PDT lança candidatura de Ciro Gomes à Presidência da República

PDT lança candidatura de Ciro Gomes à Presidência da República

O PDT oficializou, na tarde desta quarta-feira (20), a candidatura de Ciro Gomes para a Presidência da República. Essa será a quarta vez que Ciro tentará assumir o posto de presidente. Nas últimas eleições, em 2018, ele ficou em terceiro lugar, com pouco mais de 13 milhões de votos, 12,47% do eleitorado. Ciro também concorreu à Presidência nas eleições de 1998 e 2002.

“Eu quero unir o país em torno de um novo projeto”, disse Ciro, em seu discurso na convenção do partido, citando seu livro, que funciona como um documento do seu projeto de governo. “Tenho trabalhado nesse projeto há anos. Com o projeto nacional de desenvolvimento, nós vamos vencer inúmeros desafios”. Ele propôs uma reforma tributária que corrigiria desigualdades, para que os mais ricos paguem, proporcionalmente, mais impostos que os pobres.

Ciro Gomes também criticou as propostas de privatização da Petrobras e defendeu o fim da atual política de preços da estatal, que atrela ao valor do dólar o preço do combustível vendido no país. Ele defendeu ainda o fim do teto de gastos, um limite incluído na Constituição para as despesas da União. “Vai ser revogado nas primeiras horas do nosso possível governo”, disse. Para Ciro, o teto de gastos é uma medida “arbitrária e elitista” por “cortar apenas os investimentos na vida do povo e deixar intactos os juros pagos aos banqueiros”.

O PDT ainda não definiu o candidato a vice-presidente. Essa escolha ficará a cargo da Executiva Nacional do partido, conforme decidido na convenção nacional de hoje. O partido tem até o dia 15 de agosto para registrar a candidatura. Como não tem alianças formais com outros partidos, o PDT pode ter que fazer como em 2018 e lançar uma “chapa puro-sangue”. Na ocasião, a candidata a vice foi a senadora Kátia Abreu, na época no PDT.

Perfil
Natural de Pindamonhangaba (SP), Ciro Gomes construiu a carreira política no Ceará, onde foi prefeito de Fortaleza, eleito em 1988, e governador do estado, eleito em 1990. Renunciou ao cargo de governador, em 1994, para assumir o Ministério da Fazenda, no governo Itamar Franco (1992-1994), por indicação do PSDB, seu partido na época. Ciro foi ministro da Integração Nacional de 2003 a 2006, no governo do então presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Deixou a Esplanada dos Ministérios para concorrer a deputado federal e foi eleito. Também exerceu dois mandatos de deputado estadual no Ceará. Tem 64 anos e quatro filhos.

Itens relacionados (por tag)

  • Presença de mulheres nas urnas é maior desde pleito de 2014

    Dados registrados no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) apontam que todos os partidos que disputam o pleito deste ano cumpriram o mínimo de 30% de candidaturas femininas, cota prevista por lei, mas isso não significa que a proporção siga a do eleitorado brasileiro, que é de maioria feminina (53%).

    Neste ano, o número de candidaturas femininas atingiu a maior proporção da série histórica das eleições nacionais. Ao menos 33,3% dos nomes inscritos nas urnas são de mulheres. Entre os partidos, 13 ultrapassaram a média entre postulantes mulheres e homens e dez ficaram mais próximos do piso permitido por lei. Os dados podem ser atualizados.

    O Unidade Popular foi a única sigla que inscreveu mais mulheres do que homens (68,3% a 31,6%). PCdoB, PSTU, PSOL e PV também compõem o ranking das legendas mais bem colocadas, com mais de 38% de participação feminina. PRTB, Agir, DC, Novo e PMB são os que mais têm homens proporcionalmente.

    Tanto os partidos quanto as federações - composição autorizada pela primeira vez em 2022 - precisam cumprir a regra eleitoral que obriga que candidaturas femininas representem, no mínimo, 30% de todos os nomes indicados. A proporcionalidade de gênero exigida pelo TSE vale também para o uso dos recursos do fundo eleitoral. Casos de irregularidades no cumprimento das cotas de gênero podem levar à cassação de bancadas, como ocorreu na Assembleia Legislativa do Paraná em julho deste ano.

    Preteridas

    Apesar de mais presentes nas urnas, as mulheres ainda são preteridas nas chapas para o Executivo e são delegadas aos cargos de vice. A maior proporção de mulheres candidatas em relação aos homens ocorre justamente nestas vagas. Elas ocupam 42% das candidaturas de vice-presidente e 39% das de vice-governador. Nos dois casos, quase metade delas são negras.

    Já a disputa por cargos-chave, como o de governador, é dominada por homens - são 185 postulantes ante 38 candidatas. Em oito Estados, nem sequer há uma mulher concorrendo ao Executivo estadual.

    A eleição de 2022 deve registrar a maior proporção de candidaturas femininas desde a redemocratização. São 9.434 candidatas, valor 16,5% maior do que em 2018. Os números contrastam com o observado nas candidaturas masculinas, que registraram aumento de 4,6% de uma eleição para outra.

  • Agenda de ACM Neto, Ana Coelho e Cacá Leão no interior contempla 15 cidades do Norte e Semiárido baiano

    O candidato a governador ACM Neto (União Brasil) começa a caminhada deste final de semana pelo interior da Bahia em Macururé, na manhã desta quinta-feira (11). Acompanhado pelos candidatos a vice-governadora Ana Coelho (Republicanos), e ao Senado Cacá Leão (PP), Neto vai visitar 15 cidades do Norte e do Semiárido baiano até o próximo sábado (13).

    A segunda cidade a ser percorrida nesta quinta é Abaré. No município, os candidatos têm um encontro com o público no Clube CSA a partir das 12h15. Em seguida, Neto segue para Rodelas. A agenda do dia termina em Glória, com percurso pela cidade a partir das 16h30. O prefeito da cidade, David Cavalcanti (PP), receberá os candidatos da chapa majoritária de ACM em evento no Espaço Veralú.

    Na sexta-feira (12), a comitiva de ACM Neto passa pelas cidades de Canudos, Santa Brígida, Adustina, Sítio do Quinto e Coronel João Sá. Em Adustina, está previsto um evento político no Espaço Pedro Vieira. O encontro será realizado às 17h, e vai contar com a participação do prefeito da cidade, Paulo Sérgio Santos (PSD).

    Sábado (13) é o dia em que os candidatos irão percorrer o maior número de cidades. Com agendas em Entre Rios, Esplanada, Acajutiba, Aporá, povoado de Itabira e Inhambupe.

    Em Esplanada, o evento político acontece a partir das 11h40 no Clube Social. Já no fim do dia, às 19h, Neto estará em Inhambupe para participar de um encontro no Clube Arci. Na ocasião, os membros da chapa serão recebidos pelo prefeito Nena (PSD), que anunciou apoio ao projeto político de ACM Neto.

    Com a viagem deste final de semana, Neto vai somar 219 municípios visitados desde o início de 2021. No último final de semana, o candidato comemorou a marca de mais de 200 cidades percorridas. “Nenhum outro candidato comeu tanta poeira, gastou tanta sola de sapato para conhecer a realidade, entender os problemas e as características de cada região do nosso estado”, pontuou durante evento em Ubaíra.

  • TRE-BA já convocou mais de 33 mil mesários via WhatsApp

    Pelo menos 33 mil mesários já foram convocados na Bahia esse ano, pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-BA), pelo Whatsapp. Além do aplicativo , o TRE baiano informa que os mesários podem ser convocados por outros meios, como e-mail e carta. Ao todo, a estimativa é a de que 147.460 mesários atuem durante as eleições deste ano no estado. Em Salvador, o pleito deverá contar com cerca de 20.500 mesários.

    O TRE baiano alerta que o eleitor que pretende atuar como mesário nas Eleições Gerais do próximo mês de outubro deve ficar atento às notificações do WhatsApp. É que, apesar do encerramento do período oficial de convocação dos mesários - previsto pelo calendário eleitoral para ocorrer entre 5 de julho e 3 de agosto - novas notificações estão sendo feitas pelo TRE baiano por meio do aplicativo de mensagens para preenchimento das vagas daqueles que não responderam ao chamamento ou solicitaram dispensa da função.

    A justificativa para a recusa deve ser apresentada ao cartório eleitoral em um prazo de cinco dias, a partir da data da notificação. Aqueles convocados até a última quarta-feira (3/8), por exemplo, tiveram até esta segunda-feira (8/8) para solicitar a dispensa da nomeação. As convocações por meio do aplicativo de mensagens são feitas por um sistema próprio, desenvolvido pela Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação do TRE-BA. Até o final da tarde desta segunda-feira (8/8), o Sistema de Gestão de Convocações Eleitorais (SGCE) já havia notificado mais de 33 mil pessoas sobre a convocação eleitoral via WhatsApp.

    De acordo com o Eleitoral baiano, a notificação enviada através do aplicativo de mensagens possui informações sobre o local em que a pessoa deve se apresentar no dia da eleição, além de orientações sobre como acessar a carta de convocação. Em caso de dúvidas, o Regional orienta ao eleitor convocado que entre em contato com seu respectivo cartório. A lista completa com endereço e telefones dos cartórios eleitorais da Bahia pode ser encontrada no site do TRE-BA (www.tre-ba.jus.br). Clique aqui para acessar.

    Conforme a servidora do TRE baiano, Silvana Caldas, as convocações realizadas fora do período de 5 de julho a 3 de agosto são necessárias em razão de vagas não preenchidas. “Pois, podem ser identificadas a necessidade de substituições, em razão de alguma situação que impossibilite a participação do eleitor convocado”, esclarece.

    “A depender do número de substituições necessárias, essa convocação pode seguir até bem próximo da data do pleito”, conta Silvana. Por isso mesmo, ela orienta àqueles que desejarem participar das eleições como mesários que se inscrevam, o quanto antes, no Programa Mesário Voluntário, o que pode ser feito por meio do site do TRE-BA ou, presencialmente, no cartório eleitoral do interessado.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.