Terça-feira, 22 de Junho 2021
9:22:00pm
Bahia fará maratona de jogos entre Sula, Série A e Copa do Brasil

Bahia fará maratona de jogos entre Sula, Série A e Copa do Brasil

Após passar as últimas duas semanas com foco exclusivo na Copa Sul-Americana, com direito a sete dias livre até o próximo compromisso, o Bahia agora se prepara para uma maratona de jogos. Em 44 dias, a equipe do técnico Dado Cavalcanti terá 13 partidas a disputar, o que dá uma média de uma a cada 3,4 dias.

O primeiro confronto dessa rotina intensa será nesta quarta-feira (26), às 19h15, quando o tricolor recebe o Montevideo City Torque, em Pituaçu, pela 6ª e última rodada da fase de grupos.

Em seguida, virá um marco importante da temporada: o início do Brasileirão. O Esquadrão será o responsável pela abertura do torneio e enfrentará o Santos no sábado (29), às 19h, também em casa.

“A gente chega preparado. Essa semana de trabalho foi muito boa. A gente conseguiu fazer o que não estava conseguindo fazer nos jogos. Pegamos essa semana para trabalhar o que estava precisando, o que não vínhamos trabalhando, porque eram jogos em cima de jogos. Então, a gente está chegando preparado para essa sequência”, garantiu o volante Patrick.

Logo depois da estreia pela Série A, será a vez da Copa do Brasil. A partida de ida da terceira fase será na terça-feira da semana que vem, dia 1º de junho, às 16h30, contra o Vila Nova, no estádio Oba, em Goiânia. A volta será no dia 9, às 19h, em Pituaçu. Entre os duelos, há mais um compromisso pelo Brasileirão, no dia 5, às 21h, contra o RB Bragantino, em Bragança Paulista, São Paulo.

Mais jogos
Daí em diante, serão mais oito partidas pelo Brasileirão, encarando Internacional (casa), Ceará (fora), Corinthians (casa), Athletico-PR (casa), Palmeiras (fora), América-MG (casa), Chapecoense (fora) e Juventude (casa), entre os dias 13 de junho e 8 de julho.

A CBF ainda não detalhou o resto da tabela, mas o fim de semana dos dias 10 e 11 de julho estão reservados para a 11ª rodada, quando o Bahia visita o São Paulo. Só aí, haverá uma pausa mais longa na Série A, já que a 12ª rodada está prevista para acontecer entre os dias 17 e 18.

O calendário, porém, prevê que no meio da mesma semana sejam disputadas as oitavas de final da Sul-Americana, além da Libertadores. Caso o Bahia consiga avançar no continental, agrava mais ainda sua maratona.

As chances do Bahia se classificar na Sula são remotas, mas ainda possíveis. Para isso, a equipe precisa vencer o Montevideo City Torque e torcer por derrota do Independiente contra o já eliminado Guabirá em casa. A disputa entre o time argentino e o boliviano também será nesta quarta-feira (26), às 19h15.

Até aqui, o time principal do Bahia fez 18 jogos na temporada. Foram 11 duelos pela Copa do Nordeste (a estreia, contra o Salgueiro, foi com a equipe de aspirantes, usada também no Baiano), dois pela Copa do Brasil e cinco pela Sul-Americana. Há ainda um título conquistado, do regional.

Veja a agenda do Bahia:
Bahia x Montevideo City Torque (Sul-Americana) - 26 de maio, às 19h15, em Pituaçu;
Bahia x Santos (Brasileirão) - 29 de maio, às 20h, em Pituaçu;
Vila Nova x Bahia (Copa do Brasil) - 1º de junho, às 16h30, no estádio OBA, em Goiânia;
Red Bull Bragantino x Bahia (Brasileirão) - 5 de junho, às 21h, no estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista;
Bahia x Vila Nova (Copa do Brasil) - 9 de junho, às 19h, em Pituaçu;
Bahia x Internacional (Brasileirão) - 13 de junho, às 18h15, em Pituaçu;
Ceará x Bahia (Brasileirão) - 17 de junho, às 19h, no Castelão, em Fortaleza;
Bahia x Corinthians (Brasileirão) - 20 de junho, às 16h, em Pituaçu;
Bahia x Athletico-PR (Brasileirão) - 23 de junho, às 21h30, em Pituaçu;
Palmeiras x Bahia (Brasileirão) - 26 de junho, às 19h, no Allianz Parque, em São Paulo;
Bahia x América-MG (Brasileirão) - 30 de junho, às 19h, em Pituaçu;
Chapecoense x Bahia (Brasileirão) - 3 de julho, às 21h, na Arena Condá, em Chapecó;
Bahia x Juventude (Brasileirão) - 8 de julho, às 19h, em Pituaçu;

Itens relacionados (por tag)

  • Copa do Brasil terá recorde de nordestinos nas oitavas de final

    O futebol nordestino chegará com força às oitavas de final da Copa do Brasil. Dos 16 times que disputarão a fase, seis são da região: Vitória, Bahia, Juazeirense, CRB, ABC e Fortaleza. É mais de um terço dos participantes (37%), um recorde na competição nacional. O Vitória garantiu a classificação nesta quinta-feira ao ganhar do Internacional por 3x1, no Beira-Rio.

    Até aqui, em 33 edições do torneio (contando esta), a marca jamais havia sido alcançada. O recorde anterior eram cinco equipes, duas vezes. Em 1992, quando disputaram a etapa Bahia, Fortaleza, Sport, Sergipe e CSA, e depois em 2009, com Vitória, Icasa, CSA, Fortaleza e Náutico. Nas outras vezes, o número de clubes do Nordeste nas oitavas de final nunca passou de quatro.

    Há ainda um representante a definir na competição, entre Flamengo e Coritiba. O jogo de volta entre os dois times será apenas na quarta-feira da semana que vem, dia 16. Mas, como não envolve qualquer time da região, o número de nordestinos já está selado.

    Os confrontos das oitavas ainda serão definidos, após sorteio da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). As partidas estão previstas para acontecerem nas semanas de 28 de julho e 4 de agosto.

    A Bahia é quem puxa a fila dos nordestinos nas oitavas de final, com três dos seis classificados. O estado, por sinal, tem o maior número de representantes, independentemente da região. Caso o Flamengo elimine o Coritiba, o Rio de Janeiro também terá um trio, pois Vasco e Fluminense já estão garantidos.

    O Bahia tentará chegar às quartas de final da Copa do Brasil pela 8ª vez. Goleou o Campinense na primeira fase por 7x1, bateu o Manaus por 4x1 e superou o Vila Nova nos jogos de ida e volta, ambos por 1x0.

    Já a Juazeirense, que alcança as oitavas pela primeira vez em sua história, começou a trajetória vencendo o Sport por 3x2. Em seguida, eliminou o Volta Redonda nos pênaltis, após empate em 3x3. Também foi nas penalidades que superou o Cruzeiro e se classificou. Depois de perder no Mineirão por 1x0, devolveu o placar no Adauto Moraes. Nas cobranças, o goleiro Rodrigo Calaça brilhou, defendeu duas e o Cancão de Fogo venceu por 3x2.

    Também possuem representantes na fase Alagoas, com o CRB; Rio Grande do Norte, com o ABC, e o Ceará, com Fortaleza. Nenhum desses estados faturou o título da competição até aqui. O único time do Nordeste campeão do torneio é o Sport (2008), que caiu para a Juazeirense na primeira fase.

    Fora do Nordeste, estão classificados Santos, São Paulo, Vasco, Fluminense, Grêmio, Criciúma, Athletico-PR, Atlético-GO e Atlético-MG.

    Times do Nordeste nas oitavas de final nos últimos 10 anos:
    2020: Fortaleza, Ceará

    2019: Bahia, Fortaleza, Sampaio Corrêa

    2018: Bahia, Vitória

    2017: Sport, Santa Cruz

    2016: Fortaleza, Botafogo-PB

    2015: Ceará

    2014: América-RN, Santa Rita-AL, ABC, Ceará

    2013: Salgueiro

    2012: Bahia, Vitória, Fortaleza

    2011: Bahia, Náutico, Horizonte-CE, Ceará

  • Tite convoca a Seleção para duelos contra Paraguai e Equador e volta a chamar Gabigol e Daniel Alves

    Depois de quase sete meses, a Seleção masculina voltou a ser convocada para jogos das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022. Na manhã desta sexta-feira, o técnico Tite anunciou os 24 jogadores que defenderão o Brasil diante do Equador, dia 4 de junho, em Porto Alegre, e contra o Paraguai, no dia 8, em Assunção.

    As grandes novidades da convocação são o retorno do atacante Gabigol, do Flamengo, e do lateral Daniel Alves, do São Paulo. O meia Lucas Paquetá, que vive boa fase no Lyon, e Fred, do Manchester United, também estão de volta. Lucas Veríssimo, do Benfica, foi chamado pela primeira vez na carreira, sendo o único desta lista que jamais havia sido convocado.

    A relação conta com 24 atletas para contemplar a presença do meia Douglas Luiz, que está suspenso e só poderá enfrentar o Paraguai.

    Veja a lista completa:
    Goleiros: Alisson (Liverpool), Ederson (Manchester City) e Weverton (Palmeiras);
    Laterais: Daniel Alves (São Paulo), Danilo (Juventus), Alex Sandro (Juventus) e Renan Lodi (Atlético de Madrid);
    Zagueiros: Éder Militão (Real Madrid), Lucas Veríssimo (Benfica), Marquinhos (PSG) e Thiago Silva (Chelsea);
    Meias: Casemiro (Real Madrid), Douglas Luiz (Aston Villa), Everton Ribeiro (Flamengo), Fabinho (Liverpool), Fred (Manchester United) e Lucas Paquetá (Lyon);
    Atacantes: Everton Cebolinha (Benfica), Roberto Firmino (Liverpool), Gabriel Barbosa (Flamengo), Gabriel Jesus (Manchester City), Neymar (PSG), Richarlison (Everton) e Vini Jr (Real Madrid).

    A CBF ainda confirmou que os jogadores convocados se apresentarão no próximo dia 27, na Granja Comary, em Teresópolis. Desta forma, a princípio, aqueles que atuam no Brasil desfalcarão suas equipes nas duas primeiras rodadas do Campeonato Brasileiro, no duelo de ida da terceira fase da Copa do Brasil e possivelmente no confronto de volta.

    O Brasil é líder das Eliminatórias da Copa do Mundo após quatro rodadas, com 100% de aproveitamento, somando 12 pontos. Nos primeiros quatro jogos, a Seleção superou Bolívia (5 a 0), Peru (4 a 2), Venezuela (1 a 0) e Uruguai (2 a 0).

    O último jogo da Seleção foi em 17 de novembro de 2020, quando venceu o Uruguai por 2 a 0, fora de casa. O Brasil voltaria a campo em março deste ano para enfrentar Colômbia e Argentina, mas a 5ª e a 6ª rodadas das Eliminatórias foram adiadas por conta do agravamento da pandemia de coronavírus.

    A lista divulgada nesta sexta é válida apenas para os dois jogos das Eliminatórias, e o Brasil terá até o dia 10 de junho para enviar a relação de convocados para a Copa América. O anúncio para o público, porém, será feito um dia antes, em 9 de junho. O ex-jogador Clodoaldo será o chefe de delegação da Seleção nestes dois jogos.

  • De olho na liderança da Sul-Americana, Bahia recebe o Independiente

    Em meio à final da Copa do Nordeste, o Bahia vira a chave para outro jogo muito importante, agora pela Copa Sul-Americana. O Esquadrão recebe o Independiente, da Argentina, em Pituaçu nessa terça-feira (4), valendo a liderança do Grupo B. A partida chegou a ser adiada após jogadores do time argentino testarem positivo para a covid-19 no aeroporto de Salvador, mas a Conmebol voltou atrás e manteve a partida. 

    Após as duas primeiras rodadas, o adversário está na ponta da tabela, com seis pontos. Ganhou do Guabirá na estreia, na Bolívia, e do Montevideo City Torque, em casa, ambos por 3x1. Já o tricolor chega para a partida na segunda posição, com quatro pontos conquistados. Na estreia, empatou em 1x1 com o time do Uruguai, como visitante. Na sequência, goleou o Guabirá por 5x0 em Salvador.

    O foco é repetir a boa atuação como mandante e sair de Pituaçu com os três pontos. Se vencer, o Bahia chegará aos sete, ultrapassando o Independiente e assumindo a liderança. É um movimento importante, já que o clube argentino é teoricamente o mais forte entre os três adversários do grupo. Vale lembrar que só o primeiro colocado de cada chave avança às oitavas de final.

    Com Rossi suspenso (tem mais um jogo a cumprir por causa da expulsão contra o Defensa y Justicia, no ano passado), Oscar Ruiz vai ser um dos titulares no ataque, com Rodriguinho e Gilberto. A escalação também deve manter Matheus Teixeira no gol. Douglas retornou ontem aos treinos, após ter cumprido protocolo de isolamento pela covid-19, e deve ficar no banco.

    A tendência é que o time tenha: Matheus Teixeira, Nino Paraíba, Germán Conti, Luiz Otávio e Matheus Bahia; Patrick, Daniel e Thaciano; Oscar Ruiz, Rodriguinho e Gilberto.

    Argentinos foram barrados no aeroporto

    Apesar de ter 100% de aproveitamento na Sul-Americana, o Independiente chega a Salvador vivendo um momento complicado no Campeonato Argentino. O time fez somente quatro dos 15 pontos possíveis nos últimos cinco jogos, com uma vitória, um empate e três derrotas. 

    O último revés aconteceu domingo, quando perdeu em casa para o Atlético Tucumán por 1x0. O resultado complicou a classificação da equipe de Avellaneda às quartas de final. O Independiente é o quinto colocado do Grupo B, faltando uma rodada para a fase acabar, e depende de combinação de resultados.

    Além de viver a situação complicada no torneio nacional, o Rei de Copas também vem com ausência importante no comando técnico. O treinador Julio César Falcioni atravessa um delicado problema pessoal e não viajou para o Brasil. Já o auxiliar Omar Píccoli testou positivo para covid-19 e também não estará presente. Com isso, o segundo auxiliar, Pedro Monzón, comandará a equipe interinamente.

    O time teria a volta do zagueiro Insaurralde, recuperado do coronavírus. Mas foi justamente com ele que houve problema na chegada da delegação a Salvador, na noite de segunda-feira. No aeroporto, a Anvisa barrou Insaurralde e os reservas Adrián Arregui, volante, e Pablo Hernández, meia, por testarem positivo no exame PCR a que toda a delegação se submeteu. Só que o trio já havia testado negativo nos exames feitos dias antes da viagem, como recomenda o protocolo da Conmebol. O clube argentino apelou à confederação e a dirigentes do Bahia para resolver o imbróglio, que se estendeu pelo menos até a madrugada, sem liberação dos atletas.

    Desfalque certo é o lateral esquerdo Lucas Rodríguez, por sobrecarga muscular. Togni deve ser o escolhido. No meio de campo, a dupla formada por Blanco e Lucas Romero vem de sequência pesada de jogos, e González deve substituir o primeiro. 

    O ataque depende da participação ou não do zagueiro Insaurralde. Com ele, o time jogará no 5-3-2, e Palacios - um ponta direita veloz - disputa posição com o centroavante Herrera. Sem ele, jogam os dois ao lado de Silvio Romero, num 4-3-3.

    Assim, o Independiente deve ser escalado em Pituaçu com: Sosa, Bustos, Barreto, Insaurralde (Herrera), Costa e Togni; Lucas Romero, González e Roa; Silvio Romero e Palacios (Herrera).

     

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.