Caixa conclui pagamento da quarta parcela do auxílio emergencial

Caixa conclui pagamento da quarta parcela do auxílio emergencial

A Caixa Econômica Federal conclui nesta sexta-feira (30) o pagamento da quarta parcela do auxílio emergencial. Os últimos depósitos serão feitos aos trabalhadores informais nascidos em dezembro e aos beneficiários do Bolsa Família com Número de Inscrição Social (NIS) de final 0.

O pagamento também será feito a inscritos no Cadastro Único de Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) nascidos no mesmo mês. O dinheiro será depositado nas contas poupança digitais e poderá ser movimentado pelo aplicativo Caixa Tem. Somente de duas a três semanas após o depósito, o dinheiro poderá ser sacado em espécie ou transferido para uma conta-corrente, exceto no caso do Bolsa Família, em que o saque pode ser feito imediatamente.

O benefício tem parcelas de R$ 150 a R$ 375, dependendo da família. No último dia 15, a Caixa anunciou a antecipação do pagamento da quarta parcela. O calendário de depósitos, que começaria no último dia 23 e terminaria em 22 de agosto, teve o início antecipado para o último dia 17 e será concluído hoje.

Ao todo 45,6 milhões de brasileiros são beneficiados pela nova rodada do auxílio emergencial. O auxílio é pago apenas a quem recebia o benefício em dezembro de 2020.

Saque em dinheiro

Mês de nascimento Dia do crédito
Janeiro 02 de agosto
Fevereiro 03 de agosto
Março 04 de agosto
Abril 05 de agosto
Maio 09 de agosto
Junho 10 de agosto
Julho 11 de agosto
Agosto 12 de agosto
Setembro 13 de agosto
Outubro 16 de agosto
Novembro 17 de agosto
Dezembro 18 de agosto

Bolsa Família
Para os beneficiários do Bolsa Família, o pagamento ocorre de forma distinta. Os inscritos podem sacar diretamente o dinheiro nos dez últimos dias úteis de cada mês, com base no dígito final do NIS.

O pagamento da quarta parcela aos inscritos no Bolsa Família começou no último dia 19 e segue até hoje. O auxílio emergencial somente será depositado quando o valor for superior ao benefício do programa social.

O programa se encerraria neste mês, mas foi prorrogado até outubro com os mesmos valores para as parcelas.

A Agência Brasil elaborou um guia de perguntas e respostas sobre o auxílio emergencial. Entre as dúvidas que o beneficiário pode tirar estão os critérios para receber o benefício, a regularização do CPF e os critérios de desempate dentro da mesma família para ter acesso ao auxílio.

 

Itens relacionados (por tag)

  • Grupo na Bahia é suspeito de receber R$ 32 mil com fraude no benefício emergencial

    Uma operação de combate às fraudes em benefícios emergenciais acontece em todo Brasil nesta quinta-feira (22). Na Bahia, há cumprimento de mandados e medidas cautelas em Guanambi, Canavieiras, Santa Luzia e Porto Seguro. No estado, um grupo é suspeito de fraudar 49 contas para receber o valor, conseguindo cerca de R$ 32 mil.

    A operação Animus Fraudandi, conta com uma força-tarefa com Polícia Federal, Ministério Público Federal, Ministério da Cidadania, Caixa, Receita, Controladoria-Geral da União e Tribunal de Contas da União foi feita para identificar fraudes massivas, que trabalha para desarticular organizações criminosas que montaram esquemas para receber o benefício ilicitamente. O valor foi pago a pessoas em vulnerabilidade por conta da pandemia.

    Hoje, são cumpridos 29 mandados de busca e apreensão e quatro mandados de sequestro de bens - um total de R$ 60 mil foi bloqueado por ordem da Justiça. Além da Bahia, a PF foi às ruas no Ceará, Maranhã, Mato Grosso, Pará e Santa Catarina.

    Aqui, a PF de Vitória da Conquista cumpre dois mandados de busca e apreensão, 3 mandados de medidas cautelares diversas da prisão e bloqueio de bens e valores chegando a R$ 20.413,57 em Guanambi e Canavieiras.

    Já a PF de Ilhéus cumpre quatro mandados de busca e apreensão em Canavieiras, um em Santa Luzia e um em Porto Seguro, ligados a um inquérito que investiga um grupo suspeito de fraudar pelo menos 49 contas do benefício, chegando ao total de R$ 32.971,50 fraudados em 25 dias.

  • Publicado novo calendário do ciclo 4 do auxílio emergencial; confira

    O Ministério da Cidadania publicou no Diário Oficial da União, desta quinta-feira (15), a Portaria nº 645, de 14 de julho de 2021, que trata do calendário de pagamentos e saques do ciclo 4 do auxílio emergencial 2021, instituído pela Medida Provisória nº 1.039, de 18 de março de 2021.

    De acordo com o calendário do ciclo 4, o crédito em poupança social digital para os cadastrados nascidos em janeiro será feito no dia 17 de julho, com o saque em dinheiro marcado para 2 de agosto. Os nascidos em fevereiro, o calendário prevê crédito para 18 de julho e o saque no dia 3 de agosto.

    Veja os calendários:

    Crédito na poupança digital

    Mês de nascimento Dia do crédito
    Janeiro 17 de julho
    Fevereiro 18 de julho
    Março 20 de julho
    Abril 21 de julho
    Maio 22 de julho
    Junho 23 de julho
    Julho 24 de julho
    Agosto 25 de julho
    Setembro 27 de julho
    Outubro 28 de julho
    Novembro 29 de julho
    Dezembro 30 de julho

    Saque em dinheiro

    Mês de nascimento Dia do crédito
    Janeiro 02 de agosto
    Fevereiro 03 de agosto
    Março 04 de agosto
    Abril 05 de agosto
    Maio 09 de agosto
    Junho 10 de agosto
    Julho 11 de agosto
    Agosto 12 de agosto
    Setembro 13 de agosto
    Outubro 16 de agosto
    Novembro 17 de agosto
    Dezembro 18 de agosto

  • Caixa paga hoje auxílio emergencial a nascidos em maio

    Trabalhadores informais nascidos em maio recebem hoje (21) a segunda parcela da nova rodada do auxílio emergencial. O benefício terá parcelas de R$ 150 a R$ 375, dependendo da família.

    O pagamento também será feito a inscritos no Cadastro Único de Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) nascidos no mesmo mês. O dinheiro será depositado nas contas poupança digitais e poderá ser movimentado pelo aplicativo Caixa Tem. Somente de duas a três semanas após o depósito, o dinheiro poderá ser sacado em espécie ou transferido para uma conta-corrente.

    Também hoje, beneficiários do Bolsa Família com o Número de Inscrição Social (NIS) de dígito final 4 poderão sacar o benefício.

    Na última quinta-feira (13), a Caixa anunciou a antecipação do pagamento da segunda parcela. O calendário de depósitos, que começou no último domingo (16) e terminaria em 16 de junho, teve o fim antecipado para 30 de maio.

    Ao todo, 45,6 milhões de brasileiros serão beneficiados pela nova rodada do auxílio emergencial. O auxílio será pago apenas a quem recebia o benefício em dezembro de 2020. Também é necessário cumprir outros requisitos para ter direito à nova rodada (veja guia de perguntas e respostas no último parágrafo).

    CALENDÁRIO DA SEGUNDA PARCELA DO AUXÍLIO EMERGENCIAL 2021

    CALENDÁRIO DA SEGUNDA
PARCELA DO AUXÍLIO EMERGENCIAL 2021
    CALENDÁRIO DA SEGUNDA PARCELA DO AUXÍLIO EMERGENCIAL 2021 - Divulgação Governo Federal
     

    Para os beneficiários do Bolsa Família, o pagamento ocorre de forma distinta. Os inscritos podem sacar diretamente o dinheiro nos dez últimos dias úteis de cada mês, com base no dígito final do NIS.

    O pagamento da segunda parcela aos inscritos no Bolsa Família começou na terça-feira (18) e segue até o dia 31. O auxílio emergencial somente será depositado quando o valor for superior ao benefício do programa social.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.