Terça-feira, 13 de Abril 2021
9:43:57pm
OMS recomenda continuidade do uso da vacina da AstraZeneca

OMS recomenda continuidade do uso da vacina da AstraZeneca

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomendou, nesta quarta-feira, 17, a continuidade do uso da vacina da AstraZeneca contra a Covid-19, que teve a aplicação suspensa em vários países por causa de possíveis efeitos colaterais. Especialistas continuam avaliando os dados de segurança.

Enquanto vários países europeus, incluindo França, Alemanha e Itália, decidiram suspender por precaução as campanhas de vacinação com o produto sueco-britânico, outros países, como Reino Unido e Índia, manifestaram-se em sua defesa. O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, disse que será imunizado com a vacina AstraZeneca “muito em breve”.

Aproximadamente metade da população do Reino Unido, estimado em 25,2 milhões de pessoas, já recebeu a primeira dose de vacinação, sendo que quase 11 milhões com a vacina da AstraZeneca-Oxford. Além do apoio ao laboratório AstraZeneca, a OMS também recomendou a vacina da norte-americana Johnson & Johnson, inclusive nos países onde circulam as cepas mais contagiosas.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomendou, nesta quarta-feira, 17, a continuidade do uso da vacina da AstraZeneca contra a Covid-19, que teve a aplicação suspensa em vários países por causa de possíveis efeitos colaterais. Especialistas continuam avaliando os dados de segurança.

Enquanto vários países europeus, incluindo França, Alemanha e Itália, decidiram suspender por precaução as campanhas de vacinação com o produto sueco-britânico, outros países, como Reino Unido e Índia, manifestaram-se em sua defesa. O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, disse que será imunizado com a vacina AstraZeneca “muito em breve”.

Aproximadamente metade da população do Reino Unido, estimado em 25,2 milhões de pessoas, já recebeu a primeira dose de vacinação, sendo que quase 11 milhões com a vacina da AstraZeneca-Oxford. Além do apoio ao laboratório AstraZeneca, a OMS também recomendou a vacina da norte-americana Johnson & Johnson, inclusive nos países onde circulam as cepas mais contagiosas.

Itens relacionados (por tag)

  • Bahia registra 102 mortes e 4.104 novos casos de covid-19 em 24h

    A Bahia registrou 102 mortes e 4.104 novos casos de covid-19 (taxa de crescimento de +0,5 %) em 24h, de acordo com boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) no final da tarde desta terça (13). No mesmo período, 3.366 pacientes foram considerados curados da doença (+0,4%).

    Apesar das 102 mortes terem ocorrido em diversas datas, a confirmação e registro foram contabilizados nesta terça. 86 delas ocorreram em 2021, sendo 76 no mês de abril.

    De acordo com a Sesab, a existência de registros tardios e/ou acúmulo de casos deve-se à sobrecarga das equipes de investigação, pois há doenças de notificação compulsória para além da Covid-19. Outro motivo é o aprofundamento das investigações epidemiológicas por parte das vigilâncias municipais e estadual a fim de evitar distorções ou equívocos, como desconsiderar a causa do óbito um traumatismo craniano ou um câncer em estágio terminal, ainda que a pessoa esteja infectada pelo coronavírus.

    O número total de óbitos por Covid-19 na Bahia desde o início da pandemia é de 16.713, representando uma letalidade de 1.98%. Dos 845.080 casos confirmados desde o início da pandemia, 813.137 já são considerados recuperados, 15.230 encontram-se ativos. Na Bahia, 46.248 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19.

    Situação da regulação de Covid-19
    Às 12h desta terça-feira, 98 solicitações de internação em UTI Adulto Covid-19 constavam no sistema da Central Estadual de Regulação. Outros 24 pedidos para internação em leitos clínicos adultos Covid-19 estavam no sistema. Este número é dinâmico, uma vez que transferências e novas solicitações são feitas ao longo do dia.

  • Bahia registra 95 mortes e 1.581 novos casos de covid-19 em 24h

    A Bahia registrou 95 mortes e 1.581 novos casos de covid-19 (taxa de crescimento de +0,2 %) em 24h, de acordo com boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) no final da tarde desta segunda (12). No mesmo período, 2.010 pacientes foram considerados curados da doença (+0,2%).

    Apesar das 95 mortes terem ocorrido em diversas datas, a confirmação e registro foram contabilizados nesta segunda. 76 delas ocorreram em 2021, sendo 65 nos onze primeiros dias do mês de abril. Ainda de acordo com o boletim desta segunda, 22 pessoas morreram neste domingo (11) de covid na Bahia - número que ainda pode aumentar com nova atualização dos dados.

    De acordo com a Sesab, a existência de registros tardios e/ou acúmulo de casos deve-se à sobrecarga das equipes de investigação, pois há doenças de notificação compulsória para além da Covid-19. Outro motivo é o aprofundamento das investigações epidemiológicas por parte das vigilâncias municipais e estadual a fim de evitar distorções ou equívocos, como desconsiderar a causa do óbito um traumatismo craniano ou um câncer em estágio terminal, ainda que a pessoa esteja infectada pelo coronavírus.

    O número total de óbitos por Covid-19 na Bahia desde o início da pandemia é de 16.611, representando uma letalidade de 1.98%. Dos 840.976 casos confirmados desde o início da pandemia, 809.771 já são considerados recuperados, 14.594 encontram-se ativos. Na Bahia, 46.160 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19.

    Situação da regulação de Covid-19

    Às 15h desta segunda-feira, 93 solicitações de internação em UTI Adulto Covid-19 constavam no sistema da Central Estadual de Regulação. Outros 36 pedidos para internação em leitos clínicos adultos Covid-19 estavam no sistema. Este número é dinâmico, uma vez que transferências e novas solicitações são feitas ao longo do dia.

  • Bahia prorroga toque de recolher e proibição de eventos e aulas presenciais

    O Governo do Estado anunciou, neste domingo (11), a prorrogação do toque de recolher, da proibição das aulas presenciais e de eventos em toda a Bahia. As medidas, que venceriam nesta segunda-feira (12), passam a valer até 19 de abril. A prorrogação será publicada ainda neste domingo (11), na versão on-line do Diário Oficial do Estado (DOE).

    Também fica proibida a venda de bebida alcoólica em qualquer tipo de estabelecimento, inclusive por delivery, no período das 18h do dia 16, próxima sexta, até 5h de 19 de abril.

    Com isso, no período das 20h às 5h, em toda a Bahia, segue restrita a locomoção de pessoas, sendo proibida a permanência e o trânsito em vias, equipamentos, locais e praças públicas.

    Segue proibida ainda, em todo o território baiano, a prática de qualquer atividade esportiva coletiva amadora até 19 de abril, sendo permitidas as práticas individuais, desde que não gerem aglomerações.

    O funcionamento de academias e estabelecimentos voltados para a realização de atividades físicas segue liberado, desde que limitada a ocupação ao máximo de 50% da capacidade do local, observados os protocolos sanitários estabelecidos.

    Aulas presenciais e eventos

    Continuam suspensas, até 19 de abril, as aulas presenciais nas unidades de ensino, públicas e particulares, ressalvados os estágios curriculares obrigatórios dos cursos da área de saúde.

    Permanecem proibidos também os eventos e atividades, independentemente do número de participantes, ainda que previamente autorizados, que envolvam aglomeração de pessoas, como eventos desportivos coletivos e amadores, cerimônias de casamento, eventos recreativos em logradouros públicos ou privados, circos, eventos científicos, solenidades de formatura, passeatas e afins, bem como aulas em academias de dança e ginástica.

    Transporte

    A circulação dos meios de transporte metropolitanos deverá ser suspensa das 20h30 às 5h, até 19 de abril. A circulação dos ferry boats também será suspensa das 20h30 às 5h do dia 12 a 16 de abril, ficando vedado o funcionamento nos dias 17 e 18 de abril.

    A circulação das lanchinhas fica proibida das 20h30 às 5h, até 19 de abril, limitada a ocupação ao máximo de 50% da capacidade da embarcação nos dias 17 e 18 de abril.

     

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.