PGR diz que Bolsonaro iniciou convocação dos atos antidemocráticos do 7 de setembro

PGR diz que Bolsonaro iniciou convocação dos atos antidemocráticos do 7 de setembro

A Procuradoria Geral da República (PGR) citou nominalmente o presidente Jair Bolsonaro dentro do inquérito que investiga os atos antidemocráticos do último dia 7 de setembro. A PGR indica que as manifestações aconteceram após uma convocação do presidente, segundo reportagem do jornal O Globo.

A citação está em um documento sigiloso enviado ao Supremo Tribunal Federal (STF) em 4 de setembro. O procedimento ainda não deixa claro, entretanto, se o presidente é investigado neste caso. Também não m descreve quais seriam os eventuais crimes cometidos por ele em função de seu vínculo com os atos.

O órgão também tenta rastrear a participação de ministros do governo na organização desses atos. Para a subprocuradora-geral da República Lindôra Araújo, responsável pelo caso, a convocação para ataques às instituições democráticas teve início no dia 15 de agosto, quando Bolsonaro teria divulgado uma mensagem para seus contatos no WhatsApp defendendo a organização de um “contragolpe” às manifestações contrárias à sua gestão.

O documento cita uma entrevista do presidente. “A princípio, a organização da realização de prováveis atos de ataque à democracia e às instituições iniciou-se com entrevista do presidente da República informando que haveria ‘contragolpe’ aos atos entendidos como contrários à sua gestão, em 15 de agosto do presente ano”, escreveu Lindôra.

Itens relacionados (por tag)

  • Senador volta atrás e Dia de Santa Dulce não será mais feriado nacional

    Santa Dulce dos Pobres não terá mais um feriado nacional para chamar de seu. Após aprovação da proposta na segunda-feira (22), no Senado, o próprio Ângelo Coronel, autor do projeto, voltou atrás e mudou a proposição.

    Agora, ao invés de feriado, Santa Dulce terá um dia nacional com celebrações. Além disso, a data também será mudada. Antes, o projeto previa as celebrações em 13 de março, data da morte da santa baiana, mas agora será 13 de agosto. O dia foi escolhido porque já é tradicionalmente quando ocorrem homenagens à freira na Bahia.

    Segundo o senador baiano, a mudança foi feita para evitar os impactos econômicos de mais um feriado, além de uma possível reprovação da pauta na Câmara.

    Irmã Dulce foi canonizada em outubro de 2019 e é a primeira santa genuinamente brasileira.

    Trajetória da santa
    Nascida em 1914 em Salvador, Maria Rita de Sousa Brito Lopes Pontes, que ficou conhecida como "anjo bom da Bahia", enfrentou as rígidas regras de enclausuramento da Igreja Católica para prestar assistência a comunidades pobres de Salvador, trabalho que realizou até a morte, em 1992.

    Ingressou na vida religiosa como noviça na Congregação das Irmãs Missionárias da Imaculada Conceição, em São Cristóvão (SE). Em Salvador, passou a se dedicar a ações sociais. Em 1959, ocupou um galinheiro ao lado do Convento Santo Antônio e improvisou uma enfermaria para cuidar de doentes. Foi o embrião das Obras Sociais Irmã Dulce, que atualmente atende uma média de 3,5 milhões de pessoas por ano.

    Milagres
    Irmã Dulce teve dois milagres reconhecidos pelo Vaticano. Em 2001, orações em seu nome teriam feito parar a hemorragia de uma mulher de Sergipe que morreu durante 18 horas após dar à luz o seu segundo filho. Em 2014, o maestro baiano José Maurício Moreira voltou a enxergar após 14 anos de cegueira.

  • Governo sanciona Auxílio Gás; veja quem tem direito ao benefício

    O presidente da República, Jair Bolsonaro, sancionou o Projeto de Lei que institui o Auxílio Gás dos brasileiros. A Lei está publicada no Diário Oficial da União desta segunda-feira, 22. O Auxílio Gás irá beneficiar famílias de baixa renda inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico) do governo federal com renda familiar mensal per capita menor ou igual a meio salário mínimo nacional, ou que tenham entre seus membros residentes no mesmo domicílio quem receba o benefício de prestação continuada da assistência social.

    Segundo a Lei, o auxílio será concedido preferencialmente às famílias com mulheres vítimas de violência doméstica que estejam sob o monitoramento de medidas protetivas de urgência.

    As famílias com direito ao benefício receberão, a cada bimestre, o valor correspondente a uma parcela de, no mínimo, 50% da média do preço nacional de referência do botijão de 13 kg do gás de cozinha.

    Em nota divulgada na manhã desta segunda-feira, a Secretaria Geral da Presidência da República informa que, para viabilizar o programa, o governo vai utilizar a estrutura do Auxílio Brasil para operacionalizar os pagamentos dos benefícios.

  • Deputado João Isidório, filho do Pastor Isidório, morre após afogamento

    O deputado estadual João Isidório morreu na tarde desta quinta-feira (11) após se afogar em uma praia de Madre de Deus, na Região Metropolitana de Salvador. João era filho do deputado federal e ex-candidato a prefeito de Salvador, Pastor Sargento Isidório.

    João teria sofrido um mal súbito enquanto nadava. Ele chegou a ser socorrido por equipes do Serviço Móvel de Urgência (Samu), nas não resistiu.

    João tinha 29 anos e estava em seu primeiro mandato como deputado estadual na Bahia. Além de parlamentar, ele era cantor, compositor e coordenador da Fundação Dr. Jesus, instituição criada por seu pai para o tratamento de dependentes químicos.

    Ele foi eleito para o cargo em 2019. João foi o deputado estadual mais votado da Bahia, com 110 mil votos.

    Na assembleia, ele era conhecido por defender pautas conservadoras e ligadas ao público evangélico. Em uma de suas falas, ele disse ter o desejo de entregar a Bahia à Santíssima Trindade para protegê-la de "maldições" e "anjos das trevas".

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.