diminuição do xixi), fraqueza ou sinais de infecção por bactérias das feridas (secreção com pus e vermelhidão intensa e inchaço). “Aos primeiros sintomas deve-se procurar atendimento médico para que as orientações sejam adequadas, evitando-se uso de substâncias pouco efetivas e que podem aumentar o desconforto das crianças”, disse.

Fonte: Correio24horas

Itens relacionados (por tag)

  • TRE convoca mais de 2,9 mi de eleitores para recadastramento biométrico

    Mais de 2,9 milhões de pessoas serão convocadas a partir do dia 13 de maio para o novo e último ciclo do recadastramento biométrico. De acordo com o Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA), eleitores de 281 cidades serão convocados.

    O próximo ciclo da biometria envolverá todas as 108 zonas eleitorais da Bahia, que ainda não concluíram o procedimento.

    O cronograma do TRE-BA considerou as características de cada cidade atendida, com prazo mais longo para aquelas que possuem, atualmente, menos de 60% do eleitorado biometrizado.

    Agendamento

    A última fase da biometria no estado terá como prioridade o agendamento, por meio de site e telefone. A abertura do serviço ocorre no próximo dia 6 de maio. O TRE-BA ainda não divulgou o endereço na internet, número da central de atendimento e locais onde funcionarão as unidades para agendamento presencial.

    Atualmente, dos mais de 10 milhões de eleitores do estado, 7,5 milhões já possuem cadastro biométrico junto a Justiça Eleitoral.

    Fonte: A Tarde

  • Petroleiros, aposentados e pensionistas fazem protesto em frente à sede da Petrobras em Salvador

    Petroleiros, aposentados e pensionistas da Petrobras fizeram um protesto na manhã desta quarta-feira (24), em Salvador. O ato ocorreu em frente à sede da empresa, localizada no bairro do Itaigara.

    O protesto ocorreu na via marginal da Avenida ACM, uma da principais da capital baiana, mas de acordo com a Transalvador, não atrapalhou o trânsito na região.

    De acordo com o Sindicato dos Petroleiros, a manifestação é uma forma de luta em defesa do Fundo de Pensão Petros e da Assistência Médica Suplementar (AMS). Além disso, o grupo que faz parte do protesto é contra a privatização da Petrobras e a saída da estatal da Bahia.

    Segundo o Sindipetro, na Bahia, são cerca de 25 mil aposentados e pensionistas petroleiros.

    Por meio de nota, a Petrobras esclareceu que não está de saída da Bahia. A companhia disse ainda que reconhece o direito legítimo de manifestação dos colaboradores e reitera que mantém diálogo permanente junto aos seus representantes.

    Fonte: G1/Bahia

  • Com pênalti marcado com auxílio do VAR, Bahia bate Bahia de Feira e é bicampeão baiano

    Pela 48ª vez o Bahia conquista o título de campeão baiano. O Esquadrão de Aço também levantou o troféu no ano passado. O time da capital baiana bateu o xará Bahia de Feira por 1 a 0, na tarde deste domingo (21), na Arena Fonte Nova, pelo segundo jogo da final do Campeonato Baiano. No segundo tempo, em cobrança de pênalti marcado com o auxílio do árbitro de vídeo (VAR), Gilberto marcou para o Tricolor. A equipe do técnico Roger Machado venceu o confronto pelo placar agregado de 2 a 1.

    Com a faixa de campeão no peito, o Bahia volta ao gramado na próxima quinta-feira (25), às 19h15, para o segundo jogo da quarta fase da Copa do Brasil contra o Londrina, no estádio do Café. O Esquadrão de Aço venceu o primeiro duelo por 4 a 0 e agora pode perder por até três gols de diferença para se classificar. Já o Bahia de Feira vai se preparar para a disputa da Série D do Brasileiro. Integrante do Grupo A6, a estreia do Tremendão será no dia 5 de maio, às 16h, diante do América de Pernambuco, no Ademir Cunha, pela primeira rodada. Além da equipe pernambucana, o time de Feira encara o América-RN e o Serrano-PB na primeira fase da competição.

    O JOGO

    O jogo começou bem disputado com as duas equipes bem postadas sem dar espaço para o adversário criar. Porém, o Tricolor da capital carimbou logo a trave do xará de Feira de Santana aos sete minutos de partida. Arthur Caíke cobrou falta direto no gol e a bola bateu na trave de Jair. Aos 14 minutos, o Bahia de Feira chegou com perigo na grande área dos donos da casa. Van fez bela jogada pela direita, deu um corte em Artur e cruzou na área, mas a bola passou por todo mundo e saiu pela lateral.

    Arthur Caíke criou outra boa oportunidade para o Bahia. Aos 18 minutos, ele recebeu lançamento do zagueiro Lucas Fonseca e cruzou para a área. Nino chegou um pouco atrasado, chutou e mandou por cima do gol de Jair. Quatro minutos depois, o mesmo camisa 77 do Esquadrão de Aço teve boa chance. Elton avançou pelo lado direito, Gilberto dividiu com Paulo Paraíba e a bola sobrou para Arthur Caíke, que bateu rasteiro, passando perto do gol de Jair. Aos 24 minutos, foi a vez de Elton desperdiçar ótima oportunidade. Após cobrança de escanteio, Moisés ficou com a sobra e levantou na área. Livre de marcação, o volante do Bahia finalizou por cima da meta do Bahia de Feira.

    O Tremendão assustou o Tricolor aos 27 minutos. Deon fez belo passe de calcanhar para Jarbas na ponta esquerda que cruzou para a área. Alex Cazumba dominou no peito e chutou forte, mas a bola desviou na marcação.

    Aos 38 minutos, Jarbas experimentou de longe e Anderson espalmou para escanteio. A resposta do Bahia veio três minutos depois. Nino Paraíba fez bela jogada pela direita e cruzou para trás para Gilberto. O camisa 9 bateu de primeira e isolou.

    Segundo tempo

    As duas equipes retornaram do vestiário sem alterações. E o Bahia por muito pouco não abriu o placar antes do segundo minuto. Na verdade numa chance inacreditavelmente desperdiçada por Arthur Caíke. Após cobrança de lateral de Moisés na área do Bahia de Feira, Ernando desviou para o meio, Cazumba não conseguiu afastar. Gilberto ajeitou para Arthur Caíke, mas o atacante, dentro da pequena área, furou e não conseguiu finalizar.

    Pênalti assinalado com auxílio do VAR
    Aos três minutos, no cruzamento para a área, Eric Ramires engatilhou o chute, mas foi travado pelo zagueiro Vitor e caiu no chão. O árbitro Luiz Flávio de Oliveira recorreu ao VAR para analisar uma jogada e assinalou a penalidade máxima aos seis minutos. Gilberto cobrou no canto de Jair e abriu o placar na Fonte Nova. Bahia 1x0 Bahia de Feira

    Aos 17 minutos, Douglas Augusto deu um carrinho em Bruninho e os dois se estranharam no círculo central. O árbitro amarelou os dois jogadores.

    Aos 20, Vitinho cobrou uma falta frontal que desviou no braço de Gilberto. Mais uma vez o árbitro recorreu ao VAR. Após analisar o lance, ele assinalou o pênalti a favor do Bahia de Feira. O mesmo Vitinho fez a cobrança e Anderson fez uma grande defesa. No rebote, Vitor encheu o pé para outra belíssima defesa do goleiro do Bahia. No contra-ataque, Eric Ramires recebeu dentro da área do adversário e chutou para o gol, mas Jair fez boa intervenção. Depois, na cobrança de escanteio de Eric Ramires, Elton subiu mais do que todo mundo, mas Vitor salvou o Tremendão tirando a bola que ia entrando no gol.

    A pressão do Bahia continuou. Artur se esforçou, impediu a saída de bola e cruzou rasteiro para Gilberto que tocou e Jair fez outra boa defesa aos 27. Dois minutos depois, Gilberto cortou para o meio e soltou a bomba para a defesa de Jair.

    A resposta do Bahia de Feira veio aos 32. Alex Cazumba cobrou a falta e acertou o travessão. No rebote, o volante Capone mandou por cima da meta de Anderson.

    O jogo estava lá e cá. Em seguida foi a vez do Bahia perder boa chance. Rogério recebeu na grande área, cortou dois marcadores no mesmo drible, mas não finalizou bem e a bola foi para fora aos 34 minutos.

    Ebinho por pouco não empatou o jogo. Aos 44, ele ganhou de Ernando na velocidade e chutou na saída de Anderson, mas a bola subiu demais.

    Aos 48, Artur desperdiçou uma boa chance de matar o jogo. Após cobrança de escanteio de Bruninho, a defesa do Bahia afastou e o camisa 98 pegou a bola e partiu em velocidade para o terreno adversário. Mas ele finalizou para fora.

    FICHA TÉCNICA
    Bahia 1x0 Bahia de Feira
    Campeonato Baiano - Final (2º jogo)
    Local: Arena Fonte Nova, em Salvador
    Data: 21/04/2019 (domingo)
    Horário: 16h
    Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (SP)
    Assistentes: Paulo de Tarso Bregalda Gussen e José Carlos Oliveira dos Santos (ambos da BA)
    VAR: Rodrigo Nunes de Sá (RJ), com auxílio de Elicarlos Franco de Oliveira (BA)

    Cartões amarelos: Douglas Augusto, Xandão, Artur, Gregore (Bahia) / Edimar, Bruninho (Bahia de Feira)

    Gol: Gilberto (Bahia)

    Bahia: Anderson; Nino Paraíba, Ernando, Lucas Fonseca (Xandão) e Moisés; Elton e Douglas Augusto; Artur, Ramires (Gregore) e Arthur Caíke (Rogério); Gilberto. Técnico: Roger Machado.

    Bahia de Feira: Jair; Van, Paulo Paraiba, Vitor e Cazumba; Capone, Edimar (Ebinho), Jarbas e Bruninho; Vitinho (Dionísio) e Deon. Técnico: Quintino Barbosa.

    Fonte: Bahia Notícias

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Ad2