Terça-feira, 13 de Abril 2021
10:37:35pm
João Acaiabe, o Tio Barnabé, morre vítima da covid-19

João Acaiabe, o Tio Barnabé, morre vítima da covid-19

O ator João Acaiabe, de 76 anos, conhecido pelo papel de Tio Barnabé no Sítio do Picapau Amarelo, morreu vítima da covid-19, na madrugada desta quinta-feira (1). Ele estava internado no Hospital Prevent Senior, em São Paulo, tratando o vírus desde o dia 15 de março.

João ganhou destaque na televisão por viver personagens como Tio Barnabé no Sítio do Picapau Amarelo entre os anos de 2001 e 2006, exibido pela rede Globo e também o Seu Pimpinonni na nova versão da telenovela Uma Rosa com Amor, além do Chefe Chico no remake de Chiquititas exibido entre os anos de 2013 e 2015. O ator também tem longa carreira no cinema. Seu trabalho mais recente foi dando voz ao Rafiki na versão live action de O Rei Leão.

Recentemente, o ator tinha revelado que estava vivendo um situação financeira complicada por causa dos trabalhos que caíram com a pandemia do coronavírus. Ele teve uma queda de 80% em sua renda. "Eu sou contator de histórias e agora é de uma importância incrível pra mim. Eu sou ator, meu setor vai demorar o maior tempo pra voltar e eu também não quero expor as pessoas", explica.

A atriz Vanessa Goulartt usou suas redes sociais para prestar uma homenagem a ele: "Acaiabe, que você tenha uma passagem iluminada, que a sua doçura fique como exemplo para todos nós. Você me mandava mensagens diariamente para saber da minha avó, quando íamos imaginar que você também seria levado por esse vírus cruel. Te desejo toda luz e todo amor, e para os que me leem não duvidem nem por um minuto do poder devastador dessa pandemia. Protejam-se, pensem em si, pensem em todos... Que Deus nos proteja", escreveu na publicação.

Itens relacionados (por tag)

  • Bahia registra 102 mortes e 4.104 novos casos de covid-19 em 24h

    A Bahia registrou 102 mortes e 4.104 novos casos de covid-19 (taxa de crescimento de +0,5 %) em 24h, de acordo com boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) no final da tarde desta terça (13). No mesmo período, 3.366 pacientes foram considerados curados da doença (+0,4%).

    Apesar das 102 mortes terem ocorrido em diversas datas, a confirmação e registro foram contabilizados nesta terça. 86 delas ocorreram em 2021, sendo 76 no mês de abril.

    De acordo com a Sesab, a existência de registros tardios e/ou acúmulo de casos deve-se à sobrecarga das equipes de investigação, pois há doenças de notificação compulsória para além da Covid-19. Outro motivo é o aprofundamento das investigações epidemiológicas por parte das vigilâncias municipais e estadual a fim de evitar distorções ou equívocos, como desconsiderar a causa do óbito um traumatismo craniano ou um câncer em estágio terminal, ainda que a pessoa esteja infectada pelo coronavírus.

    O número total de óbitos por Covid-19 na Bahia desde o início da pandemia é de 16.713, representando uma letalidade de 1.98%. Dos 845.080 casos confirmados desde o início da pandemia, 813.137 já são considerados recuperados, 15.230 encontram-se ativos. Na Bahia, 46.248 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19.

    Situação da regulação de Covid-19
    Às 12h desta terça-feira, 98 solicitações de internação em UTI Adulto Covid-19 constavam no sistema da Central Estadual de Regulação. Outros 24 pedidos para internação em leitos clínicos adultos Covid-19 estavam no sistema. Este número é dinâmico, uma vez que transferências e novas solicitações são feitas ao longo do dia.

  • Bahia registra 95 mortes e 1.581 novos casos de covid-19 em 24h

    A Bahia registrou 95 mortes e 1.581 novos casos de covid-19 (taxa de crescimento de +0,2 %) em 24h, de acordo com boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) no final da tarde desta segunda (12). No mesmo período, 2.010 pacientes foram considerados curados da doença (+0,2%).

    Apesar das 95 mortes terem ocorrido em diversas datas, a confirmação e registro foram contabilizados nesta segunda. 76 delas ocorreram em 2021, sendo 65 nos onze primeiros dias do mês de abril. Ainda de acordo com o boletim desta segunda, 22 pessoas morreram neste domingo (11) de covid na Bahia - número que ainda pode aumentar com nova atualização dos dados.

    De acordo com a Sesab, a existência de registros tardios e/ou acúmulo de casos deve-se à sobrecarga das equipes de investigação, pois há doenças de notificação compulsória para além da Covid-19. Outro motivo é o aprofundamento das investigações epidemiológicas por parte das vigilâncias municipais e estadual a fim de evitar distorções ou equívocos, como desconsiderar a causa do óbito um traumatismo craniano ou um câncer em estágio terminal, ainda que a pessoa esteja infectada pelo coronavírus.

    O número total de óbitos por Covid-19 na Bahia desde o início da pandemia é de 16.611, representando uma letalidade de 1.98%. Dos 840.976 casos confirmados desde o início da pandemia, 809.771 já são considerados recuperados, 14.594 encontram-se ativos. Na Bahia, 46.160 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19.

    Situação da regulação de Covid-19

    Às 15h desta segunda-feira, 93 solicitações de internação em UTI Adulto Covid-19 constavam no sistema da Central Estadual de Regulação. Outros 36 pedidos para internação em leitos clínicos adultos Covid-19 estavam no sistema. Este número é dinâmico, uma vez que transferências e novas solicitações são feitas ao longo do dia.

  • Bahia prorroga toque de recolher e proibição de eventos e aulas presenciais

    O Governo do Estado anunciou, neste domingo (11), a prorrogação do toque de recolher, da proibição das aulas presenciais e de eventos em toda a Bahia. As medidas, que venceriam nesta segunda-feira (12), passam a valer até 19 de abril. A prorrogação será publicada ainda neste domingo (11), na versão on-line do Diário Oficial do Estado (DOE).

    Também fica proibida a venda de bebida alcoólica em qualquer tipo de estabelecimento, inclusive por delivery, no período das 18h do dia 16, próxima sexta, até 5h de 19 de abril.

    Com isso, no período das 20h às 5h, em toda a Bahia, segue restrita a locomoção de pessoas, sendo proibida a permanência e o trânsito em vias, equipamentos, locais e praças públicas.

    Segue proibida ainda, em todo o território baiano, a prática de qualquer atividade esportiva coletiva amadora até 19 de abril, sendo permitidas as práticas individuais, desde que não gerem aglomerações.

    O funcionamento de academias e estabelecimentos voltados para a realização de atividades físicas segue liberado, desde que limitada a ocupação ao máximo de 50% da capacidade do local, observados os protocolos sanitários estabelecidos.

    Aulas presenciais e eventos

    Continuam suspensas, até 19 de abril, as aulas presenciais nas unidades de ensino, públicas e particulares, ressalvados os estágios curriculares obrigatórios dos cursos da área de saúde.

    Permanecem proibidos também os eventos e atividades, independentemente do número de participantes, ainda que previamente autorizados, que envolvam aglomeração de pessoas, como eventos desportivos coletivos e amadores, cerimônias de casamento, eventos recreativos em logradouros públicos ou privados, circos, eventos científicos, solenidades de formatura, passeatas e afins, bem como aulas em academias de dança e ginástica.

    Transporte

    A circulação dos meios de transporte metropolitanos deverá ser suspensa das 20h30 às 5h, até 19 de abril. A circulação dos ferry boats também será suspensa das 20h30 às 5h do dia 12 a 16 de abril, ficando vedado o funcionamento nos dias 17 e 18 de abril.

    A circulação das lanchinhas fica proibida das 20h30 às 5h, até 19 de abril, limitada a ocupação ao máximo de 50% da capacidade da embarcação nos dias 17 e 18 de abril.

     

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.