Sexta-feira, 23 de Outubro 2020
9:42:41pm
Câmeras inteligentes vão medir temperatura de pessoas na Estação da Lapa Foto: Marina Silva/CORREIO

Câmeras inteligentes vão medir temperatura de pessoas na Estação da Lapa

Uma novidade está chamando a atenção de quem passa pela Estação da Lapa, em Salvador, nesta quarta-feira (8). No andar térreo, dois funcionários sentados em frente a um painel eletrônico foi motivo de especulação entre os passageiros. "O que eles estão fazendo?", perguntou uma senhora. "Sou eu ali na tela?", questionou um homem.

No painel aparece as imagens das pessoas que estão transitando pela Estação, em tempo real. As sete câmeras inteligentes que foram instaladas no local conseguem monitorar a temperatura dos passageiros quando eles passam na frente da lente. O objetivo é identificar suspeitos de covid-19 e pessoas que estão sem máscara. A novidade foi implantada pela prefeitura e inaugurada nesta quarta-feira.

O prefeito ACM Neto explicou que foram montados três pontos de registro de temperatura, um no andar térreo, e dois do mezanino, próximos as duas saídas da Estação. Ele disse que desde o início da pandemia, todas as medidas têm sido tomadas para preservar os usuários do transporte público. "O transporte público é o maior vetor de transmissão da covid-19, exceto grandes aglomerações, que não estão acontecendo", disse.

Neto destacou a dependência de Salvador em relação ao transporte coletivo, citando Florianópolis, que suspendeu a circulação de ônibus para tentar conter avanço da covid-19. "Tirar o transporte aqui seria parar a cidade". O prefeito também lembrou que com o plano de reabertura, anunciado ontem, o fluxo nos coletivos vai aumentar. "Estamos aqui trazendo essa novidade, num esforço para tornar essa retomada mais segura".

As imagens produzidas pelas câmeras geram resultados de medição de temperatura e registram também o uso da máscara, detectando se o indivíduo está ou não utilizando o equipamento de proteção individual e, ainda, se está colocado no rosto de forma adequada. O sistema de computadores, que fica próximo às câmeras, é operado por técnicos da Secretaria Municipal de Saúde.

A aposentada Iolanda Nunes, 68 anos, ficou impressionada com a tecnologia. "Menino, quer dizer então que eles mediram minha temperatura sem precisar chegar perto? Eu estou impressionada, mas que bom. A gente tem que se previnir de todas as formas, e isso ajuda", afirmou.

A prefeitura informou que as pessoas que apresentarem alteração de temperatura serão encaminhadas ao posto de detecção na clínica LapaMed, em frente ao Salvador Card, para realização do teste. Caso não estejam utilizando máscara, serão orientadas pela Guarda Municipal de Salvador e receberá o item de proteção.

"Quando a pessoa for detectada com uma temperatura superior a 37ºC, 38ºC, imediatamente será acionada pela nossa equipe, vamos identificá-la pelas câmeras", explicou o prefeito. "Vamos recomendar imediato início de protocolo de isolamento. Em até 72h ela vai receber o resultado".

Planejamento
O secretário de Mobilidade, Fábio Mota, contou que a Estação da Lapa é por onde passa a maior quantidade de usuários do transporte público da cidade, tanto de metrô como de ônibus. Antes da pandemia, 450 mil pessoas passavam pela Estação todos os dias, e agora são cerca de 200 mil. Ele defende que o sistema de medição de temperatura por câmeras vai ajudar no planejamento das ações da prefeitura.

“Com esse serviço será possível diagnosticar pacientes, porque todas as pessoas que estiverem com mais de 37,5ºC, ou seja, com alteração de temperatura, terão a opção de fazer o teste de covid aqui mesmo. Isso vai inibir a crescente escalada da doença, e vai permitir a gente fazer ações específicas na cidade porque vamos saber onde essa pessoa mora e quem ela teve contato, e também o bairro onde ela mora. Isso vai ajudar a ter um controle maior e será importante para nossas ações de planejamento”, disse.

Na manhã desta quarta-feira o vai e vem na estação era intenso. A dona de casa Ednalva Félix, 40, mora na Boca da Mata e contou que está cumprindo o isolamento. Ela disse que foi à Lapa porque precisava pagar algumas contas e ficou curiosa com a novidade.

“Tem muito tempo que não venho ao centro da cidade. Em casa, eu tenho saído a cada dez dias para ir ao mercado ou à lotérica, por exemplo. Sempre de dez em dez dias. Tenho criança em casa e fico com medo desse vírus. Mas que bom que eles instalaram essas câmeras, vai ser uma forma de ter algum controle e identificar quem está doente, então, é uma boa ação”, disse.

Com os shoppings centres da região fechados o movimento está visivelmente menor que o normal, mas ainda assim muita gente saiu de casa. O secretário da Saúde, Léo Prates, participou da entrega das câmeras e comentou sobre a possibilidade de Salvador ativar a Fase 1 do protocolo de retomada das atividades econômica, divulgado nesta terça-feira (7) pelo prefeito e o governador Rui Costa, ainda no mês de julho. A ação está atrelada a queda na taxa da ocupação dos leitos de UTI em Salvador, que está em 79% e precisa ficar abaixo dos 75%, para que shoppings e grandes lojas possam reabrir.

“A estratégia de reabertura do comércio está vinculada aos leitos de UTI. Nós vamos fazer o maior esforço já feito durante essa pandemia com a abertura de 99 leitos de UTI em 23 dias em Salvador. Ontem, abrimos dez. Restam 89 leitos, sendo 20 no Hospital Sagrada Família, 20 no Wet’n Wild, que queremos abrir até a quarta-feira, 24 no Hospital Salvador, e a gente volta a apelar a Justiça Federal porque quem precisa disso não é o secretário nem o prefeito, mas a cidade do Salvador, e 25 na Fonte Nova, em parceria com o governo do estado. A expectativa que nós temos é que com esses 99 leitos a taxa de ocupação caia para 71% a 72%, viabilizando a reabertura do comércio”, disse.

Os 24 leitos de UTI disponibilizados no Hospital Salvador, na Federação, está sendo alvo de uma disputa judicial entre a prefeitura e a Universidade Federal da Bahia (Ufba). A Universidade alega que o atendimento de pacientes com covid-19 nesse hospital pode colocar em risco a saúde das gestantes e dos bebês da maternidade Climério de Oliveira, que está funcionando temporariamente no prédio do Hospital Salvador. Já a prefeitura afirma que segue os protocolos rígidos de saúde e que a presença desses pacientes não apresenta risco para as outras pessoas internadas na unidade.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.