Terça-feira, 13 de Abril 2021
11:19:45pm
Camaçari: TV Câmara estreia novo programa nesta terça-feira (6)

Camaçari: TV Câmara estreia novo programa nesta terça-feira (6)

A TV Câmara de Camaçari estreia seu novo programa de entrevistas a partir deste terça-feira (06). É o Coletivizando, com a proposta de discutir temas atuais de diferentes segmentos da sociedade, onde os profissionais de comunicação da cidade terão a oportunidade de conversar com o convidado principal. “Desafios do jornalista no século XXI” foi o tema do programa de estreia, que irá ao ar logo mais, às 15h.

O programa será comandado pela repórter Fernanda Santana, e nesta edição de abertura contará com a participação de mais dois profissionais de comunicação para entrevistar o convidado desta edição, que será o jornalista Jefferson Beltrão.

Os jornalistas Romero Mateus (Cidade Satélite) e João Leite (Camaçari Agora) estarão na linha de frente na primeira edição do programa para conduzir a entrevista com o convidado Jefferson Beltrão.

Nesta primeira edição o programa homenageia a data em que se comemora o Dia do Jornalista, comemorado no dia 7 de abril. Por isso traz como convidado Jeferson Beltrão, que foi editor chefe do telejornal BATV, da TV Bahia, filiada da Rede Globo, e atualmente é apresentador do programa “Isso é Bahia”, da rádio A Tarde FM, e de um programa de entrevistas na TV Assembleia, chamado “Bahia da Gente”.

O programa será transmitido pela TV Câmara, canal 25.1 da TV Litorânea, e também poderá ser acompanhado ao vivo pelas nossas redes sociais, tanto na página do Facebook quanto no YouTube, que pode ser acessado através do perfil da TV Câmara Camaçari, assim como no link do site - http://cmcamacari.ba.gov.br/.

Itens relacionados (por tag)

  • Vereadores de Camaçari apresentam pedidos de melhoria de infraestrutura

    Uma pauta extensa, composta por cerca de 50 proposições, marcou a 10a Sessão Ordinária da Câmara de Camaçari, realizada na manhã desta terça-feira (13/04). Entre os temas prioritários de discussão estiveram solicitações voltadas para melhorias na área de infraestrutura, dentre elas o pedido de requalificação urbanística do acesso às localidades turísticas da Costa de Camaçari, como Busca Vida, Vila de Abrantes, Jauá, Arembepe, Barra do Jacuípe, Guarajuba/Monte Gordo e Itacimirim/Barra do Pojuca.

    De autoria do vereador Gilvan Souza (PSDB), a Indicação No 111/2021 defende que turismo não é só receita, mas também demanda investimento. “Fomentar o turismo não é somente focar na receita que essa atividade gera, mas também demanda investimentos, especialmente em infraestrutura. Pedimos, portanto, que o Poder Executivo coloque em ação o projeto que já está pronto referente à requalificação desses acessos citados. E é importante dialogar com a comunidade porque é a partir disso que será possível restaurar e destacar as peculiaridades de cada localidade, marcando as características de cada uma delas”, afirmou o vereador. Ainda segundo o parlamentar, dialogar com a comunidade também ajuda a garantir o acolhimento das necessidades e proporcionar o bem-estar das famílias que residem e transitam pelo local diariamente.

    O pedido de revitalização da Praça Judith Gomes de Souza, localizada no bairro da Lama Preta, também esteve entre as sugestões, apresentado através da Indicação No 224/2021, do vereador Tagner (PT). “A área é muito importante para aquela comunidade, pois oferece um espaço de socialização para as famílias que residem no local e como poder público, precisamos fiscalizar para que esses equipamentos funcionem adequadamente”, destacou o parlamentar. Já a Indicação No 233/2021, apresentada pelo vereador Dilson Magalhães Júnior (PSDB), pede além da manutenção preventiva da mesma praça, que sejam instalados brinquedos adaptados para pessoas com deficiência física.

    Já para a comunidade de Parafuso foram aprovadas pelos parlamentares duas indicações de autoria do vereador Ivandel Pires (Cidadania). A Indicação No249/2021 trata da revitalização da Prainha de Parafuso com a realização de intervenções como reforma completa da praça, manutenção do parquinho e construção de barracas de apoio para os pescadores da comunidade. Já a Indicação No 250/2021 pediu o desassoreamento do Rio Prainha, localizado em Parafuso, que consiste na drenagem e limpeza do rio.

    Para Jauá, o presidente da Casa, vereador Júnior Borges (DEM) apresentou a Indicação No 216/2021, que solicitou ao Poder Executivo a revitalização da Fonte da Barrica, conhecida mais popularmente como Fonte de Jauá. “Essa fonte é tradicional naquela localidade e precisamos preservá-la como uma fonte de água limpa e que atende às demandas reais de quem a utiliza. Por isso pedimos que sejam feitos estudos técnicos para proceder com a revitalização”, explicou.

    Foram aprovados ainda durante a sessão, dois requerimentos de autoria de todos os vereadores para realização de audiências públicas. O Requerimento No 006/2021 prevê para o dia 29 de abril a realização de Audiência Pública para discutir a volta às aulas na cidade. Já o Requerimento No 005/2021 marca para o dia quatro de maio a Audiência Pública para debater os aspectos do transporte público do município.

  • Câmara de Camaçari aprova indicação que pede acessibilidade em todos os espaços públicos do município

    Com objetivo de garantir que pessoas com deficiência tenham total condição de circulação e acesso aos serviços públicos, a Câmara de Camaçari colocou em debate, durante a Sessão Ordinária desta quinta-feira (25/03), a Indicação No 106/2020, que pede o cumprimento da Lei Federal o 10.098/2000. A legislação que estabelece normas gerais e critérios básicos para a promoção da acessibilidade mediante a supressão de barreiras e de obstáculos nas vias e espaços públicos, no mobiliário urbano, na construção e reforma de edifícios e nos meios de transporte e de comunicação.

    A indicação foi apresentada pelo vereador Herbinho (PSL), que solicitou ao Poder Executivo que seja implantada efetivamente acessibilidade para pessoas com deficiência em todos os órgãos e espaços públicos de Camaçari. "Esse é um pedido que garante o cumprimento da Lei Federal No 10.098/2020 e que veio fortalecer a luta para garantir ferramentas que tornem mais fácil a locomoção de pessoas com deficiência. Pedimos aos colegas que aprovem essa matéria e fortaleça essa luta", afirmou.

    O presidente da Casa, vereador Júnior Borges (DEM), aproveitou a oportunidade para antecipar que já solicitou à Diretoria Administrativa e Financeira da Câmara projetos para a instalação de dois elevadores, piso tátil e leitura em Braile nas portas dos gabinetes e das salas dos setores administrativos da Câmara. "Nossa intenção é garantir que a Casa do Povo possa estar acessível para todos, sem restrições", declarou.

    O vereador Dentinho do Sindicato (PT) parabenizou o vereador proponente e lembrou que essa já é uma preocupação antiga da Casa Legislativa. "Já protocolamos aqui, no ano de 2017, uma matéria solicitando que a Câmara ofereça acessibilidade para todos. Parabenizo o vereador e subscrevo a matéria pela sua importância", registrou. O vereador Gilvan Souza (PSDB) parabenizou o vereador proponente e reforçou a importância da solicitação. "Esse pedido precisa ser permanente porque resgata a dignidade e traz autonomia para as pessoas com deficiência", registrou.

    Ainda buscando medidas que fortaleçam o enfrentamento à pandemia causada pelo novo coronavírus, o vereador Val Estilos (Republicanos) apresentou a Indicação No 171/2021, que pede a inclusão dos servidores públicos de Camaçari que trabalham nos serviços essenciais no grupo prioritário de vacinação contra a Covid-19. "Essa imunização é essencial para os servidores que estão trabalhando mesmo com a pandemia, em contato direto com as pessoas. Precisamos garantir segurança para essas pessoas trabalharem. Servidores dos Correios, coveiros, e tantos outros, estão nas ruas trabalhando e expostas ao vírus. Por isso defendemos que sejam inseridos nos grupos prioritários de imunização", explicou.

  • Salvador e RMS: medidas restritivas são prorrogadas até o dia 29 de março

    A prefeitura de Salvador anunciou que as medidas restritivas já em curso em nove dos 13 municípios da Região Metropolitana serão prorrogadas até o dia 29 de março. De acordo com a prefeitura da capital, a decisão é mais um esforço para diminuir a transmissão da Covid-19 e a taxa de ocupação de leitos de UTI em Salvador – que está em 85%.

    Com isso, segue tudo como está. O funcionamento dos serviços considerados não essenciais continua suspenso até as 5h do dia 29. A decisão conjunta foi tomada em reunião virtual realizada nesta sexta-feira (19), com as presenças do prefeito Bruno Reis, do governador Rui Costa e de gestores das cidades da Região Metropolitana (RMS).

    O Governo do Estado ainda não confirmou se Itaparica, Vera Cruz, Pojuca e Mata de São João, que desde segunda (15) estão foram do lockdown parcial voltam ou não para as medidas restritivas.

    Além disso, o Governo do Estado decretará a antecipação do toque de recolher, de 20h para 18h, a partir de segunda (22) até o dia 29. Nesse mesmo período, está proibida também a venda de produtos não essenciais, a exemplo de eletrodomésticos e vestuário, em hipermercados e atacadistas. Só será permitida a venda de itens de alimentação e limpeza. Dessa forma, assim como as bebidas alcoólicas no fim de semana, a seção deverá ter o acesso fechado ao público. De acordo com o governador Rui Costa, as medidas do toque de recolher e dos itens essenciais vale para todo o estado.

    O prefeito Bruno Reis comentou as novas medidas, que, segundo ele, visam ampliar ainda mais o isolamento social. “Os números ainda estão elevadíssimos. Salvador amanheceu com o número de 114 pessoas aguardando leitos, sendo que 62 de UTI. Infelizmente, em março, já passamos de 400 mortes por conta da Covid na cidade. O momento, diante de toda a gravidade que estamos enfrentando, não restava um outro caminho do que adotar essas medidas para que a gente possa seguir vencendo essa batalha contra o coronavírus em nossa cidade”, disse o gestor.

    O que pode e o que não pode

    Podem funcionar: locais que comercializam gêneros alimentícios, remédios, serviços de saúde e de utilidade pública indispensáveis. Dessa forma, supermercados, incluindo aqueles situados em shopping centers, desde que possuam entrada independente; panificadoras; delicatessens e açougues, além de farmácias, drogarias, agências bancárias, lotéricas, oficinas mecânicas, materiais de construção e serviços públicos considerados essenciais.

    Restaurantes e delivery

    Também está permitido o funcionamento estabelecimentos comerciais como restaurantes, bares e congêneres em regime de delivery (operação que pode ocorrer até meia-noite), inclusive no sistema de retirada de produtos no local (que pode ocorrer até 18h como estipula o toque de recolher em vigor), desde que mantidas as portas fechadas ao público.

    Serviços de saúde

    Além disso, seguem autorizados a funcionar, os serviços de saúde (incluindo aqueles situados em shopping centers, desde que possuam entrada independente), hospital dia, serviços de imagem radiológica, bem como atendimentos de tratamentos contínuos a exemplo de oncologia, hemoterapia e hemodiálise.

    A regra também vale para laboratórios de análises clínicas – incluindo aqueles situados em shopping centers, desde que possuam entrada independente; estabelecimentos que forneçam insumos hospitalares; clínicas veterinárias e pets shops (à exceção do serviço de banho e tosa, que só poderão ser realizados por meio de serviço de delivery); postos de combustíveis; e centrais de telecomunicações (call centers) que operem em regime de 24h.

    Escolas

    Enquanto as medidas mais duras para frear o avanço da Covid-19 estiverem em vigor, as escolas podem abrir exclusivamente para utilização das instalações com a finalidade de gravação e transmissão de aulas virtuais, observado o protocolo geral para funcionamento das atividades.

    Drive-thru

    Já shopping centers, centros comerciais e demais estabelecimentos correlatos, estão autorizados a funcionar pelo modelo drive-thru, das 10h às 18h, desde que submetido à aprovação da Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador) e às demais regras da legislação municipal. As normas para o funcionamento desse sistema estabelecem uso obrigatório de máscara e de protetor facial (face shield) para os funcionários responsáveis pelas entregas. O acesso será apenas por carro, sem possibilidade de os clientes saírem dos veículos ou entrarem no espaço interior do empreendimento.

    As vendas deverão acontecer, exclusivamente, através de canais on-line (WhatsApp, aplicativos ou através do site do lojista/empreendimento). O pagamento deverá ser realizado previamente, caso não seja possível, através de cartão de crédito, débito ou similar. As estações de entrega deverão ser identificadas e com distância mínima de 3m entre elas, sem mais de um funcionário em cada estação de entrega.

    Deve haver acesso exclusivo do estacionamento para carros nessa modalidade drive-thru, com catraca aberta ou acionamento automatizado e sem cobrança de estacionamento. As estações de entrega deverão ser higienizadas sempre antes do uso e ao encerramento das atividades e possuir dispensadores de álcool em gel. Todos os produtos deverão, obrigatoriamente, ser higienizados antes da entrega aos clientes.

    Demais medidas

    De acordo com o decreto estadual que trata do toque de recolher, está restrita a locomoção noturna da população em equipamentos, locais e praças públicas, permitindo apenas deslocamento para ida a serviços de saúde ou farmácia, para compra de medicamentos, ou situações em que fique comprovada a urgência. A regra não se aplica aos servidores, funcionários e colaboradores, no desempenho de suas funções, que atuam nas unidades públicas ou privadas de saúde e segurança.

    A prática de qualquer atividades esportivas coletivas amadoras segue suspensa até 1º de abril, sendo permitidas as práticas individuais, desde que não gerem aglomerações. Também não poderão ocorrer até lá eventos e atividades, independentemente do número de participantes, ainda que previamente autorizados, que envolvam aglomeração de pessoas, tais como: cerimônias de casamento, eventos recreativos em logradouros públicos ou privados, circos, eventos científicos, solenidades de formatura, passeatas e afins, bem como aulas em academias de dança e ginástica.

    Os atos religiosos litúrgicos poderão ocorrer, respeitados os protocolos sanitários estabelecidos, especialmente o distanciamento social adequado e o uso de máscaras, bem como com capacidade máxima de lotação de 30%.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.