Sexta-feira, 19th Julho 2019
2:31:20pm
Deputado Marcelino Galo fala sobre importância da agroecologia para a Bahia

Deputado Marcelino Galo fala sobre importância da agroecologia para a Bahia

O Deputado estadual Marcelino Galo (PT) foi entrevistado nesta quarta-feira (20), no Programa de Oswaldinho, da Rádio Cultura da Bahia e falou sobre sua trajetória e trabalho na Assembleia Legislativa da Bahia.

Líder do PT na Casa, Galo foi reeleito para seu terceiro mandato. Agrônomo por formação, foi superintendente do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra); participou da Reconstrução da UNE em 1979; presidiu a Comissão Especial da Verdade e diversas outras na ALBA. Atualmente é coordenador da Frente Parlamentar Ambientalista e vice-presidente da Comissão de Meio Ambiente, Seca e Recursos Hídricos.

Por sua forte relação e atuação com o campo, o deputado Marcelino Galo condenou a proposta da Reforma da Previdência do Governo Bolsonaro que prevê idade mínima de 60 anos para homens e mulheres na aposentadoria rural. "Essa dita reforma é o fim da previdência. Ela é violenta, brutal da forma como vai atingir as pessoas e a sociedade como um todo. A agricultura familiar é a responsável por colocar 70% dos alimentos na mesa do brasileiro e por isso é fundamental, principalmente no estado da Bahia. As pessoas precisam de respeito", afirmou.

Galo defende também o combate ao uso indiscriminado de agrotóxicos na produção alimentar e é autor do Projeto de Lei nº 21.916/2016 que institui a Política Estadual de Agroecologia e Produção Orgânica, para promoção do desenvolvimento sustentável e a qualidade de vida das populações nas cidades e no campo.

"A nossa população hoje consome alimentos contaminados por agrotóxicos. Substâncias proibidas em outros países estão sendo liberados no Brasil e estão associadas a diversas doenças. Então é preciso educar os agricultores, produtores rurais a sair da agricultura envenenada para uma saudável. O Estado precisa ter essa política", concluiu.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Ad2