Segunda-feira, 6th Abril 2020
7:13:34pm
Salvador tem mais de 40 mil pessoas vacinadas em primeiro dia de campanha

Salvador tem mais de 40 mil pessoas vacinadas em primeiro dia de campanha

Embora não seja eficaz contra o coronavírus, a vacinação contra a Influenza, cuja campanha já acontece em todo o país prioritariamente para idosos e profissionais de saúde, é essencial neste momento de pandemia. Um dos motivos é porque a imunização facilita um eventual diagnóstico para o Covid-19, já que os sintomas são parecidos.

A dose ainda minimiza o risco de coinfecção, que é quando dois vírus diferentes atacam juntos uma mesma pessoa, fator que contribui significantemente para o risco de complicações e morte. Ontem (23), primeiro dia da campanha nacional, a capital baiana teve mais de 40 mil pessoas vacinadas, segundo a Secretaria Municipal da Saúde (SMS). A meta é imunizar pelo menos 90% dos 870 mil indivíduos que fazem parte do público alvo.

A coordenadora de Imunização da SMS, Doiane Lemos, reforça que, ao proteger a população contra a gripe, menos gente necessitará de hospitalização, o que ajuda o sistema de saúde a reservar esforços em outras demandas, sobretudo nesse momento em que os casos de infectados pelo novo coronavírus ainda crescem.

"Tivemos uma boa procura pelas doses nesses primeiros dias da estratégia, sobretudo nos pontos de drive-thru, onde conseguimos garantir a imunização de forma segura e sem aglomerações. Conjuntamente com o pacote de ações que foram desenvolvidos, manteremos a vacinação domiciliar dos indivíduos acamados e a estratégia extramuros com envio de equipes de saúde aos abrigos de idosos", acrescenta Doiane.

Salvador conta com uma estratégia especial para campanha de vacinação contra a gripe, que envolve aplicação das doses aos maiores de 60 anos através de esquema drive-thru (dentro do próprio veículo) em pontos como 5º Centro de Saúde Clementino Fraga, nos Barris; Arena Fonte Nova, em Nazaré; Centro de Convenções de Salvador, na Boca do Rio; e na Escola Bahiana de Medicina, em Brotas. 

A ação ocorre de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, e visa evitar a aglomeração de idosos nos postos de saúde, além de oferecer mais conforto e segurança. O quantidade de pontos deve ser ampliada pela SMS.

A imunização também ocorre nas 146 salas de vacina presentes nas unidades básicas de saúde, também de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Nestes locais, assim como os idosos, trabalhadores de saúde como enfermeiros, higienizadores, condutores de ambulância e demais profissionais que atuam diretamente no setor também estão sendo imunizados neste primeiro momento.

A vacinação para pessoas a partir de 60 anos ocorrerá de acordo com o seguinte calendário. Até sexta-feira (27), serão imunizados idosos nascidos em janeiro, fevereiro e março. De segunda-feira (30) até o próximo dia 3, é a vez dos nascidos em abril, maio e junho. Dos dias 6 a 10 de abril, o imunobiológico será aplicado aos nascidos em julho, agosto e setembro. Por fim, a vacinação para os nascidos em outubro, novembro e dezembro acontece nos dias 13 a 18 de abril.

A campanha de vacinação contra a influenza seguirá até dia 22 de maio, sendo 9 de maio o dia "D" de mobilização nacional. A vacina estará disponível em três fases para os grupos prioritários. Depois dos idosos (a partir de 60 anos) e trabalhadores de saúde, serão imunizadas as puérperas (mulheres que ganharam bebê nos últimos 45 dias), jovens de 12 a 21 anos de sob medidas socioeducativas e professores, além de portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais.

 

Fonte: Secom/Salvador

Embora não seja eficaz contra o coronavírus, a vacinação contra a Influenza, cuja campanha já acontece em todo o país prioritariamente para idosos e profissionais de saúde, é essencial neste momento de pandemia. Um dos motivos é porque a imunização facilita um eventual diagnóstico para o Covid-19, já que os sintomas são parecidos.
 
A dose ainda minimiza o risco de coinfecção, que é quando dois vírus diferentes atacam juntos uma mesma pessoa, fator que contribui significantemente para o risco de complicações e morte. Ontem (23), primeiro dia da campanha nacional, a capital baiana teve mais de 40 mil pessoas vacinadas, segundo a Secretaria Municipal da Saúde (SMS). A meta é imunizar pelo menos 90% dos 870 mil indivíduos que fazem parte do público alvo.
 
A coordenadora de Imunização da SMS, Doiane Lemos, reforça que, ao proteger a população contra a gripe, menos gente necessitará de hospitalização, o que ajuda o sistema de saúde a reservar esforços em outras demandas, sobretudo nesse momento em que os casos de infectados pelo novo coronavírus ainda crescem.
 
"Tivemos uma boa procura pelas doses nesses primeiros dias da estratégia, sobretudo nos pontos de drive-thru, onde conseguimos garantir a imunização de forma segura e sem aglomerações. Conjuntamente com o pacote de ações que foram desenvolvidos, manteremos a vacinação domiciliar dos indivíduos acamados e a estratégia extramuros com envio de equipes de saúde aos abrigos de idosos", acrescenta Doiane.
 
Estratégia especial –Salvador conta com uma estratégia especial para campanha de vacinação contra a gripe, que envolve aplicação das doses aos maiores de 60 anos através de esquema drive-thru (dentro do próprio veículo) em pontos como 5º Centro de Saúde Clementino Fraga, nos Barris; Arena Fonte Nova, em Nazaré; Centro de Convenções de Salvador, na Boca do Rio; e na Escola Bahiana de Medicina, em Brotas. 
 
A ação ocorre de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, e visa evitar a aglomeração de idosos nos postos de saúde, além de oferecer mais conforto e segurança. O quantidade de pontos deve ser ampliada pela SMS.
 
A imunização também ocorre nas 146 salas de vacina presentes nas unidades básicas de saúde, também de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Nestes locais, assim como os idosos, trabalhadores de saúde como enfermeiros, higienizadores, condutores de ambulância e demais profissionais que atuam diretamente no setor também estão sendo imunizados neste primeiro momento.
 
Calendário - A vacinação para pessoas a partir de 60 anos ocorrerá de acordo com o seguinte calendário. Até sexta-feira (27), serão imunizados idosos nascidos em janeiro, fevereiro e março. De segunda-feira (30) até o próximo dia 3, é a vez dos nascidos em abril, maio e junho. Dos dias 6 a 10 de abril, o imunobiológico será aplicado aos nascidos em julho, agosto e setembro. Por fim, a vacinação para os nascidos em outubro, novembro e dezembro acontece nos dias 13 a 18 de abril.
 
A campanha de vacinação contra a influenza seguirá até dia 22 de maio, sendo 9 de maio o dia "D" de mobilização nacional. A vacina estará disponível em três fases para os grupos prioritários. Depois dos idosos (a partir de 60 anos) e trabalhadores de saúde, serão imunizadas as puérperas (mulheres que ganharam bebê nos últimos 45 dias), jovens de 12 a 21 anos de sob medidas socioeducativas e professores, além de portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais.

 

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.