Segunda-feira, 6th Abril 2020
5:26:59pm
Com sete novos casos, número de pacientes infectados pelo coronavírus chega a 91 na Bahia

Com sete novos casos, número de pacientes infectados pelo coronavírus chega a 91 na Bahia

A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) confirmou, no fim da tarde desta quarta-feira (25), mais sete casos de contaminação pelo novo coronavírus no estado. Com isso, o total de casos confirmados na Bahia sobe para 91.

De acordo com a Sesab, todos os casos novos foram importados ou de transmissão local; seis foram confirmados em Salvador e um no município de Canarana. A pasta ainda informou que 981 suspeitas foram descartadas e não há óbitos registrados. Outros 1.715 aguardam exames laboratoriais.

Até o momento, segundo a Sesab, o município de Nova Soure não possui casos confirmados. A investigação epidemiológica identificou que o paciente com diagnóstico positivo para Covid-19 reside em Salvador, ainda que o local de trabalho e coleta das amostras tenha sido Nova Soure.

Os municípios com casos positivos são: Barreiras (1); Brumado (1); Camaçari (1); Canarana (1); Conceição do Jacuípe (1); Conde (1); Feira de Santana (8); Itabuna (1); Jequié (1); Juazeiro (2); Lauro de Freitas (3); Porto Seguro (8); Prado (2); São Domingos (1); Teixeira de Freitas (1); e Salvador (57 casos, com a ressalva que três casos são importados, visto que o local de residência é fora da Bahia, mas a notificação foi feita na capital).

A Sesab ressalta que os números são dinâmicos e, na medida em que as investigações clínicas e epidemiológicas avançam, os casos são reavaliados, sendo passíveis de reenquadramento na sua classificação.

O diagnóstico positivo para o novo coronavírus pode cursar com grau leve, moderado ou grave. A depender da situação clínica, pode ser atendido em unidades primárias de atenção básica, unidades secundárias ou precisar de internação. Mesmo definindo unidades de referência, não significa que ele só pode ser atendido em hospital.

Os casos graves devem ser encaminhados a um hospital de referência para isolamento e tratamento. Os casos leves devem ser acompanhados pela Atenção Primária em Saúde (APS) e instituídas medidas de precaução domiciliar.

Fonte: G1/Bahia

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.