Sábado, 25th Maio 2019
7:19:55am
Aumento da passagem de ônibus em Salvador deve ser decidido na próxima quarta (20)

Aumento da passagem de ônibus em Salvador deve ser decidido na próxima quarta (20)

Uma nova reunião, na próxima quarta-feira (20), deve definir quando Salvador terá reajuste na tarifa de ônibus, além de outras questões do sistema de transporte. Além do aumento no preço da passagem, que ainda não entrou em vigor este ano e não tem valor definido, estão em discussão outros pontos, como contratos e melhoria da frota.

Nessa terça-feira (13), uma reunião que bateria o martelo e definiria o que mudaria no sistema de transporte público na capital baiana acabou sem acordo. Estiveram presentes a promotora do Ministério Público da Bahia (MP-BA), Rita Tourinho, além de representantes da Agência Reguladora dos Serviços Públicos de Salvador (Arsal), do consórcio Integra (Associação das Empresas de Transporte de Salvador), da Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob) e da Casa Civil.

Ao CORREIO, Rita Tourinho, titular da 5ª Promotoria de Justiça da Cidadania, disse que ainda não é oficial que a passagem de ônibus, que hoje custa R$ 3,70, passará a custar R$ 4. "O valor da tarifa é diferente do valor do sistema. Hoje, o sistema gasta cerca de R$ 4,50 para colocar o ônibus na rua, segundo conta apresentada ao município pelas empresas. Se houvesse um investimento das empregas, cumprindo algumas obrigações, conseguiríamos colocar a passagem a R$ 4. Só que, para isso, o município teria de dar outros benefícios às empresas, para ninguém sair perdendo", pondera.

A promotora ressaltou ainda que trata-se de uma questão complexa. "Essa reunião foi com uma equipe técnica. É importante lembrar que não é só a tarifa que está sendo discutida. Não é algo simples. Estamos debatendo o sistema como um todo, questões contratuais. São 22 páginas de lauda, é uma questão complexa, mas esperamos ter um desfecho no dia 20. Enquanto não tiver acordo, nada muda na tarifa", disse.

Também serão discutidos a qualidade dos ônibus e o conforto oferecido aos passageiros. No dia 24 de dezembro do ano passado, o prefeito ACM Neto declarou que Salvador só teria reajuste caso oferecesse um transporte de maior qualidade aos usuários. O reajuste, previsto para 2 de janeiro, inclusive, não ocorreu.

O gerente de atendimento ao usuário da Integra, Cláudio Malamut, também falou sobre a reunião e reiterou o que foi dito pela promotora. "Ainda não houve final. É como a doutora Rita Tourinho falou, são vários pontos em discussão, não só a tarifa. Temos que aguardar uma nova reunião entre as partes para que tenhamos uma definição. Não temos um prazo ainda, infelizmente", disse.

Em nota, a Semob comentou que "não há nada definido" e que "as reuniões prosseguem". Já a Arsal preferiu não se pronunciar. Até a publicação desta reportagem, a Casa Civil também não se manifestou.

Como a reunião ainda não teve consenso entre as partes, a Prefeitura de Slavador, através da sua assessoria de comunicação, também disse que não iria comentar o assunto.

Integração
Desde 2015, três empresas fazem parte do Consórcio Integra: Consórcio Salvador Norte (CSN), OT Trans e Plataforma. "Essas empresas fazem parte do sistema de integração. São os ônibus amarelos, verdes e azuis que fazem a integração entre si, além do metrô", explica Malamute.

Os ônibus verdes da OT Trans cobrem o miolo da capital, incluindo as regiões do Cabula e de Cajazeiras; os amarelos, da Plataforma, operam na região do Subúrbio Ferroviário; e os azuis, da Salvador Norte, ficam responsáveis pelas linhas da orla e do Centro.

A forma como acontece a integração também está na pauta das reuniões.

 

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Ad2