Mulheres ocupam apenas 30% das vagas de cientistas no mundo, diz Unesco

Mulheres ocupam apenas 30% das vagas de cientistas no mundo, diz Unesco

Um levantamento da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) apontou que apenas 30% das vagas de cientista em todo o mundo são ocupada por mulheres. O dado incomoda, precisa ser debatido e é isso que o projeto Mulher com a Palavra fará, convidando Carla Akotirene e Sônia Guimarães para debater o caso.

'Mulheres e Ciência' será o nome da mesa que acontece no próximo domingo (26), mediada pela jornalista Rita Batista. Carla Akotirene é mestra e doutoranda em estudos feministas. Por sua vez, Sônia Guimarães é a primeira mulher negra brasileira doutora em Física e também é pioneira em lecionar no Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA).

Elas discutirão sobre as importantes contribuições das mulheres no meio científico brasileiro e mundial, a despeito de serem minoria e muitas vezes não reconhecidas.

"Só é possível esse encontro, Mulheres e Ciência, graças a uma crítica feminista à ciência", disse Carla Akotirene em trecho do programa que já foi divulgado. Por sua vez, no trecho 'vazado' da professora Sônia Guimarães, ela fala que faz palestras, lives e aulas em todo o Brasil para convidar mais e mais meninas a se encantar pela Física, por ser uma ciência que explica absolutamente tudo.

O programa marca a quinta temporada do Mulher com a Palara, que seguirá até o próximo mês de outubro. Além do episódio sobre mulheres e ciência, a outra mesa terá participação de Monique Evelle, Margareth Menezes e Preta Rara falando de 'Afrofuturos', prevista para ir ao ar no dia 31 de outubro.

As artistas vão contar como os desdobramentos do conceito de afrofuturismo servem para provocar conversas entre mulheres pretas
brasileiras, de diferentes idades e trajetórias, diaspóricas, com identificações. Neste contexto, a estética afrofuturista representa também uma libertação de estigmas e novas ferramentas de expressão e transformação.

Todos os programas são exibidos às 18h na TVE Bahia e também no YouTube da emissora.

Itens relacionados (por tag)

  • Covid-19: CDC apoia vacina da Pfizer em crianças de 5 a 11 anos

    A diretora do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos (EUA), Rochelle Walensky, manifestou, nessa terça-feira (2), apoio ao amplo uso da vacina Pfizer-BioNTech contra a covid-19 em crianças de 5 a 11 anos de idade. Com isso, a instituição abre caminho para que as doses comecem a ser aplicadas imediatamente nessa faixa etária.

    O anúncio chega horas depois que os conselheiros do CDC apoiaram por unanimidade a aplicação da vacina em crianças, dizendo que os benefícios superam os riscos. Grande parte de discussão que travaram girou em torno de casos raros de inflamação cardíaca que foram ligados à vacina, particularmente em homens jovens.

    A agência reguladora norte-americana Food and Drugs Administration (FDA) já havia concedido autorização para uso emergencial do imnizante em crianças de 5 a 11 anos na sexta-feira (29).

    A FDA autorizou a aplicação de uma dose de 10 microgramas em crianças pequenas. A dose original, dada àqueles com 12 anos ou mais, é de 30 microgramas.

    "Sabemos que milhões de pais estão ansiosos para vacinar seus filhos e, com essa decisão, recomendamos agora que cerca de 28 milhões de crianças recebam uma vacina contra a covid-19", disse a diretora em comunicado.

    No início da reunião, Walensky informou que as hospitalizações pediátricas haviam aumentado durante a recente onda de infecções, impulsionada pela variante Delta do novo coronavírus.

    Acrescentou que o fechamento de escolas tem tido impactos prejudiciais à saúde social e mental das crianças. "A vacinação pediátrica tem o poder de nos ajudar a mudar tudo isso".

    Joe Biden
    O presidente dos EUA, Joe Biden, considerou a autorização uma virada na batalha contra a covid-19. "O programa de vacinação se intensificará nos próximos dias e estará em pleno funcionamento durante a semana de 8 de novembro. Os pais poderão levar seus filhos a milhares de farmácias, consultórios de pediatria, escolas e outros locais para serem vacinados", disse Biden em comunicado.

    Estudo
    Dados do CDC mostram que cada milhão de doses da vacina administrada pode evitar entre 80 e 226 internações de crianças de 5 a 11 anos.

    Os membros do painel do CDC defenderam a vacinação da faixa etária antes da votação. Muitos disseram que estavam ansiosos para que seus filhos ou netos nessa faixa etária recebessem a vacina.

    "Eu sinto que tenho a responsabilidade - todos nós temos - de disponibilizar essa vacina para as crianças e seus pais", disse Beth Bell, membro do painel do CDC e integrante da Escola de Saúde Pública da Universidade de Washington.

    "Temos excelentes evidências de eficácia e segurança. Temos uma análise favorável de risco/benefício. E temos muitos pais por aí que realmente clamam e querem que seus filhos sejam vacinados."

    A Pfizer e a BioNTech disseram que sua vacina mostrou 90,7% de eficácia contra o novo coronavírus em um ensaio clínico com crianças de 5 a 11 anos de idade.

    Apenas alguns países, incluindo a China, Cuba e os Emirados Árabes, liberaram até agora vacinas contra a covid-19 para crianças nessa faixa etária e mais jovens.

    No fim de outubro, a Pfizer informou que pedirá à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorização para aplicação da vacina em crianças de 5 a 11 anos no Brasil.

    *Com informações da Reuters

  • Salvador participará de plano da ONU para Segurança no Trânsito 2021-2030

    A Organização Mundial da Saúde (OMS) apresentou, nesta quinta-feira (28), o Plano Global para a Década de Ação para a Segurança no Trânsito 2021-2030. Em uma cerimônia, que aconteceu em Genebra, na Suíça, foi reforçada a meta de prevenir pelo menos 50% das mortes e ferimentos no trânsito até 2030. No Brasil, Salvador foi a primeira cidade a assinar a carta se comprometendo com entidade da Organização das Nações Unidas (ONU) a criar estratégias para atingir esse objetivo.

    O Plano Global descreve as ações recomendadas pela OMS elaboradas a partir de intervenções comprovadas e eficazes, bem como as melhores práticas para prevenir acidentes no trânsito. O documento inclui ações que visem tornar as caminhadas, a bicicleta e o uso do transporte público seguros, já que são meios de transporte mais saudáveis e ecológicos, para garantir estradas, veículos e comportamentos seguros e para garantir atendimento de emergência oportuno e eficaz.

    O Plano convoca não só os governos, mas também as instituições acadêmicas, a sociedade civil, o setor privado, os financiadores e todos os demais envolvidos, direta ou indiretamente nessa problemática, para a promoção de um trânsito mais seguro.

    "Esta é a segunda vez que a capital baiana se junta a diversas cidades do mundo com o objetivo de implementar ações que favoreçam a segurança viária. As mortes no trânsito são evitáveis, para isso, vamos continuar investindo em estratégias e iniciativas para melhorar ainda mais a nossa infraestrutura viária e sensibilizar a população. Com certeza, com o apoio dos cidadãos, conseguiremos, novamente, atingir a meta", afirma Marcus Passos, superintendente de trânsito de Salvador.

    Resultados – Na década anterior, entre 2011 e 2020, a capital baiana conseguiu atingir a meta três anos antes do acordado, em 2017. Isso foi possível graças à implementação de conceitos internacionais de engenharia de tráfego, mudanças viárias, ações de educação para o trânsito e efetivação do Projeto Vida no Trânsito, uma iniciativa brasileira voltada para a vigilância e prevenção de lesões e mortes no trânsito e promoção da saúde.

    Desde o ano passado, Salvador conta ainda com uma parceria importante para elaborar estratégias que garantam um trânsito mais seguro. "A Iniciativa Bloomberg apoia a Prefeitura de Salvador no fortalecimento de sua política de segurança no trânsito em quatro áreas: Dados, desenho urbano, fiscalização e comunicação. Esperamos contribuir para que Salvador alcance mais uma vez a meta estabelecida e salve vidas no trânsito. A cidade está no caminho certo para se manter como referência nacional no tema", explica Dante Rosado, coordenador da Iniciativa Bloomberg de Segurança Viária Global no Brasil.

    A Transalvador realiza, ainda, ações conjuntas com as polícias rodoviárias Federal e Estadual e com a Secretaria Municipal da Saúde (SMS), para manter dados e informações atualizadas sobre acidentes no trânsito. Há, ainda, os investimentos nas ruas, com sinalização, colocação do piso compartilhado, faixas elevadas, sinalizações diferenciadas e ampliação de calçadas.

  • Alec Baldwin lamenta morte de diretora após ele disparar arma: 'Choque e tristeza'

    O ator Alec Baldwin lamentou a morte da diretora de fotografia Halyna Hutchins, atingida por um disparo de arma cenográfica feito pelo ator, no set do filme Rust, na quinta-feira (21). Nesta sexta, Alec usou as redes sociais para comentar o caso, que ainda deixou um ferido.

    "Não há palavras para expressar meu choque e tristeza em relação ao trágico acidente que tirou a vida de Halyna Hutchins, esposa, mãe e nossa colega profundamente admirada. Estou cooperando totalmente com a investigação policial para resolver como essa tragédia ocorreu", escreveu o ator.

    Ele continuou: "Estou em contato com o marido dela, oferecendo meu apoio a ele e sua família. Meu coração está partido por seu marido, seu filho e por todos que conheciam e amavam Halyna.".

    O comunicado confirma ainda que Alec foi o responsável pelo disparo que atingiu Halyna e o diretor do filme, Joel Souza, 48.

    Halyna chegou a ser socorrida de helicóptero para o hospital da Universidade do Novo México, mas acabou morrendo. Souza, atingido no ombro, foi levado de ambulância para o centro médico Christus St. Vincent. A atriz Frances Fischer confirmou que ele já recebeu alta.

    Baldwin chora
    Um porta-voz do ator afirmou que tudo foi um acidente. O site Deadline diz que Baldwin já foi ouvido e liberado. Uma foto do jornal Santa Fe New Mexican mostra o ator chorando ao falar no telefone do lado de fora da delegacia.

    O tiro foi durante uma cena, mas ainda não se sabe se era uma gravação ou apenas um ensaio. A polícia investiga o caso.

    A produção do filme foi paralisada sem previsão de retorno. O longa é um velho oeste estrelado e produzido por Baldwin. Também estão no elenco Jensen Ackles (Supernatural) e Travis Fimmel (Vikinks).

    Na história, Baldwin vive o personagem do título, que está em fuga com o neto após uma acusação por morte acidental. A trama se passa no Kansas, em 1880.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.