Domingo, 25th Agosto 2019
11:41:46am
MP-BA lança campanha de combate à exploração sexual de crianças e adolescentes

MP-BA lança campanha de combate à exploração sexual de crianças e adolescentes

O Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA) lançou uma campanha para combater a exploração sexual de crianças e adolescentes. Para a conscientização da causa, o órgão promove o ‘Seminário 18 de Maio’, que acontece nesta terça-feira, 14, na sede do CAB, até às 17h. Os debates abordarão a necessidade e formas de combate ao abuso e à exploração sexual. O evento é aberto ao público.

A programação do evento conta com performances artísticas, musicais, palestras, dinâmicas e debates. O evento é organizado pelo Ministério Público através do Centro de Apoio Operacional da Criança e do Adolescente (Caoca) e do Centro de Estudos e Aperfeiçoamento Funcional (Ceaf) e conta com o apoio da ONG Plan Internacional.

No Seminário será lançado, também, a campanha 'Meu Corpo, Minha Casa', desenvolvida pela procuradora-geral de Justiça Ediene Lousado. Uma das peças da campanha é a cartilha de mesmo nome, direcionada a crianças com o intuito de chamar a atenção para a importância do próprio corpo, despertando os cuidados com a saúde e a autodefesa contra possíveis abusos.

Fonte: A Tarde

Itens relacionados (por tag)

  • Caso Maragogipe: Após ser solto, marido de indiciada por envenenamento e morte de mulher e duas filhas é denunciado pelo MP-BA

    O marido de Elisângela Almeida de Oliveira, mulher que foi presa pela suspeita de envenenar e matar uma mulher e duas filhas na cidade de Maragogipe, no recôncavo baiano, foi denunciado à Justiça pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA). Ele já havia sido preso pelo crime anteriormente, mas foi liberado.

    O MP-BA informou ao G1, nesta quarta-feira (27), que Valci Boaventura Soares será indiciado porque a promotora de Justiça Neide Reis constatou a existência de fortes indícios de participação dele no crime. Segundo o MP-BA, Valci será citado no processo para apresentar defesa. Ele está em liberdade.

    As vítimas morreram entre o final de julho e o início de agosto de 2018, em um intervalo de 15 dias, após apresentarem mal-estar com sintomas parecidos. O único sobrevivente da casa foi o marido de Adriane e pai das crianças, identificado como Jeferson Brandão.

    De acordo com a polícia, Adriane Ribeiro Santos, de 23 anos, e as filhas dela Greicy Kelly Santos da Conceição, de 5 anos, e Ruth Santos da Conceição, de 2 anos, foram envenenadas com um inseticida de uso agrícola.

    Elisângela e Valci foram detidos em outubro do ano passado, por mandado de prisão temporária. Na época, ele foi preso pela suspeita de coagir testemunhas para que não dessem depoimentos sobre o caso. A mulher foi indiciada pelo crime, mas ele acabou solto por falta de provas.

    Na delegacia, Elisângela confessou à polícia que envenenou as vítimas. Em depoimento, ela disse que tinha interesse em Jeferson, marido de Adriane, e, por conta disso, se desentendeu com a vítima e resolveu envenená-la.

    A suspeita colocou o veneno em um chocolate, que foi encontrado na casa da família e passou por testes periciais da polícia.

    Caso
    30 de julho de 2018 – A primeira morte registrada foi a de Greicy Kelly, 5 anos. A menina chegou a ser levada para um hospital na cidade de São Félix, ao lado de Maragogipe, mas não resistiu;
    6 de agosto de 2018 – A irmã de Greicy Kelly, Ruth Santos da Conceição, de 2 anos, também passou mal;
    13 de agosto de 2018 – A mãe das meninas, Adriane Ribeiro Santana Santos, também teve um mal-estar. Ela e Ruth foram levadas para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Maragogipe, mas também não resistiram;
    27 de agosto de 2018 – Justiça autorizou o pedido de exumação do corpo de Greicy Kelly;
    5 de setembro de 2018 – Corpo da criança é exumado pelo Departamento de Polícia Técnica (DPT). A irmã dela e a mãe, também tiveram os materiais analisados;
    21 de setembro de 2018 – Sete pessoas, entre parentes e conhecidos das vítimas, foram ouvidas na delegacia de Maragogipe numa acareação;
    11 de outubro de 2018 – Casal é preso suspeito de envenenar mãe e filhas;
    7 de novembro – Mulher suspeita de matar mãe e filhas na BA é indiciada por homicídio triplamente qualificado e homem é solto;

     Fonte: G1/Bahia

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Ad2