Quinta-feira, 5 de Agosto 2021
9:38:06am
Covid-19: média de mortes no país atinge menor nível desde fevereiro

Covid-19: média de mortes no país atinge menor nível desde fevereiro

O número de mortes diárias por covid-19 no país, segundo a média móvel de sete dias, divulgada pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), no Rio de Janeiro, chegou ontem (20) a 1.192. Esse é o menor patamar desde 27 de fevereiro, quando houve uma média de 1.178 óbitos.

De acordo com os dados da Fiocruz, as mortes também registraram quedas de 23,5% em relação a duas semanas antes e de 42,2% na comparação com um mês atrás.

A média de ontem está abaixo da metade do pico da pandemia anotado em 12 de abril deste ano, quando os óbitos diários atingiram 3.124. Apesar disso, ainda se encontra acima do número mais alto observado em 2020 (1.097 em 25 de julho daquele ano).

Casos
O número de casos, também segundo a média móvel de sete dias, chegou a 38.206 ontem, o menor nível desde 6 de janeiro (36.376). Foram observados recuos de 21,7% em relação a 14 dias antes e 48,1% na comparação com um mês atrás.

A média móvel de sete dias é calculada pela Fiocruz através da soma dos registros do dia em questão com os seis dias anteriores e da divisão do resultado por sete.

Itens relacionados (por tag)

  • Brasil tem 49,14% da população vacinada com ao menos uma dose contra a covid

    O Brasil chegou nesta quarta-feira, 4, a 104.049.682 vacinados com ao menos a primeira dose contra a covid-19, o equivalente a 49,14% da população total. Enquanto isso, 43.649 022 pessoas receberam duas doses ou dose única de vacinas anticovid, o que corresponde a 20,61% da população.

    Nas últimas 24 horas, o País aplicou 2.209.344 doses de vacinas contra a doença. Ao todo, foram administradas 1.344.195 primeiras doses, 838.229 segundas doses e 26.920 doses únicas. Os dados foram reunidos pelo consórcio de veículos de imprensa junto a secretarias de 26 Estados e Distrito Federal. Nesta quarta-feira, em especial, o Estado do Ceará não reuniu as informações a tempo.

    Em termos proporcionais, São Paulo continua sendo o Estado que mais imunizou com primeira dose, com 59,48% dos habitantes parcialmente imunizados. Por sua vez, o Mato Grosso do Sul tem a maior porcentagem da população completamente imunizada: 33,92%.

  • Novo lote com 86,6 mil doses de vacinas contra a covid chega à Bahia

    Uma nova remessa com 86.600 doses de Coronavac chegou a Salvador na manhã desta quarta-feira (4). O avião pousou no aeroporto de Salvador às 9h20, segundo a Secretaria da Saúde do Estado (Sesab).

    A aeronave com a segunda carga de vacinas prevista para chegar hoje deve pousar às 16h50. São mais 165.630 doses da vacina da Pfizer/BionTech. Com isso, no total a Bahia recebe mais 249.230 doses hoje.

    Segundo a Sesab, as doses da Coronavac serão divididas para primeira e segunda aplicação. Já as da Pfizer serão integralmente usadas para a primeira dose.

    As vacinas serão conferidas pela equipe da coordenação de imunização da Secretaria da Saúde do Estado e devem começar a ser enviadas para as regionais de saúde, de onde serão encaminhadas para os municípios nesta quinta-feira. Elas serão remetidas, exclusivamente, aos municípios que aplicaram 85% ou mais das doses anteriores. Esta foi uma decisão da Comissão Intergestores Bipartite (CIB), que é uma instância deliberativa da saúde e reúne representantes dos 417 municípios e o Estado.

    Com as duas remessas desta quarta, a Bahia chegará ao total de 11.582.140 doses de vacinas recebidas, sendo 4.120.500 da Coronavac; 5.586.900 da AstraZeneca/Oxford; 1.619.940 da Pfizer e 254.800 da Janssen.

  • Bolsonaro diz que Bolsa Família poderá ter aumento de até 100%

    O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta terça-feira (3), que o governo pode até mesmo dobrar o valor pago ao Bolsa Família. "No momento, vivemos ainda um auxílio emergencial mais baixo, mas estamos aqui ultimando esforços e estudos no sentido de dar um aumento de, no mínimo, 50% para o Bolsa Família, podendo chegar até 100% em média. E, com isso daí, além de atender à população, a gente prepara o Brasil para voltar à normalidade", afirmou o presidente em entrevista à TV Asa Branca, de Caruaru (PE), no início da tarde.

    O presidente tem acenado com um valor médio de ao menos R$ 300 para o novo Bolsa Família, que atualmente paga cerca de R$ 190 por mês aos beneficiários. Na semana passada, o ministro da Cidadania, João Roma, disse, após uma reunião no Ministério da Economia, que o governo pretendia dar um reajuste de ao menos 50% no valor médio do benefício, ou "até mais".

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.