Sábado, 8 de Maio 2021
1:47:58pm
Fim de uma era: Renato Gaúcho não é mais técnico do Grêmio

Fim de uma era: Renato Gaúcho não é mais técnico do Grêmio

Renato Gaúcho não é mais o técnico do Grêmio. O fim do ciclo do treinador foi definido nesta quinta-feira (15), após reunião da diretoria do clube. A decisão foi tomada horas depois de mais uma derrota para o Independiente del Valle, que resultou na eliminação do time na terceira fase da Libertadores.

Contratado em setembro de 2016, Renato estava no comando do tricolor gaúcho há mais de quatro anos e meio. É, inclusive, o técnico da elite do futebol brasileiro que ocupou o cargo por mais tempo. No início de março, ele havia renovado contrato com o clube até o fim da temporada 2021.

O técnico, que ainda se recupera da covid-19, não esteve à beira do campo nas duas derrotas para o Del Valle, ambas por 2x1. Nas ocasiões, a equipe foi comandada pelo auxiliar Alexandre Mendes, que também deixa o Grêmio. Com a eliminação precoce, o tricolor disputará a Sul-Americana.

Até que um novo profissional seja anunciado, o treinador da equipe de transição, Thiago Gomes, deve ficar responsável pelo grupo.

Em sua terceira passagem, Renato conquistou os títulos da Copa do Brasil (2016), da Libertadores (2017), da Recopa Sul-Americana (2018), de três estaduais (2018, 2019 e 2020) e uma Recopa Gaúcha (2019). Ele se tornou o técnico com mais jogos na história do Grêmio e ganhou uma estátua na Arena do clube. Foram 308 partidas, sendo 161 vitórias, 82 empates e 65 derrotas.

Itens relacionados (por tag)

  • Jogo Bahia x Independiente é adiado após jogadores testarem positivo para covid

    A partida entre o Bahia e o Independiente, da Argentina, prevista pela Copa Sul-Americana para esta terça-feira (4) foi adiada. O adiamento foi decidido pelo Conmebol, após jogadores do time argentino testarem positivo para a covid-19 ao chegarem ao aeroporto de Salvador na noite dessa segunda-feira (3).

    No aeroporto, a Anvisa barrou Insaurralde e os reservas Adrián Arregui, volante, e Pablo Hernández, meia, por testarem positivo no exame PCR a que toda a delegação se submeteu. Só que o trio já havia testado negativo nos exames feitos dias antes da viagem, como recomenda o protocolo da Conmebol.

    O clube argentino apelou à confederação e a dirigentes do Bahia para resolver o imbróglio, que se estendeu pelo menos até a madrugada, sem liberação dos atletas.

    Após mais de seis horas de espera, uma parte do time foi descansar em um hotel, e outros jogadores continuaram no aeroporto. No Twitter, o perfil oficial do time argentino afirmou que estava sendo "maltratado sem motivo". "O que aconteceu, alheio ao Independiente, gerou um atraso insustentável, alterando a rotina e o resto da nossa equipe antes de um jogo", escreveu o perfil oficial do time.

    O Independiente disse ainda que espera que a situação ajude a evitar situações como esta no futuro. "Esperamos que este tipo de inconvenientes não volte a acontecer e que sirva de precedente para futuras ocasiões que envolvam tanto a nossa instituição como quem participa de um campeonato internacional".

  • Atletas passarão por testes diários de covid-19 em Tóquio-2020

    Em uma reunião por videoconferência com o alemão Thomas Bach, presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), nesta quarta-feira (28), o Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020 divulgou a segunda versão do livro de regras do evento, chamado de Playbook, que é um código de conduta com diretrizes a serem seguidas antes, durante e após a competição.

    Entre as novas medidas estão a confirmação de testes diários nos atletas e em todos os envolvidos diretamente durante todo o período de disputa, além da proibição do uso de transporte público para evitar o contato com residentes no país.

    A primeira versão do livro de regras, publicada em fevereiro deste ano, foi revisada e atualizada nesta quarta-feira diante do surgimento de novas cepas do novo coronavírus e da evolução da pandemia da covid-19 no Japão. Até os Jogos Olímpicos, de 23 de julho a 8 de agosto, novas regras poderão ser incorporadas ou atualizadas.

    Entre as principais medidas anunciadas estão: todos os participantes devem fazer dois testes covid-19 antes do voo para o Japão; em princípio, os atletas e todos aqueles em proximidade com os atletas serão testados diariamente para minimizar o risco de casos positivos não detectados que podem transmitir o vírus.

    As datas e horários serão definidos de acordo com a programação dos eventos esportivos; todos os outros participantes dos Jogos serão testados diariamente por três dias após sua chegada. Após os primeiros três dias e ao longo de sua estada, serão testados regularmente, com base na natureza operacional de sua função e nível de contato com os atletas.

    Também nesta quarta-feira (28), a organização dos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020 resolveu adiar para junho a decisão sobre a presença ou não de torcedores locais para assistir aos eventos esportivos devido às incertezas ligadas a pandemia de covid-19. Os organizadores buscam alternativas para viabilizar a presença de espectadores, considerando que a presença de público estrangeiro já foi proibida.

    O Japão entrou na semana passada em um novo estado de emergência por conta do avanço da covid-19 no país, com aumento de casos e mortes. O "lockdown" decretado na última sexta-feira impõe que as atividades esportivas aconteçam de portas fechadas, sem torcida.

    Inicialmente, a fase emergencial está prevista para durar até o dia 11 de maio, em Tóquio e nos distritos de Osaka, Kyoto e Hyogo. A decisão permitirá que as autoridades solicitem o encerramento temporário de restaurantes, de bares e de centros comerciais com uma área superior a mil metros quadrados, de acordo com um plano elaborado pelo governo.

     

  • Copa do Nordeste confirma VAR durante as fases de mata-mata

    A Copa do Nordeste contará com a utilização do VAR, o árbitro de vídeo, durante toda a fase mata-mata da competição. A informação foi confirmada nesta segunda-feira (12), pelo perfil oficial do torneio nas redes sociais, após reunião dos clubes com a Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

    Desta forma, o recurso será válido para as quartas de final e semis, ambas em confronto único, e para a final, prevista para ocorrer em dois jogos.

    A fase de grupos do Nordestão não teve VAR, por conta do alto custo do equipamento. Na temporada passada, o árbitro de vídeo foi utilizado apenas nos dois jogos da final, entre Bahia e Ceará.

    Os duelos das quartas de final serão em jogo único, com decisão nos pênaltis em caso de empate. O Bahia pegará o CRB no sábado (17), às 16h, em Pituaçu, enquanto o Vitória enfrentará o Altos no mesmo dia, às 18h30, no Barradão.

    Já o Fortaleza vai encarar o CSA no Castelão às 16h de sábado (17), enquanto o Ceará medirá forças, no mesmo estádio, o Sampaio Corrêa no domingo (18), às 16h.

    As semis, que também são disputadas em jogo único, estão marcadas para o dia 24. Já as finais, que terão duas partidas, acontecerão no dias 1º e 8 de maio.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.