Sábado, 25th Maio 2019
7:20:16am
Após reunião com Paulo Guedes, Otto diz que estão mantidos incentivos fiscais para Ford

Após reunião com Paulo Guedes, Otto diz que estão mantidos incentivos fiscais para Ford

Depois de se reunir com o ministro da Economia, Paulo Guedes, na noite desta quarta-feira (13) (veja aqui), o senador Otto Alencar (PSD) disse, nesta quinta-feira (14), que os incentivos fiscais do governo federal serão mantidos para a Ford em Camaçari.

"Ele nos tranquilizou dizendo que não haverá nenhuma alteração nos incentivos fiscais para a Ford do munícipio de Camaçari. Ele foi muito afirmativo. Falou com segurança e tranquilizou. A conversa foi excelente", declarou Otto, ao ressaltar que transmitiu a mensagem do ministro para os executivos da Ford.

Segundo o jornal Folha de São Paulo, em uma reunião, o secretário de Produtividade do Ministério da Economia, Carlos da Costa, sublinhou que a unidade da Ford em Camaçari continua recebendo benefícios federais, por meio de incentivos tributários e pela recente prorrogação do regime especial automotivo do Nordeste até 2025.

A declaração, que ocorreu após a Ford anunciar o fechamento da unidade de São Paulo, foi interpretada como uma ameaça velada de retirada de incentivos. "Foi um mal entendido. Está tudo resolvido", ressaltou Otto. Além de Otto, participaram do encontro o vice-governador da Bahia, João Leão (PP), e os senadores Jaques Wagner (PT) e Angelo Coronel (PSD).

Fonte: Bahia Notícias

Itens relacionados (por tag)

  • Ford aceita proposta do Sindicato dos Metalúrgicos e greve é suspensa

    Durante segunda assembleia realizada na manhã desta quinta-feira (13), com os trabalhadores do Complexo Ford, em Camaçari, para decidir, ou não, pela paralisação das atividades a partir da próxima terça (19), o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos, Júlio Bonfim, anunciou que, finalmente, entraram em acordo com a multinacional.

    De acordo com Júlio, representantes da Ford, decidiram, na tarde de ontem (13), aceitar a proposta feita pelo Sindicato, a fim de evitar as 700 demissões anunciadas para o final deste mês, bem como, a perda de diversos benefícios. “Conseguimos assegurar a estabilidade coletiva de emprego durante um ano, ou seja, pelo período de 365 dias, a Ford não poderá fazer uma demissão em massa como estava previsto para acontecer agora em março. Os trabalhadores podem ficar tranquilos, pois além de permanecer em Camaçari, a Ford não demitirá mais aquelas 700 pessoas”, celebrou.

    Dentre as principais propostas acordadas também está a permanência do Plano de Saúde nas mesmas condições atuais, pagamento do 13º salário em outubro e PLR de R$ 19.640,00 com primeira parcela em maio.

    Fonte: Nossa Metrópole

  • Funcionários de montadora em Camaçari anunciam indicativo de greve

    Funcionários da montadora de veículos Ford realizaram uma assembleia com indicativo de greve, na manhã desta segunda-feira, 11, no Polo Industrial de Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador.

    De acordo com o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Camaçari, Júlio Bonfim, a assembleia foi realizada como um processo legal para indicação de uma greve.

    "A assembleia de hoje foi mais um diálogo com os funcionários. Na próxima quinta-feira, 14, faremos uma segunda assembleia para aprovação da greve. Se a Ford não se posicionar, iniciaremos a greve na terça-feira da próxima semana, dia 19", diz Júlio.

    Ainda segundo o presidente do sindicato, a greve pode acontecer por conta de uma perspectiva de demissão em massa apresentada pela montadora, que pode acontecer no final deste mês. Júlio também denuncia que a Ford ameaça cortar benefícios dos funcionários, como salário, manutenção do clube dos trabalhadores e mensalidade dos associados da sindicato.

    Em nota, a Ford informou que aguarda a retomada das negociações pelo Sindicato dos Metalúrgicos de Camaçari e que cumpre com a legislação vigente. Incluindo, assim, a Medida Provisória nº 873, de 1º de março de 2019, que determina, entre outros aspectos, que o recolhimento da contribuição sindical deve ser feito, exclusivamente, por meio de boleto bancário ou equivalente eletrônico, emitido pelo sindicato e endereçado ao trabalhador.

    CONFIRA NOTA DA FORD NA ÍNTEGRA:
    A Ford aguarda a retomada das negociações pelo Sindicato dos Metalúrgicos de Camaçari e reforça que cumpre estritamente a legislação vigente, o que inclui a Medida Provisória nº 873, de 1º de março de 2019, a qual determina, entre outros aspectos, que o recolhimento da contribuição sindical deve ser feito, exclusivamente, por meio de boleto bancário ou equivalente eletrônico, emitido pelo sindicato e endereçado ao trabalhador.

    Fonte: A Tarde online

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Ad2